Uso de canabinoides durante início da gravidez pode atrapalhar desenvolvimento fetal, diz estudo

oleo conta gotas Uso de canabinoides durante início da gravidez pode atrapalhar desenvolvimento fetal, diz estudo

Cientistas da Universidade da Carolina do Norte (EUA) são os primeiros a mostrar em modelos animais que componentes da maconha, incluindo o THC e CBD, podem causar defeitos de nascimento cerebrais e faciais se usados ​​durante o primeiro trimestre da gravidez

Um novo estudo publicado na Scientific Reports, uma revista da Nature Research, mostra como uma única exposição durante o início da gravidez a canabinoides – tanto sintéticos quanto naturais – pode causar problemas de crescimento em um embrião em desenvolvimento. Esta é a primeira pesquisa a mostrar essa conexão em mamíferos.

O estudo foi realizado em camundongos, que são modelos muito precisos para o desenvolvimento que ocorre durante o início da gravidez, de acordo com o autor sênior do estudo, Dr. Scott Parnell, professor assistente de biologia celular e fisiologia da Escola de Medicina da Universidade da Carolina do Norte (UNC).

“O desenvolvimento do embrião nesse período é muito semelhante em todos os vertebrados”, disse Parnell, membro do Centro Bowles para Estudos sobre Álcool da UNC. “Neste estudo, também testamos um canabinoide sintético em peixe-zebra que produziu deformações de crescimento semelhantes às dos canabinoides naturais. Ter os mesmos resultados em outros modelos animais reforça nossas descobertas”.

Neste estudo, os efeitos no desenvolvimento cerebral e facial causados ​​por uma única exposição a canabinoides – CBD e THC (os principais ingredientes da maconha) – são muito semelhantes aos observados na síndrome alcoólica fetal (SAF). Parnell e seus colegas também descobriram que quando canabinoides e álcool eram usados ​​juntos a probabilidade desses defeitos congênitos mais do que duplicava. Eles mostraram que essas drogas podem estar causando defeitos, interagindo em um nível celular básico e interrompendo a sinalização entre moléculas e células que controlam o crescimento e o desenvolvimento.

Leia: Dr. Drauzio Varella explana sobre maconha na gravidez

“A interação entre álcool e canabinoides que testemunhamos é muito preocupante”, disse o primeiro autor do estudo, Dr. Eric Fish, pesquisador associado do Centro Bowles para Estudos sobre Álcool das Escola de Medicina da UNC. “Estudos anteriores mostraram que canabinoides e álcool são frequentemente usados ​​juntos, e para mulheres grávidas estamos aprendendo que pode ser muito perigoso para uma criança em desenvolvimento”.

No estudo, canabinoides, e canabinoides com álcool, foram administrados em quantidades variadas no dia oito da gravidez, o que é comparável às terceira e quarta semanas de gravidez em humanos. Esse período é quando a exposição ao álcool e ao canabinoide é especialmente prejudicial para um embrião em desenvolvimento e ocorre antes que algumas mulheres saibam que estão grávidas. As quantidades de CBD administradas estavam dentro do que é considerada uma faixa terapêutica para humanos. A concentração de THC administrada foi semelhante aos níveis alcançados por uma pessoa que fuma maconha.

“É preocupante o quão pouco sabemos sobre o uso da maconha, seus canabinoides e produtos como o óleo de CBD durante a gravidez”, disse Parnell. “Sabemos que não há um período seguro para beber álcool durante a gravidez e acho que esta pesquisa mostra que o mesmo se aplica ao uso de maconha”.

Com os resultados dessas exposições únicas, Parnell e Fish estão planejando testar agora exposições menores e múltiplas ao longo de uma gravidez que imitam melhor o uso da vida real na gravidez humana.

A pesquisa foi apoiada por doações do Instituto Nacional sobre Abuso de Álcool e Alcoolismo, que faz parte dos Institutos Nacionais de Saúde. Este trabalho foi realizado, em parte, com a Iniciativa Colaborativa sobre Transtornos do Espectro Alcoólico Fetal (CIFASD, nas siglas em inglês).

Tradução: Joel Rodrigues | Smoke Buddies.

Leia também:

Consumo de maconha na gravidez pode prejudicar a memória do bebê, diz estudo

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra o tubo de vidro de um conta-gotas contendo uma substância amarelada e translúcida, parte da mão que o segura e a parte de cima de dois frascos de cor âmbar-escuro, um aberto e outro fechado com tampa preta; e ao fundo, uma superfície de madeira em tom de amarelo. Foto: Vape Guide | Flickr.

lazy placeholder Uso de canabinoides durante início da gravidez pode atrapalhar desenvolvimento fetal, diz estudo

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário