Racismo Recreativo: Dando a Letra

racismo recreativo Racismo Recreativo: Dando a Letra

“A lei só é implacável para nós favelados e protege o golpista, ele tinha de ser o primeiro da lista. Se liga nessa doutor, iiih”. Bezerra da Silva — Preconceito de Cor

Quantas cicatrizes uma tentativa de ridicularizar o outro pode causar?

O Dr. Adilson José Moreira enxerga o brasileiro sendo, em geral, permissível quanto ao racismo caso ele venha acompanhado por humor. Porém, enquanto esse humor é visto como brincadeira por quem não sofre pelo preconceito racial, os negros são submetidos a constrangimentos e não conseguem revidar ou acusar o descontentamento sem serem taxados de vítimas. Assim sendo, a violência é normalizada e perpetuada de uma maneira diferente, porém com uma crueldade tão semelhante quanto. O nome disso é Racismo Recreativo.

lazy placeholder Racismo Recreativo: Dando a Letra

Que o racismo é crime nós já sabemos, mas (sempre tem o “mas”) quando ele aparece “disfarçado” não costuma acarretar em punição com a pessoa que cometeu o crime. As vexações e piadas reproduzidas por humoristas são degradantes ao povo preto, também ferem quando são reproduzidas por aquele “amigo” que está sempre zombando com intenção de inferiorizar e tirar sarro na “brincadeira”, mas fica aqui a dica: Quem sente na pele o preconceito, não está achando engraçado…

Quando o preto fica ofendido com alguma piada por parte de humoristas ou da sociedade como um todo com esse racismo “cordial”, são apontados como sensíveis, são ridicularizados ou simplesmente ignorados pelas autoridades.

O racismo social tem muitas facetas de opressão, ainda mais quando falamos em uma sociedade que naturaliza o racismo e não se espanta com o que possa constranger pessoas negras. Pessoas essas que estão habituadas a ver a vexação de suas imagens por esses que consideram amigos, família ou na televisão e ambiente de trabalho.

Nosso guia Levi Kaique indica no seu texto sobre o significado de racismo que, para que o racismo exista tudo depende de um montante de ações que reafirmam a inferioridade do negro perante o branco. (você encontra o texto “O que é Racismo?” no perfil @levikaiquef)

O Racismo Recreativo é uma forma de opressão tão enraizada e presente que, até no que diz respeito ao politicamente correto, ainda sim consegue mascarar-se de maneira “normal”. O motivo disso é o condicionamento e passividade a ideias racistas que fazem até o próprio negro usar o racismo “cordial” dentro da esfera humorística. Isso é uma mensagem na nossa sociedade e ela cria raízes que se proliferam pelos anos à frente e interferem nas relações sociais.

“Por exemplo, dizer que uma pessoa loira é burra não reflete em menos loiros em universidades, não diminui a garantia de emprego ou exclusão social, já afirmar que uma pessoa negra é criminosa, mesmo em tom jocoso, reflete diretamente no assédio e violência policial e genocídio da população negra” — Levi Kaique.

O maior problema quanto ao racismo “cordial” e recreativo é a dificuldade em se denunciar. É terrível pensar que atacar alguém por sua cor de pele pode fazer com que o alvo se sinta culpado a ponto de ignorar e fingir que não se feriu.

O Racismo Recreativo é uma das ferramentas mais utilizadas contra o povo preto hoje em dia.

Curadoria por: @levikaiquef*

*Levi Kaique é Engenheiro Civil, Diretor do Site de Cultura POP @oretalho, Colunista do @sitemundonegro, apresentador do projeto Influência Negra e colaborador dos portais Mansão Black e Pretitudes.

Texto por: Nico Cordeiro.

Leia também:

Racismo Estrutural: Dando a Letra

#PraCegoVer: imagem (de capa) que traz o recorte de uma foto de dois homens negros sentados juntos a uma mesa de metal, como as de bar, sendo que o da direita possui uma maquete de TV emoldurando seu rosto, enquanto o da esquerda, com parte do rosto cortada, aponta para o primeiro. A frase “Racismo Recreativo” está em destaque, no topo esquerdo, junto ao logo da Bem Bolado Brasil. Há ainda a expressão “Dando a Letra”, no centro da imagem, e um recorte que diz: “curadoria Levi Kaique @levikaique”. Crédito: Bem Bolado Brasil.

lazy placeholder Racismo Recreativo: Dando a Letra

Sobre Bem Bolado Brasil

Uma empresa do bem, baseada em produtos e ideias criativas, inovadoras e funcionais, desde 2012
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!