58% dos estadunidenses não sabem a diferença entre CBD, THC e maconha

cultivo chris buchanan 58% dos estadunidenses não sabem a diferença entre CBD, THC e maconha

Pesquisa realizada com 1.087 pessoas mostra que a ignorância em relação à planta e seus compostos torna mais difícil uma ampla aceitação de mercado. As informações são do Motley Fool

Para a maioria das pessoas que acompanham o espaço da cannabis, as diferenças entre canabidiol (CBD), tetraidrocanabinol (THC) e maconha são claras. Mas a grande maioria dos estadunidenses não está familiarizada com as diferenças, e essa ignorância torna mais difícil a aceitação mais ampla dos produtos de CBD no mercado, de acordo com uma pesquisa divulgada este mês.

Dados da pesquisa da Invisibly’s Realtime Research com 1.087 pessoas mostram que 58% dos entrevistados não sabiam a diferença entre CBD e produtos contendo THC, como a maconha.

site sb 58% dos estadunidenses não sabem a diferença entre CBD, THC e maconha

Leia mais: Poucos consumidores entendem os níveis de THC em comestíveis de maconha

Embora seja correto presumir que as pessoas que não usam CBD ou maconha não percebem que há uma diferença entre o THC e o CBD (68% dessas pessoas não sabiam, a pesquisa mostrou), o que é mais surpreendente é que menos de dois terços daqueles que consumiram CBD entendiam que há uma diferença entre os compostos.

Isso significa que 36% das pessoas que tomam CBD não sabem que estão ingerindo algo muito diferente da maconha contendo THC. Isso sugere que muitas pessoas podem estar tomando produtos de CBD pensando que os efeitos seriam semelhantes aos da maconha.

Também pode ser por isso que muitos não experimentarão os produtos de CBD. Cerca de 53% dos entrevistados que não experimentaram o CBD dizem que não o usarão por nenhum motivo.

Leia: 70% dos consumidores de cannabis não ouviram falar de terpenos, segundo pesquisa

Embora os não usuários sejam a maioria, a Invisibly diz que a pesquisa descobriu que as pessoas em geral estão considerando os produtos de CBD, embora as mulheres sejam as que mais os usam, em mais de 2 para 1.

À medida que mais produtos de CBD entram no mercado, a resistência ao uso pode diminuir. Canopy Growth e Hexo, por exemplo, têm extensas linhas de bebidas disponíveis no Canadá, enquanto a Charlotte’s Web é a atacadista número 1 de CBD na América do Norte, com uma ampla gama de comestíveis, gomas, tópicos, tinturas e muito mais.

A Invisibly também encontrou que alívio do estresse, ansiedade e dor foram as principais razões para o uso do CBD.

Leia também:

“Maconha medicinal ou canabidiol medicinal: você defende a causa certa?”

#PraCegoVer: fotografia de um cultivo de maconha com várias colas repletas de pistilos cor creme, onde uma delas aparece ao centro, no plano do meio e em foco. Através das plantas, pode ser visto um fundo cinza. Crédito: Chris Buchanan / Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!