Primeira Turma do STF manda libertar preso em flagrante com mais de 96 g de maconha

defensoria quer suspensao acoes penais ate julgamento stf descriminalizacao drogas Primeira Turma do STF manda libertar preso em flagrante com mais de 96 g de maconha

“Que política pública é essa que destrói a vida de um rapaz, custa dinheiro e devolve para a sociedade pior do que quando entrou, sem produzir nenhum impacto sobre o tráfico?”, disse o ministro Luís Roberto Barroso, no julgamento de um dos casos. Com informações d’O Globo

Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) mandou libertar nesta terça-feira dois homens que tinham sido presos em flagrante por carregar maconha. Um deles tinha 40,4 gramas da droga, e o outro, 96,3 g. Votaram dessa forma os ministros Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux, com uma ressalva: os juízes de primeira instância poderão determinar medidas alternativas. Apenas o relator, Marco Aurélio, foi favorável à manutenção da prisão.

O plenário do STF, do qual fazem parte todos os 11 ministros da Corte, ainda vai discutir a descriminalização do porte de drogas para uso pessoal. Até agora, três já votaram pela liberação. O relator, Gilmar Mendes , defendeu a descriminalização do porte para uso de todo tipo de droga. Edson Fachin e Barroso também votaram pela descriminalização, mas só para o porte de maconha.

A retomada do julgamento estava prevista para o dia 6 de novembro, mas o caso foi excluído do calendário e uma nova data não foi marcada ainda.

No julgamento de um dos casos nesta terça-feira, Barroso afirmou:

No dia seguinte que ele foi preso, o tráfico já o substituiu, porque tem um exército de reserva esperando para ocupar aquele lugar. Que política pública é essa que destrói a vida de um rapaz, custa dinheiro e devolve para a sociedade pior do que quando entrou sem produzir nenhum impacto sobre o tráfico?

Fux lembrou um caso analisado por ele quando era juiz em Niterói (RJ):

— Eu suspendi a audiência, fomos à minha sala. A mãe caiu em prantos, o jovem caiu em prantos, o pai caiu em prantos. Chegamos a uma conclusão que daríamos uma oportunidade àquele jovem, porque ele é primário e de bons antecedentes. Eu, como magistrado de carreira, sempre tive resistência de colocar no sistema penitenciário um jovem primário de bons antecedentes, porque tinha exatamente a percepção de que ele sairia escolado, um profissional muito pior do que entrara.

Dos cinco integrantes da Primeira Turma, apenas a ministra Rosa Weber não participou do julgamento.

O advogado Fábio Tofic Simantob, que defendeu um dos homens soltos, comemorou o resultado:

A decisão do STF de hoje abre uma esperança na forma como os tribunais vem enfrentando o problema das drogas. Um jovem, pai de dois filhos, trabalhador e sem antecedentes pego com 40 gramas de maconha. A prisão não pode ser usada para isto.

Leia também:

‘Nosso Direito é para prender menino pobre com 100 gramas de maconha’, diz Barroso

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado e vista superior das mãos de uma pessoa que está triturando um pouco de maconha e vestindo uma camiseta da Marcha da Maconha no Rio de cor verde, onde se lê em branco #SoltaOPreso! Foto: Dave Coutinho | Smoke Buddies.

lazy placeholder Primeira Turma do STF manda libertar preso em flagrante com mais de 96 g de maconha

Sobre Smoke Buddies

O Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário