Slipknot: Corey Taylor diz que drogas não ampliam a criatividade

slipknot Slipknot: Corey Taylor diz que drogas não ampliam a criatividade
Newsletter Open Green

Vocalista das bandas Slipknot e Stone Sour, Corey Taylor argumenta contra o uso de drogas para aumentar a criatividade, insistindo que “você parece melhor, toca melhor e tem uma energia melhor” quando não está sob a influência de drogas psicodélicas. Com informações do Blabber Mouth, e tradução pela Smoke Buddies

Corey Taylor, que foi aberto sobre sua batalha contra o vício, falou sobre músicos usando drogas durante uma aparição na última edição do “Marshall Podcast”. Dirigindo-se à crença generalizada de que a capacidade dos músicos de escrever música é aprimorada quando estão bebendo ou usando drogas, Taylor disse:

“Eu acho que isso é incentivado pelas pessoas que estão realmente envolvidas nisso. Eles querem que as pessoas pensem que é difícil criar sem substâncias químicas. E essa é uma linguagem viciada, porque eu costumava fazer isso do ponto de vista da performance. Estava convencido de que não conseguiria me apresentar se não tivesse um Jack and Coke – pelo menos um. Então, um se tornou dois. E então, isso se tornou meia garrafa. Isso é vício. Eu acho que é um mito perpetuado por viciados que procuram pessoas para reforçar sua dependência”.

lazy placeholder Slipknot: Corey Taylor diz que drogas não ampliam a criatividade

“Se é isso que funciona para você, é isso que funciona para você. Eu não vou convencê-lo de outra maneira. No entanto, não é a lei da terra. Você não precisa estar carregado* para criar, porra. Você não tem que estar carregado para se divertir, eu acho que você soa melhor e toca melhor e você tem uma energia melhor quando não está [carregado]. Porque então o foco está em você. Não há desculpas depois disso. É você, e essa é a essência do que fazemos”.

Leia: “Não existiria a Bossa Nova sem a maconha”, diz Gilberto Gil

Taylor não é o único músico de rock de alto nível que se manifestou contra o mito das drogas e do rock and roll nos últimos anos. Em 2017, o baixista do MÖTLEY CRÜE, Nikki Sixx, disse à MSNBC que seu vício realmente sufocava sua criatividade e tornava impossível que a banda funcionasse corretamente.

“Eu estava pensando em 1987 e como eu mal conseguia terminar um álbum e uma turnê”, disse ele. “E, na verdade, a turnê foi cancelada, a última parte da turnê. E em 2017, sou capaz de fazer um programa de rádio, escrever livros, fotografar, ser um marido, um pai melhor e fazer parte disso, das conversas que estão acontecendo. Então, eu realmente acho que a sobriedade lhe dá mais energia e mais criatividade”.

No segundo evento anual de conscientização e benefício da Rock To Recovery, em setembro de 2017, Taylor foi homenageado com o prêmio “Icon”. O cantor, que tentou se suicidar em 2003 ao tentar pular da varanda de um hotel enquanto lutava contra o alcoolismo, fez um discurso de aceitação inspirador, no qual abordou suas lutas contra a depressão e ansiedade e como ele tentou trabalhar com elas com terapia, hábitos saudáveis ​​e sobriedade.

*Carregado, loaded em inglês, é uma gíria para drogado, chapado.

Leia também: 

Sober October: um papo com os malucos mais sóbrios do umdois – parte 1

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em primeiro plano de Corey Taylor, durante show, vestindo máscara e um casaco em preto e branco com o número 8 estampado em cada uma das mangas e segurando o microfone. Luzes azuis e em tons de roxo e rosa compõem a imagem. Foto: desconhecido.

lazy placeholder Slipknot: Corey Taylor diz que drogas não ampliam a criatividade

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!