Três empresas canadenses de CBD com forte posição de mercado nos EUA, segundo análise

flor seca notas Três empresas canadenses de CBD com forte posição de mercado nos EUA, segundo análise

A consultora Stone Fox Capital investigou três empresas canadenses de cannabis que atuam nos EUA e que se beneficiarão da legalização do uso adulto em Illinois, analisando as classificações de analistas de Wall Street. Confira o resultado no artigo publicado na Nasdaq e traduzido pela Smoke Buddies

Um importante catalisador para o mercado estadunidense de cannabis é a venda de canabinoides ou CBD. A aprovação da Lei Agrícola de 2018 legalizou a produção de cânhamo, configurando o mercado para uma forte rampa de vendas.

O cânhamo contém menos de 0,3% de tetraidrocanabinol (THC), enquanto a maconha contém até 30% do composto psicoativo. Presume-se cada vez mais que o CBD contenha propriedades para o bem-estar e o gerenciamento da dor, aumentando a atratividade dos produtos de cânhamo infundidos com CBD, mas a FDA dos EUA tem outras ideias.

A FDA questionou a falta de pesquisas de segurança em produtos de CBD e questionou a aprovação de produtos comestíveis. Além disso, os produtos de CBD não têm permissão para anunciar nenhum benefício médico, como o alívio da dor, nos EUA.

Por esse motivo, as amplas proclamações das vendas de CBD vêm sendo afetadas. Os varejistas nacionais não estocaram produtos comestíveis devido à ira potencial da FDA, fazendo uma empresa de CBD puro nos EUA, a Charlotte’s Web Holdings, perder recentemente as metas de vendas. A indústria está tendendo mais para vendas de US$ 4,4 bilhões em 2022, contra algumas expectativas originais de alta de cerca de US$ 21,9 bilhões.

O mercado de CBD nos EUA é ainda mais complicado devido à enxurrada de empresas canadenses que avançam para o sul. O espaço do CBD nos EUA é a única área em que a maioria das empresas do Canadá e dos EUA deve competir, levando ao desenvolvimento de milhares de marcas que se aglomeram no espaço.

Investigamos três MSOs (operadoras multiestado, na sigla em inglês) de cannabis nos EUA com uma forte posição de mercado em Illinois que se beneficiarão da abertura do mercado de uso adulto. Usando a ferramenta Comparação de Ações do TipRanks, alinhamos as três juntas para nos dar uma ideia do que a Street acha que está reservado para o trio no próximo ano.

Canopy Growth

Há cerca de um mês, a Canopy Growth lançou oficialmente seu produto de CBD derivado do cânhamo, através da marca U.S. The First & Free, que assinala a entrada da empresa canadense de cannabis em um espaço já lotado.

No lançamento, a empresa oferece várias opções de óleo em gotas, cápsulas e cremes. Notavelmente, a Canopy Growth está evitando comercializar suplementos alimentares que estão atualmente sob o escrutínio da FDA e os produtos mais vendidos pelas marcas atuais dos EUA.

A Canopy Growth promove há muito tempo o desejo de entrar nos EUA por meio de produtos de CBD. O negócio fornece à empresa uma segunda via para expandir-se no maior mercado de cannabis, depois de garantir o direito de comprar a Acreage Holdings quando a cannabis se tornar legal federalmente.

A empresa estabeleceu um complexo operacional em Nova York para a extração e produção de produtos derivados do cânhamo, incluindo CBD. A Canopy Growth está gastando várias centenas de milhões em seu parque industrial de cânhamo no estado e contratou agricultores estadunidenses para milhares de acres de cultivo de cânhamo.

Embora as vendas de CBD sejam importantes para o plano da Canopy Growth para entrar no mercado dos EUA, o atual valor de mercado de US$ 7 bilhões das ações sugere que o espaço lotado não fornecerá as vendas para mover a agulha das ações.

Em suma, Wall Street não está tão pessimista quanto à Canopy, mas também não está convencida sobre essas ações. A empresa detém o status de ‘compra moderada’ segundo o consenso dos analistas, com base em 7 classificações de “compra” — mas também 9 “holds” (manutenção). As ações são vendidas por US$ 21,92, e a meta de preço médio de US$ 22,58 sugere um aumento modesto de apenas 1%.

Leia: Fabricante da cerveja Corona continua a apostar na maconha, mesmo após prejuízo

Tilray

A Tilray posicionou-se para lançar produtos de CBD nos EUA no ano passado, através das aquisições, em Manitoba, da Harvest e da Smith & Sinclair. Somente no terceiro trimestre, a empresa tinha produtos em quase mil locais de varejo, embora as vendas fossem pequenas.

A empresa canadense de cannabis está altamente focada nos produtos Cannabis 2.0, seja no Canadá ou nos EUA. Sua divisão High Park tem produtos de CBD inovadores em formatos de bebidas, comestíveis e vapes com produtos de marcas existentes, como Marley Natural, Goodship e outras.

A empresa Smith & Sinclair oferece doces comestíveis artesanais, fragrâncias e consumíveis exclusivos com a intenção de lançar a marca Pollen para o espaço do CBD. A divisão em Manitoba da Harvest já possui uma receita trimestral de US$ 15 milhões com base em conexões de milhares de varejistas nos EUA que já vendem produtos de cânhamo. O movimento natural é para o espaço do cânhamo infundido com CBD.

Em essência, a empresa possui um portfólio diversificado de marcas de CBD para explorar oportunidades de vendas nos EUA. Assim como os outros players canadenses, a Tilray espera eventualmente utilizar conexões estabelecidas no espaço do CBD para permitir uma rápida expansão nos EUA quando os produtos THC se tornarem federalmente legais.

A Tilray é a melhor aposta do setor para quem procura uma empresa de produtos de CBD puro ou Cannabis 2.0. As ações agora têm um valor de mercado de US$ 1,5 bilhão e a Tilray está menos focada no cultivo de cannabis.

O maior problema continua sendo a avaliação, com expectativas de receita em 2020 de US$ 317 milhões, colocando as ações em quase cinco vezes o valor da receita. A alta das ações pode resultar de fortes vendas de produtos com maior margem de CBD.

De acordo com o TipRanks, o consenso em Wall Street é que as ações da Tilray são um “hold” para os investidores. Mas o TipRanks poderia muito bem ter dito “compra” — porque os analistas, em média, acham que as ações, atualmente em US$ 16,44, poderiam aumentar para US$ 25,56 dentro de um ano, gerando lucros de 56% para novos investidores.

Leia mais: Tilray e AB InBev estão prestes a lançar bebidas com CBD

Village Farms International

A Village Farms International é uma empresa única no espaço com um toque a mais devido aos seus negócios existentes no Texas. A empresa entrou no mercado de CBD simplesmente convertendo estufas em instalações de cultivo de cânhamo, além de adicionar joint ventures para cultivar cânhamo ao ar livre em vários estados para converter em biomassa de CBD.

A empresa plantou mais de 870 acres de cânhamo em 2019, com os 625 acres originais produzindo, em média, 725 quilos de cânhamo por acre colhido. A Village Farms foi posicionada para iniciar as vendas de biomassa de cânhamo no quarto trimestre.

O potencial positivo vem este ano, quando a Village Farms procura se expandir para produtos de CBD white label em 2020. A maior preocupação com as ações é o drama do parceiro de joint venture Emerald Health Therapeutics.

As empresas têm uma grande disputa sobre a propriedade da Pure Sunfarms JV, que cultiva e vende cannabis no Canadá. Sem a resolução dessa disputa, o estoque poderá ter uma tendência menor. A Village Farms tem uma baixa avaliação de ações de US$ 300 milhões, portanto, qualquer uma das mudanças, nas vendas de produtos de CBD da marca nos EUA ou nas vendas canadenses de cannabis, proporcionaria um grande impulso para as ações.

Os dados do TipRanks mostram um campo de alta apoiando esta empresa. As ações tidas como ‘compra forte’ acumularam 5 classificações de “compra” nos últimos três meses, sem classificações de “venda” ou “hold”. A meta de preço médio para 12 meses é alta em US$ 20,20, marcando quase 280% em potencial de retorno para as ações.

Leia também:

High Times pode focar na distribuição de maconha com nova CEO

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado, tirada com a câmera inclinada lateralmente, que mostra dois buds secos de maconha com pistilos marrons sobre notas de dinheiro, e um fundo escuro, com alguns feixes de luz branca, visto à direita. Foto: themadpothead | Flickr.

lazy placeholder Três empresas canadenses de CBD com forte posição de mercado nos EUA, segundo análise

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário