Suíça revoga restrições para a produção de sementes de cânhamo

semente planta tricomas Suíça revoga restrições para a produção de sementes de cânhamo

Sementes e mudas de cânhamo poderão ser comercializadas no país a partir de 1º de janeiro, após o governo remover as limitações da legislação agrícola

A partir de 1º de janeiro de 2021, o cânhamo não estará mais sujeito à lei de sementes agrícolas na Suíça. A Secretaria Federal de Agricultura removeu as restrições para a produção e comercialização de sementes e mudas de cannabis com baixo teor de tetraidrocanabinol (THC), segundo nota divulgada pela agência.

Em 1998, o cânhamo foi submetido à lei de sementes, a fim de diferenciar seu uso industrial da cannabis para uso adulto. Conforme relatou a secretaria de agricultura suíça, o valor limite para o canabinoide THC, introduzido em 2011 na legislação sobre narcóticos, possibilitou uma delimitação suficiente para a distinção entre os usos da planta.

site sb Suíça revoga restrições para a produção de sementes de cânhamo

A lei aprovada em 2011 permite que cidadãos suíços com mais de 18 anos adquiram e consumam maconha com até 1% de THC. O cânhamo para uso industrial não está sujeito a esta lei, contudo ainda enfrenta barreiras no que diz respeito à comercialização de sementes e mudas, de acordo com a legislação agrícola em vigor até então.

Leia também: A maconha “light” e as regras de mercado na Suíça

“A fim de permitir o desenvolvimento de sistemas de cultivo e métodos de propagação de plantas correspondentes na agricultura, todas as disposições sobre o cânhamo na portaria do WBF [Departamento Federal de Economia, Educação e Pesquisa] sobre sementes e materiais vegetais foram revogadas com o pacote de portarias agrícolas de 2020”, diz o comunicado.

 

 

 

No futuro, a cannabis também poderá ser cultivada para fins específicos na agricultura, de acordo com a lei de narcóticos suíça. O Serviço Federal de Saúde Pública do país está desenvolvendo as bases legais necessárias para o uso medicinal da planta e para testes científicos piloto com maconha para uso adulto.

O experimento suíço

Os testes de distribuição de cannabis serão realizados na Suíça. Em setembro, o Conselho de Estados deu luz verde para experiências desse tipo em grandes cidades suíças. O projeto abre caminho para um programa piloto de pesquisa que permitirá a produção e distribuição de maconha para uso adulto.

A participação nos testes-pilotos será limitada a consumidores de cannabis com 18 anos ou mais. As pessoas interessadas em participar do experimento precisarão provar que já estão usando a erva e seu estado de saúde será monitorado constantemente.

A previsão de duração dos testes é de cinco anos, prorrogáveis ​​por mais dois anos. O tamanho do grupo dependerá do tipo de ensaio, mas não deve exceder 5.000 participantes.

Leia mais:

Suíça distribuirá maconha para uso adulto em ensaio de consumo controlado

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em plano fechado que mostra uma semente de maconha envolta em sua maior parte pelo cálice, por sua vez, repleto de tricomas de cor âmbar, disposta na diagonal, e um fundo marrom avermelhado. Foto: THCamera Cannabis Art.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!