Ativistas pressionam pela descriminalização da maconha em Taiwan

taiwan Ativistas pressionam pela descriminalização da maconha em Taiwan

O grupo Green Sensation se reuniu neste sábado em frente ao Ministério da Justiça taiwanês para pedir que a cannabis seja retirada da política antidrogas do país

Um grupo de ativistas emitiu um apelo neste sábado (16) para que a maconha seja descriminalizada e aceita para uso médico em Taiwan.

Em uma coletiva de imprensa na capital Taipei, o grupo Green Sensation disse que a maconha deveria ser removida das campanhas antidrogas de Taiwan.

O porta-voz do grupo, Chung Ho-yun, disse durante a entrevista que a venda de medicamentos contendo até 0,3% de tetraidrocanabinol (THC) deve ser legalizada no país, relatou a CNA.

Leia também: História de domesticação da cannabis na China é desvendada em estudo genético

Ele também pediu que a maconha seja descriminalizada e regulada de acordo com as convenções internacionais, por meio de uma emenda ao Ato de Prevenção de Riscos de Narcóticos.

O grupo aponta ainda para a fragmentação das políticas do governo taiwanês sobre cannabis, pois o Ministério da Justiça (MOJ) continuou a fazer guerra aos usuários, enquanto o Ministério da Saúde estava concedendo aprovação especial para as pessoas importarem medicamentos contendo canabidiol (CBD).

Na mesma linha, Zoe Lee, uma proeminente defensora dos direitos humanos e membro do Partido Verde de Taiwan, disse que o MOJ é tendencioso contra a maconha.

Lee disse que a guerra do MOJ contra a cannabis é preconceituosa, já que a droga mais consumida em Taiwan é na verdade a anfetamina.

Leia mais: Por que a Ásia está perdendo sua guerra contra as drogas

Eles deveriam rever como a educação antidrogas estigmatiza a maconha e considerar a remoção da maconha da educação antidrogas”, advertiu a ativista.

A coletiva de imprensa foi realizada antes do “420 Weed Day”, que é comemorado anualmente em 20 de abril em alguns países ao redor do mundo para celebrar a legalização da maconha ou aumentar a conscientização sobre os motivos para descriminalizá-la.

O evento em Taipei foi realizado na Liberty Square (Praça da Liberdade) sob o tema “Acabe com a guerra contra a cannabis”, e incluiu atividades lúdicas, apresentações musicais e discursos.

O Green Sensation disse que, após a coletiva, entregaria ao Ministério da Justiça uma petição pela descriminalização da maconha assinada por mais de 14.000 pessoas.

Leia também:

Marcha da Maconha volta às ruas: confira os atos pela legalização deste ano

#PraTodosVerem: fotografia mostra um grupo de pessoas, todas de máscara, enquanto seguram ramos de folhas de cannabis e uma grande faixa verde com escritas em chinês, e o prédio do Ministério da Justiça de Taiwan, ao fundo. Imagem: CNA.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!