Projeto de lei da Califórnia (EUA) propõe pagar usuários de metanfetamina para ficarem sóbrios

frasco laboratorio Projeto de lei da Califórnia (EUA) propõe pagar usuários de metanfetamina para ficarem sóbrios

A estratégia, chamada de gerenciamento de contingência, visa abordar a escalada da crise de metanfetamina no estado. Uma análise recente de dados de 23 ensaios diferentes sugere que um sistema de recompensas é melhor para ajudar usuários de substâncias a manter a sobriedade por pelo menos um ano do que terapia cognitivo-comportamental, programas de 12 etapas ou tratamento ambulatorial em hospitais e clínicas. As informações são da Insider

É uma abordagem pouco ortodoxa, mas os pesquisadores acham que funcionará. Um projeto de lei da Califórnia (EUA) propõe dar incentivos financeiros aos usuários de drogas para permanecerem sóbrios — uma estratégia conhecida como gerenciamento de contingência. A Califórnia pode se tornar o primeiro estado dos EUA a implementar esse serviço, talvez abrindo a porta para que outros estados façam o mesmo.

O projeto visa abordar a escalada da crise da metanfetamina na Califórnia, que piorou ao longo da pandemia (embora os serviços não se limitassem apenas aos usuários de metanfetamina). De março a dezembro do ano passado, o condado de Los Angeles viu um aumento de 79% nas mortes por overdose de drogas por metanfetamina em comparação com o mesmo período de 2019.

gravital sb Projeto de lei da Califórnia (EUA) propõe pagar usuários de metanfetamina para ficarem sóbrios

Leia mais: A outra epidemia: EUA têm recorde de mortes por overdose em ano de Covid-19

A Administração de Alimentos e Drogas dos EUA não aprovou nenhum medicamento para tratar o vício em metanfetamina, como fez para o vício em opioides. Mas independentemente de se os tratamentos prescritos estiverem disponíveis, os pesquisadores ainda pensam que um sistema de recompensas é a maneira mais eficaz de ajudar os usuários de metanfetamina a alcançar e manter a sobriedade.

“As drogas em si mesmas são muito, muito reforçadoras, então precisamos ter reforços que possam ser significativos o suficiente para que possam perturbar esse equilíbrio e fazer alguém mudar seu comportamento”, disse Meredith Ginley, pesquisadora que estuda gerenciamento de contingência na Universidade Estadual do Leste do Tennessee, à Insider.

análise recente de Ginley, que reúne dados de 23 ensaios diferentes, sugere que um sistema de recompensas é melhor para ajudar usuários de drogas ilícitas a manter a sobriedade por pelo menos um ano do que terapia cognitivo-comportamental, programas de 12 etapas ou tratamento ambulatorial em hospitais e clínicas de saúde mental.

O projeto de lei da Califórnia ainda enfrenta um grande obstáculo: propõe que o estado ofereça serviços de gerenciamento de contingência por meio de seu programa de saúde Medicaid (plano de saúde estatal dos EUA), o Medi-Cal. Portanto, o projeto de lei pode potencialmente violar uma lei federal que impede os programas de saúde pública de oferecer “propinas” (kickbacks) ou subornos. Até agora, o projeto foi aprovado no Senado e aguarda a assinatura do governador Gavin Newsom.

Leia: Programa de fornecimento de drogas se expande para reduzir mortes por overdose em BC

Os programas de gestão de contingências normalmente oferecem US$ 300 ou mais durante 12-16 semanas

Se o projeto da Califórnia se tornar lei, ainda haverá muitos detalhes a serem resolvidos — incluindo quais incentivos oferecer.

Alguns programas de gerenciamento de contingência oferecem vouchers semanais cada vez que o teste de drogas de uma pessoa dá negativo. Mas Ginley disse que a estratégia mais barata e eficaz envolve uma espécie de loteria, onde as pessoas com testes de drogas negativos são elegíveis para receber somas de dinheiro sorteadas aleatoriamente.

“A chance de ganhar $ 1, $ 20 ou $ 100 é divertida”, disse Ginley.

O uso de maconha é eficaz na redução de danos, segundo estudos

Os usuários de drogas geralmente têm direito a recompensas cada vez maiores quanto mais tempo ficam sóbrios. Mas os programas de gerenciamento de contingências geralmente duram cerca de 12 a 16 semanas, acrescentou Ginley, então o dinheiro acaba eventualmente. Ela estimou que a pessoa média ganha cerca de US$ 360 com um sistema de loteria e US$ 1.200 com um sistema de vouchers durante esse período.

Valores abaixo de US$ 300 geralmente não são suficientes para incentivar os usuários de drogas, disse ela.

O objetivo é levar os usuários de drogas a um lugar onde não precisem mais do dinheiro e possam começar a colher os benefícios de um estilo de vida sóbrio.

“Porque eles podem passar em um teste de drogas, agora eles podem colocar seus nomes em listas para serem entrevistados para empregos”, disse Ginley. “Talvez a mãe deles, que diz ‘você não pode vir aqui se estiver chapado’, diga ‘ah, você não fica chapado há três semanas, agora pode começar a vir para jantares de família’. A irmã deles diz: ‘Ei, estou percebendo que você está sóbrio agora — pode vir ficar na minha casa enquanto não estiver usando’”.

O serviço não funciona para todos, disse ela, mas as chances de recuperação a longo prazo de uma pessoa são muito maiores se ela permanecer sóbria durante a janela de 12 semanas do programa.

Saiba mais: Cidade do Porto financia sala de consumo assistido de drogas

“Essas pessoas estão realmente querendo mudar”

Alguns críticos do gerenciamento de contingências argumentam que ele recompensa o mau comportamento. Ginley disse que muitas vezes ouve o refrão: “Não pagamos diabéticos para testar o açúcar no sangue. Por que deveríamos pagar a alguém que está optando por usar uma droga?”.

Outros críticos argumentam que os usuários de drogas precisam chegar ao fundo do poço antes de ficarem sóbrios, e os prêmios em dinheiro podem incentivar as pessoas muito cedo em sua jornada de sobriedade.

Mas Ginley disse que isso não é verdade a partir de suas observações.

“Essas pessoas estão realmente querendo mudar”, disse ela. “Isso é absolutamente uma doença mental”.

Dois programas de gerenciamento de contingências já tiveram algum sucesso. O Departamento de Assuntos de Veteranos permite que usuários de drogas com teste negativo saquem prêmios, incluindo vouchers em dinheiro, de um aquário. Quanto mais tempo uma pessoa fica sóbria, mais saques ela recebe a cada semana. Até agora, 92% dos testes de drogas coletados durante o programa deram negativo, disse Dominick DePhilippis, um pesquisador que ajudou a lançar o programa em 2011, ao Kaiser Health News.

A San Francisco AIDS Foundation também dá cartões-presente, no valor de US$ 300 a US$ 400 ao longo de 12 semanas, para usuários de drogas com testes de urina negativos. Em 2019, 63% dos participantes do programa pararam de usar metanfetamina totalmente e 19% reduziram seu uso.

Além desses programas únicos, disse Ginley, o gerenciamento de contingências tem estado essencialmente estagnado nos EUA por causa das leis antipropina. O projeto de lei da Califórnia pode mudar isso.

“Nossa esperança é que, se um estado for capaz de ser corajoso o suficiente para fazê-lo e mostrar que funciona — e os federais não venham atrás deles e o tribunal da opinião pública não fique muito indignado com o dinheiro que está sendo dado para pessoas com uso de substâncias —, seremos capazes de, como médicos, ir aos sistemas Medicaid de nossos estados e dizer: ‘Isso realmente funciona’”, disse Ginley.

Veja também:

Iniciativa facilita acesso aos serviços de saúde a usuários de drogas em Fortaleza

#PraTodosVerem: fotografia mostra uma pessoa que, usando máscara e roupa descartável brancas e óculos de proteção, coloca uma tira de teste em um pote cor âmbar contendo líquido, no interior de um laboratório. Imagem: Artem Podrez / Pexels.

smokebuddies logo2 Projeto de lei da Califórnia (EUA) propõe pagar usuários de metanfetamina para ficarem sóbrios

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!