Pesquisa examina as opiniões de viajantes de lazer dos EUA sobre o turismo canábico

hashi buds copo Pesquisa examina as opiniões de viajantes de lazer dos EUA sobre o turismo canábico
Newsletter Open Green

Visitar um dispensário, provar comestíveis infundidos com a erva e consumir maconha em um ambiente seguro estão entre as experiências mais desejadas. Saiba mais sobre turismo canábico com as informações do Hotel Business, traduzidas pela Smoke Buddies

A MMGY Travel Intelligence and Enlightn Strategies, uma consultora no espaço de turismo relacionado ao CBD e à cannabis, revelou as principais descobertas de um novo relatório, “Turismo canábico: oportunidades, questões e estratégias”. Este relatório contém os resultados de uma pesquisa realizada entre 1.500 viajantes a lazer nos EUA para determinar seu interesse e entendimento sobre produtos, experiências e serviços relacionados à cannabis recreativa durante as férias.

“O turismo de cannabis ainda está na infância, mas tem potencial para crescer exponencialmente nos próximos anos”, disse Chris Davidson, vice-presidente executivo, de insights e estratégia, da MMGY Travel Intelligence. “Este estudo ajuda bastante a fornecer dados acionáveis ​​ao setor para refinar estratégias de marketing e desenvolver novas ofertas de turismo canábico”.

lazy placeholder Pesquisa examina as opiniões de viajantes de lazer dos EUA sobre o turismo canábico

 

 

A cannabis agora é legal em 11 estados dos EUA e Washington, DC, para uso recreativo (adulto) e pode ser desfrutada por turistas de várias formas. A pesquisa mostra que 87% dos entrevistados acreditam que o uso recreativo da cannabis será legal na maioria dos estados nos próximos anos, e dois terços dos entrevistados têm sentimentos positivos em relação à legalização da cannabis para uso recreativo.

Leia mais: Como a falta de turismo durante surto de Covid-19 está afetando varejistas de maconha

Principais descobertas da pesquisa:

  • As experiências de cannabis que motivam os entrevistados a viajar incluem visitar um dispensário, experimentar comestíveis ou bebidas com infusão de CBD e THC, experimentar um tratamento de spa com um produto de CBD e experimentar a cannabis em um ambiente seguro.
  • Adultos interessados ​​em atividades relacionadas à cannabis durante as férias têm uma probabilidade significativamente maior do que o viajante típico de se descrever como um amante da culinária, rato de praia ou aventureiro ao ar livre. Eles também são mais propensos a se descreverem como um aficionado por música, entusiasta de festivais de música, amante de vinhos ou cervejas artesanais ou viciado em esportes.
  • Nos casos em que o uso recreativo da cannabis é legal e regulamentado, a erva também é considerada relativamente segura.
  • Há confusão entre os entrevistados sobre onde as pessoas podem possuir e consumir cannabis em destinos onde o uso recreativo é legal. Mais da metade (54%) dos entrevistados acha que as pessoas podem ser presas por possuírem cannabis em destinos onde ela foi legalizada para uso recreativo.

“A inteligência sobre o público de viagens motivado por cannabis apoiará a normalização dessa tendência crescente e multifacetada”, disse Brian Applegarth, presidente da Enlightn Strategies e especialista em turismo canábico. “Esta pesquisa inovadora abre a oportunidade para os destinos se diferenciarem e aumentarem a receita do turismo ao envolver o viajante canábico”.

Leia também:

Ilhas Virgens Americanas: turismo canábico pode ser alternativa pós-pandemia

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra as pontas de um hashi segurando um bud de maconha e o retirando de um grande copo transparente cheio de mais flores, e a mão da pessoa que o segura. Imagem: Cannabis Tours | Wikimedia Commons.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!