O que o Uruguai tem a nos ensinar sobre liberdade

sugestao igor texto darros O que o Uruguai tem a nos ensinar sobre liberdade

Nosso vizinho uruguaio tem muito a nos ensinar. E a lição principal é sobre liberdade! Guilherme Darros, jornalista, ativista e parceiro do Smoke Buddies, visitou pela segunda vez o Uruguay e viu bem de perto como essa diferença circunda toda a cultura do país – e como isso quer dizer muito mais do que apenas o respeito às leis. Entenda mais no texto abaixo.

Liberdade. Uma palavra que todos nós julgamos saber o significado, mesmo que cada um tenha seu próprio conceito sobre o que ela significa. Para muitos, liberdade é ter o direito de ir e vir e não estar atrás de grades ou cercas. Ou seja, “livre”. Mas afinal, você se sente livre no Brasil? Na minha segunda visita ao Uruguai, para visitar a sogrinha, pude entender um pouco mais sobre como a liberdade é uma questão muito mais cultural do que simplesmente de leis.

No Uruguai, mais especificamente em Montevidéu, o que se vê é que as individualidades são respeitadas, desde que não interfira na individualidade do outro, algo tão simples, mas que parece funcionar por lá. Por exemplo, embora por aqui o casamento homoafetivo seja reconhecida desde 2011, homossexuais ainda são discriminados, inclusive perante a justiça muitas vezes, responsável por garantir as leis. O mesmo provavelmente ocorreria com o aborto, legalizado no Uruguay, mas longe de ter avanços no Brasil, o que mostra as diferenças entre dois países tão próximos, mas que onde um a laicidade é respeitada e em outro não.

lazy placeholder O que o Uruguai tem a nos ensinar sobre liberdade

Mas então vamos falar sobre a maconha, que é um caso muito semelhante aos demais. Primeiramente, vale dizer que as drogas são descriminalizadas há décadas no Uruguai, algo mínimo pelo qual ainda estamos lutando por aqui. Com a recente regulamentação do cultivo e do comércio, que arrisco dizer que foi feita no modelo mais ideal possível, a maconha passou a ser consumida publicamente, e ninguém parece se importar nada com o fato de ver frequentemente pessoas fumando nas ruas, parques ou qualquer outro ambiente público.

Área para fumantes inclui maconheiros, o que parece surreal para nós brasileiros. O slogan do Ministério do Turismo uruguaio é “Uruguay Natural”, e gosto de dizer que ele é perfeito para descrever o sentimento que se tem ao andar por lá. Tudo parece ser tão natural para as pessoas que o sentimento de liberdade enche os olhos.

No Brasil, mesmo em caso de legalização, algo distante a olho nu, a criminalização do usuário teria continuidade caso não houvesse uma mudança muito além das leis,  tanto por parte da polícia, quanto pela própria população, o que demonstra como devemos ter uma mudança radical nos nossos conceitos de liberdade e individualidades para nos sentirmos de fato livres.

O Uruguay nos dá uma aula disso, com um Estado que garante educação pública gratuita e de qualidade à sua população, inclusive superior. Talvez esteja aí o segredo, em meio ao cheiro de flores queimando no ar, que parece colaborar para que tudo seja tão tranquilo e natural. Arriba, Uruguay!

Leia também: Maconha legal floresce na América Latina

Fotografia de capa: Igor Scartezini – Banco de la República Oriental del Uruguay

lazy placeholder O que o Uruguai tem a nos ensinar sobre liberdade

Sobre Guilherme Darros

Jornalista e ativista pela legalização, escreveu seu TCC sobre maconha, e continua dando suas brisadas aqui pelo Smoke Buddies também.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!