Pizza de cannabis faz sucesso em restaurantes franceses

pizza Pizza de cannabis faz sucesso em restaurantes franceses

As flores utilizadas no preparo das pizzas possuem baixo teor de THC e atraíram rapidamente muitos clientes ávidos por provar o prato inusitado

Na Riviera Francesa, mais especificamente na cidade de Nice, o jovem empresário Steeve Bonnet acaba de colocar uma nova opção muito especial no menu de sua pizzaria. Além de creme de leite fresco, mussarela, caqui, maçã, queijo de cabra e fondue de alho-poró, a pizza vendida na l’Authentique também leva cannabis.

A cannabis utilizada no preparo da pizza é cultivada na Europa e possui um teor muito baixo de THC (tetraidrocanabinol). As flores são trituradas e polvilhadas sobre a pizza já fora do forno, dando ao prato um perfume incomparável.

site sb Pizza de cannabis faz sucesso em restaurantes franceses

O boca a boca e as redes sociais atraíram rapidamente muitos clientes ávidos por provar a pizza inusitada, que é vendida por 12,5 euros. “Em cada uma de nossas duas filiais, vendemos entre 40 e 45 pizzas de CBD por noite”, explanou Bonnet ao canal de televisão francês CNews.

iauthentique pizza flores Pizza de cannabis faz sucesso em restaurantes franceses

#PraCegoVer: fotografia de três pizzaiolos da l’Authentique, todos de máscara, sendo que o do meio mostra um dixavador rosa e um pote de flores de cannabis e o da ponta direita a pizza preparada com a erva. Crédito: CNews.

O restaurante também faz sucesso oferecendo o ingrediente especial como adicional para qualquer pizza do seu cardápio, por 3 euros.

“O canabidiol está no centro da incerteza jurídica. A legislação europeia autoriza a comercialização do canabinoide, desde que o teor de THC não exceda 0,2%”, diz o dono do restaurante, que espera ser visitado pela polícia a qualquer momento.

“Confio nas informações que são passadas pelo meu fornecedor que é muito sério. Além disso, não transformo este produto aquecendo ou hidratando-o para não aumentar seu teor de THC. Você tem que ser muito sério (…). Além disso, aconselhei-me com o meu advogado e estudei a legislação antes de lançar este produto no meu cardápio”, explica Bonnet.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia também: Maconha vira ingrediente especial em pizza vendida por dispensário

Aroma da erva chega aos Pirineus Orientais

Na região sudoeste da França, nos Pirineus Orientais, os pizzaiolos Christophe, Freddy e Steeven Maslard também estão fazendo barulho com o novo item de seu cardápio. Chamada de Jamaica, a pizza infundida com cannabis é vendida nos restaurantes Gallapoli, em Perpinhã, e Stardust, em Toulouges.

A ideia germinou em família, durante uma noite de confinamento. “Vimos que uma pizza de CBD havia sido lançada em Nice, e dissemos a nós mesmos: ‘vamos ser loucos, vamos ser os primeiros a criar uma no departamento [dos Pirineus Orientais]’”, disse Freddy Maslard ao jornal local L’Indépendant.

Eles encontraram um fornecedor local recém-estabelecido na cidade, de quem compram as flores de cânhamo a 2.000 euros o quilo.

gallapoli pizza Pizza de cannabis faz sucesso em restaurantes franceses

#PraCegoVer: fotografia de Freddy Maslard, com roupa e máscara pretas e boina vermelha, segurando a porta do forno com uma mão e uma pá com a pizza de cannabis na outra. Imagem: Nicolas Parent / L’Indépendant.

A receita consiste em uma base de creme de leite fresco, mussarela, queijo de cabra com mel, abobrinha caramelada caseira, frango, tudo polvilhado com azeitonas pretas, orégano e cannabis.

“É uma planta natural que traz um toque floral cítrico, dando um delicado amargor no final da boca”, saboreia Freddy.

O sucesso do novo desafio culinário dos pizzaiolos está ajudando a encher a carteira de pedidos do restaurante.

“As pessoas valorizam a originalidade, o sabor, e gostamos de criar receitas malucas. No final, todos estão felizes e está gerando um burburinho, que não é desprezível para os nossos estabelecimentos durante o período de crise”, degusta o cozinheiro que já pensa em usar a erva em seus hambúrgueres gourmet.

Leia também: O dia que minha avó comeu minha maconha na pizza

Proibição do CBD é considerada ilegal pela Justiça europeia

No último dia 19 de novembro, o Tribunal de Justiça da União Europeia (TJEU) julgou ilegal a proibição na França da comercialização de canabidiol (CBD), evidenciando que o composto não causa efeito estupefaciente.

A Justiça europeia foi acionada em 2018 pelo tribunal de apelação de Aix-en-Provence, quando este último foi chamado a julgar o caso Kanavape, o nome de um cigarro eletrônico de CBD lançado em 2014 e apresentado como “100% legal” pelos seus projetistas, pois respeitava a alíquota máxima autorizada de 0,2% de THC. O tribunal de apelação considerou, com efeito, que a regulamentação francesa sobre o CBD não é compatível com a legislação europeia, que é menos restritiva.

Os dois empresários marselheses da Kanavape, Sébastien Béguerie e Antonin Cohen, foram condenados em primeira instância pelo tribunal criminal de Marselha a 18 e 15 meses de prisão com pena suspensa, bem como a uma multa de 10.000 euros. Os dois homens foram acusados ​​de usar um óleo fabricado legalmente na República Tcheca contendo CBD extraído de toda a Cannabis sativa, incluindo folhas e flores, enquanto a França só permite o uso de sementes e fibras ou CBD sintético.

No julgamento, o TJUE invocou “a livre circulação de mercadorias” na União Europeia, que “se opõe às regulamentações nacionais” como a da França, “uma vez que o CBD em questão (…) não pode ser considerado um narcótico”.

Leia mais:

A proibição do CBD na França é considerada ilegal pela Justiça europeia

#PraCegoVer: em destaque, fotografia de um pedaço de pizza sendo retirado com uma espátula. Imagem: Pxhere.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!