TJSP concede prisão domiciliar a mãe de quatro menores acusada de tráfico de drogas

temis sol TJSP concede prisão domiciliar a mãe de quatro menores acusada de tráfico de drogas

Segundo o relator do caso, o desembargador Amable Lopez Soto, em julgamento de habeas corpus coletivo pelo Supremo Tribunal Federal, foram estabelecidas diretrizes para a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para acusadas gestantes e mães de menores de 12 anos de idade. As informações são da ConJur

As condições pessoais da detenta, notadamente o fato de ser mãe de quatro menores, primária, com endereço certo, sem qualquer indicativo de integrar organização criminosa, permitem a substituição da prisão preventiva, a fim de atender aos interesses dos menores.

Com base nesse entendimento, a 12ª Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo substituiu a prisão preventiva pela domiciliar de uma mulher acusada de tráfico de drogas. Ela foi detida em flagrante com 86 gramas de crack e R$ 25 em espécie.

gravital sb TJSP concede prisão domiciliar a mãe de quatro menores acusada de tráfico de drogas

Leia mais: Gilmar Mendes concede prisão domiciliar a mulher com cinco filhos presa por suspeita de tráfico

No pedido de Habeas Corpus, a defesa disse que a paciente é primária, sem antecedentes, possui endereço certo e o crime não envolveu violência ou grave ameaça. Por fim, alegou que ela tem quatro filhos menores, sendo que três dependem de seus cuidados.

Apesar de a paciente ter sido surpreendida com quantidade razoável de droga, suas condições pessoais, notadamente o fato de ser primária, mãe de quatro crianças menores de idade, sendo que três dependem de seus cuidados, com endereço certo nos autos, sem qualquer antecedente e indicativo de integrar organização criminosa, são elementos que apontam para a possibilidade da concessão de prisão domiciliar”, disse o relator, desembargador Amable Lopez Soto, ao conceder a ordem.

Segundo o magistrado, no julgamento do habeas corpus coletivo 143.641 pelo Supremo Tribunal Federal, foram estabelecidas diretrizes para a substituição da prisão preventiva pela domiciliar para acusadas gestantes e mães de menores de 12 anos de idade, situação em que se enquadra a paciente.

“Assim, concedeu-se ordem de habeas corpus de ofício a todas as mulheres presas, gestantes, puérperas ou mãe de criança e de adolescente, excetuados casos de crimes praticados por elas contra seus descendentes ou, ainda, em situações excepcionalíssimas que não abarcam o caso sub examine”, completou.

Dessa forma, para atender aos interesses das crianças, o relator substituiu a preventiva pela prisão domiciliar, nos termos do artigo 318-A do Código de Processo Penal e mediante compromisso de comparecimento a todos os atos processuais. A decisão foi por unanimidade.

Leia também:

Estudo inédito mostra que “guerra às drogas” tem cor e endereço em Salvador

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma estátua em metal da deusa Têmis com os olhos vendados que segura uma balança à frente do sol, que aparece ao fundo em um céu limpo. Imagem: Creative Commons.

smokebuddies logo2 TJSP concede prisão domiciliar a mãe de quatro menores acusada de tráfico de drogas

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!