Veja situações em que o uso da maconha pode ser benéfico à saúde

seringa folha flor Veja situações em que o uso da maconha pode ser benéfico à saúde

O consumo adulto da maconha é largamente conhecido em todo o mundo. Entretanto, o uso da cannabis também ocorre em face de demandas medicinais, como pode ser visto em um levantamento realizado pelo Royal Vegas Cassino Online, a seguir

Epilepsia

Estudos envolvendo a aplicação da erva para finalidades relativas a doenças neurológicas apontaram que os pacientes epiléticos foram um dos mais beneficiados. Houve a constatação de que 11% das pessoas que sofriam com epilepsia conseguiram ficar totalmente livres das crises convulsivas após o tratamento com altas dosagens de canabidiol, presente na maconha. Além disso, uma parcela dos pacientes conseguiu atenuar os sintomas indesejáveis dessa condição.

Tratamento de esclerose múltipla

Embora esta seja uma moléstia que ainda não conta com uma cura em definitivo, existem tratamentos voltados ao controle de seus sintomas mais severos. Presente na cannabis, o THC (tetraidrocanabinol) é uma das substâncias utilizadas alternativamente para tratar dores e outras situações decorrentes dos quadros de esclerose múltipla.

gravital Veja situações em que o uso da maconha pode ser benéfico à saúde

No combate às inflamações

O canabidiol e o THC, existentes na maconha, são conhecidos pela comunidade científica por conta de suas propriedades anti-inflamatórias. À vista disso, suas aplicações se estendem a pacientes que sofrem de problemas inflamatórios envolvendo o sistema digestivo, bem como artrite reumatoide, doenças que possam ocasionar ulcerações, dentre outras situações.

Para dores crônicas

Este tipo de dor pode decorrer de diversas situações, algumas delas de difícil diagnóstico por parte dos médicos. A boa notícia é que substâncias existentes na maconha possuem também um efeito analgésico, ou seja, a capacidade de eliminação de determinados tipos de dor. Um exemplo é o THC, existente na erva. Estudo realizado com adultos portadores de diabetes tipo 1 ou 2 revelou que o composto foi eficaz na redução da dor em certos níveis.

Como maneira de amenizar efeitos da anorexia

Há diversos tipos de anorexia, sendo que, na maioria dos casos, a situação pode surgir por conta de outras doenças, como se nota em determinados pacientes que sofrem com problemas de imunidade ocasionados pelo HIV/Aids. Dessa maneira, a erva promove uma melhora no apetite e um consequente aumento de peso salutar, melhorando a qualidade de vida dessas pessoas.

Contra náuseas

Especialmente em pacientes que precisem se submeter a tratamentos de quimioterapia, náuseas costumam ser um dos efeitos colaterais dos medicamentos ministrados. A aplicação da maconha para este tipo de situação, no entanto, não é recente e surgiu concomitantemente com a descoberta dos medicamentos quimioterápicos. Em outras palavras, a cannabis sempre foi uma das aliadas no tratamento do câncer.

Acesse Pufflife.com.br

No tratamento do glaucoma

Ocasionado pelo aumento patológico da pressão intraocular, o glaucoma pode ter o seu crescimento inibido por conta da utilização do THC existente na maconha. A substância, neste caso, tem a propriedade de diminuir a pressão ocular, favorecendo uma melhora na qualidade de vida dos pacientes e diminuição do risco de cegueira por este motivo.

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra uma seringa preta junto a uma pequena flor seca e duas folhas verdinhas de maconha, sobre um pedaço de tecido que parece ser feito de algodão cru. Foto: Pixabay.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!