Produtos de canabidiol podem sair das prateleiras em um ano, no Reino Unido

frascos cbd Produtos de canabidiol podem sair das prateleiras em um ano, no Reino Unido

A agência reguladora disse que os produtores de CBD demoraram a enviar seus produtos para aprovação, forçando-a a impor o prazo. Com informações da BBC e tradução pela Smoke Buddies

Óleos, petiscos e bebidas contendo o extrato de cannabis de canabidiol (CBD) serão “retirados das prateleiras” do Reino Unido no próximo ano se eles não obtiverem aprovação regulatória.

Leia também: FDA adverte 15 empresas por venderem ilegalmente vários produtos contendo CBD

A Food Standards Agency (FSA) disse que os produtos devem ser registrados até março de 2021 ou serão retirados.

Apesar do aumento nas vendas de produtos de CBD, nenhum produto foi aprovado no Reino Unido, o que levanta preocupações de segurança.

A FSA também emitiu novos conselhos sobre o uso de CBD, dizendo que não deve ser usado junto com outros medicamentos.

O canabidiol é derivado da cannabis, mas não possui propriedades psicoativas. É vendido em algumas farmácias e lojas de alimentos naturais como um complemento e usado para tratar condições como dor ou insônia.

No entanto, a FSA só começou a regular o mercado em janeiro do ano passado e alguns argumentam que ela tem se arrastado.

Os testes descobriram produtos de CBD à venda que contêm ingredientes não listados e potencialmente perigosos ou níveis ilegais de tetraidrocanabinol (THC), o ingrediente psicoativo da cannabis.

Muitos podem conter pouco ou nenhum extrato em si, ao contrário de suas alegações de marketing e apesar dos altos preços.

Cachinhos Dourados: estudo mostra que produtos de CBD geralmente têm muito ou pouco CBD

A FSA disse que os produtores demoraram a enviar seus produtos para aprovação, forçando-a a impor o prazo.

“O setor de CBD deve fornecer ao regulador mais informações sobre a segurança e o conteúdo desses produtos até março de 2021, ou os produtos serão retirados das prateleiras”, disse a chefe Emily Miles.

Os produtos de CBD estão à venda no Reino Unido há anos, portanto a FSA não foi rápida a agir. Mas a postura adotada agora é forte.

Esperava que empresas individuais apresentassem informações sobre o produto. Mas como ninguém forneceu documentação suficiente, o órgão regulador os está forçando agora — ou ameaçando tirá-los das prateleiras. Para as empresas que esperam uma fatia da indústria de CBD multimilionária do Reino Unido, esse é um grande incentivo para cumprir.

O novo conselho para os consumidores, de que o óleo de CBD não deve ser tomado junto com qualquer outro medicamento, será um choque para muitos que se voltaram para esses novos óleos, gotas, alimentos e suplementos para ajudá-los com problemas médicos.

Embora não se possa fazer nenhuma alegação de saúde sobre os produtos de CBD, muitas pessoas dizem que ajudam em tudo, desde problemas de saúde mental a lidar com tratamentos contra o câncer — então é provável que os tomem junto com outros medicamentos.

‘Não é seguro para mulheres grávidas’

A FSA também disse a adultos saudáveis ​​que “pensem com cuidado” antes de tomar CBD e que não tomem mais de 70 mg por dia. Isso equivale a cerca de 28 gotas de óleo de CBD de 5% de potência.

Aquelas que estão grávidas, amamentando ou tomando qualquer medicamento são aconselhadas a não usar produtos de CBD.

O regulador baseou suas recomendações em pareceres do Comitê de Toxicidade (COT) do governo, que encontrou evidências de “potenciais efeitos adversos à saúde” do CBD.

Mas o COT disse que “ainda não sabe o suficiente para ter certeza sobre esse risco”.

Steve Moore, da Associação para a Indústria de Canabinoides (ACI), disse que os produtores de CBD receberam bem a nova orientação.

“Acreditamos que isso suscitará os estudos de segurança que são vitais para construir a confiança do consumidor e ajudar a desenvolver uma indústria socialmente responsável e sustentável”.

O conselho da FSA será aplicado na Inglaterra, País de Gales e Irlanda do Norte, mas não na Escócia, que é coberta por um regulador separado.

Não abrange os cosméticos e produtos vaping de CBD, nem a cannabis usada para fins medicinais, que também estão sujeitos a regras diferentes.

Leia também:

Reino Unido: desafios, oportunidades e futuro do mercado de cannabis medicinal

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em plano fechado que mostra cinco frascos enfileirados, lado a lado, com rótulo branco e verde, contendo um desenho da folha da maconha e as palavras “CBD / supports mental performance”. Foto: Matthew Horwood.

lazy placeholder Produtos de canabidiol podem sair das prateleiras em um ano, no Reino Unido

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!