Governo tailandês registra variedades de cannabis como patrimônio nacional

ramo colas cultivo maos Governo tailandês registra variedades de cannabis como patrimônio nacional

Quatro variedades de cannabis estão em processo de registro como patrimônio nacional e serão cultivadas pelo departamento de ciências médicas tailandês para fins de pesquisa. As informações são do Chiang Rai Times

O ministro da Saúde Pública da Tailândia anunciou na segunda-feira que quatro variedades de cannabis no país serão registradas como Patrimônio Nacional para promover a pesquisa sobre seu uso medicinal.

O Sr. Anutin Charnvirakul disse que o Instituto de Pesquisa de Plantas Medicinais do Departamento de Ciências Médicas foi aprovado pela Administração de Alimentos e Drogas para plantar variedades de cannabis para uso medicinal depois que muitas partes da planta de cannabis foram descriminalizadas no ano passado.

As variedades de cannabis a serem registradas como Patrimônio Nacional para maconha medicinal são a ST1, TT1, UUA1 e RD1.

Leia também: Tailândia: famílias podem cultivar seis plantas de maconha para complementar renda

Um porta-voz de Anutin disse ao CTN News que os registros de variedades de cannabis estão atualmente aguardando a certificação pelo Departamento de Agricultura e que o processo deve terminar em agosto.

Cada variedade contém diferentes proporções das substâncias psicoativas tetraidrocanabinol (THC) e canabidiol (CBD), que são conhecidas por terem benefícios médicos.

A pesquisa sobre os benefícios e usos das variedades para maconha medicinal será conduzida pelo departamento, em conjunto com a Universidade de Tecnologia Rajamangala, campus de Sakon Nakhon (Isan), e a Universidade Kasetsart, campus de Chalermphrakiat Sakon Nakhon, disse o vice-primeiro-ministro.

Leia mais: Bebidas com sabor de cannabis chegam às lojas de conveniência na Tailândia

“Isso vai gerar benefícios econômicos para o país, além de aumentar o potencial dos agricultores para competir no mercado global, o que ajudará a reduzir o déficit comercial com outros países”, afirmou.

Além do registro de Patrimônio Nacional, o Sr. Anutin disse que o Departamento de Ciências Médicas descobriu que as raízes da cannabis podem ajudar a restaurar a função dos pulmões que foram danificados pela infecção por Covid-19.

O ministro da Saúde disse que apoia totalmente a pesquisa sobre o assunto, dizendo que será uma grande vantagem para os profissionais médicos tailandeses se eles puderem oferecer um tratamento à base de maconha para pacientes com diagnóstico de Covid-19.

Leia também:

Empresas trocam produção de flores por cannabis no Equador

#PraTodosVerem: fotografia mostra duas mãos com luvas azul-claras que seguram um ramo de inflorescências de cannabis, diante de um cultivo da planta, onde várias outras colas são vistas na ponta de caules lisos e compridos. Foto: Sawasdee Clinic.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!