Uso de maconha não está associado à perda de motivação, mostra estudo

baseado ruiva unhas Uso de maconha não está associado à perda de motivação, mostra estudo

Os pesquisadores descobriram que o consumo de maconha pelos adolescentes não foi associado a nenhuma mudança significativa na motivação, apatia ou envolvimento. As informações são da NORML

O uso de maconha por adolescentes não está independentemente associado a um risco aumentado da chamada “síndrome amotivacional”, de acordo com dados longitudinais publicados no Journal of the International Neuropsychological Society.

Uma equipe de pesquisadores afiliados à Universidade Internacional da Flórida avaliou a associação entre o uso de cannabis e a motivação em uma coorte de 401 adolescentes (com idades entre 14 e 17) ao longo de dois anos.

site sb Uso de maconha não está associado à perda de motivação, mostra estudo

Os autores relataram que o uso de cannabis pelos adolescentes não foi associado a nenhuma mudança significativa na motivação, apatia ou envolvimento após os investigadores controlarem o uso de álcool e tabaco pelos participantes, entre outros fatores de confusão em potencial (como idade, sexo e depressão).

Leia também: “Seria muito difícil para mim fazer o que preciso fazer”, diz Seth Rogen sobre viver sem maconha

Eles relataram que “apesar dos aumentos significativos nos níveis de uso de cannabis em nossa amostra, a mudança no uso de cannabis não previu mudanças na motivação, o que sugere que o uso de cannabis pode não levar a reduções na motivação ao longo do tempo”.

Respondendo às descobertas do estudo, o vice-diretor da NORML, Paul Armentano, disse: “A ciência moderna está definindo as coisas com clareza e expondo muito do ‘reefer madness‘ das últimas décadas. Infelizmente, muitos desses mitos ainda prevalecem em nossa sociedade e muitas vezes são levantados por políticos em seus esforços para justificar as políticas fracassadas de proibição e estigmatização da maconha. É hora de os Estados Unidos deixarem de lado esses mitos e adotarem políticas de cannabis baseadas em fatos, não medos”.

Nossos resultados não apoiam uma relação entre o uso de cannabis e reduções na motivação ao longo do tempo em uma amostra de adolescentes em risco de aumento no uso de cannabis. (…) O estudo atual contribui para a literatura existente ao examinar essas associações longitudinalmente em uma grande amostra de usuários adolescentes de cannabis enquanto controla fatores de confusão importantes e muitas vezes esquecidos, incluindo sexo e depressão”, concluíram os autores do estudo.

Leia mais:

Novo estudo mostra efeitos da cannabis de alta potência na memória

#PraTodosVerem: foto, em close e meio perfil, de uma mulher de cabelo ruivo que segura um baseado aceso à boca, entre os dedos indicador e médio, mostrando as unhas compridas amarelas no polegar e indicador. Fotografia: Alex Woods | Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!