Nutrição: entenda as diferenças entre os tipos e os métodos

cannabis Nutrição: entenda as diferenças entre os tipos e os métodos

Elementos vitais para o bom desempenho de uma planta, nutrientes como nitrogênio, fósforo e potássio podem ser incorporados ao cultivo com a utilização de adubos orgânicos ou de fertilizantes – a Raiz explica as diferenças entre eles, confira

Longe de entrar na interminável discussão sobre que método é o melhor, a nutrição é uma escolha importantíssima no planejamento de um cultivo vigoroso, forte e saudável. E embora não faltem opções de produtos, para todos os tipos e fases do ciclo, o fato é que para encontrar a melhor alternativa, é preciso levar em conta algumas particularidades.

Leia também – Tecnologia em favor do cultivo: seis gadgets para alta performance

site sb Nutrição: entenda as diferenças entre os tipos e os métodos

Mas, afinal, o que difere, essencialmente, a nutrição orgânica da mineral? A primeira engloba produtos de origem animal ou vegetal, como estercos, farinhas e o bokashi, e contém vários nutrientes, que variam a depender da composição (enquanto a farinha de alga é riquíssima em potássio, por exemplo, a de osso é abundante em fósforo) e são decompostos por micro-organismos. Os fertilizantes minerais, por sua vez, podem vir de fontes naturais ou de processos químicos, são encontrados em várias formas, como pós solúveis, grânulos ou bastões, e entregam os nutrientes presentes em cada fórmula (sendo NPK – sigla para nitrogênio, fósforo e potássio – a mais conhecida) com alta disponibilidade para as plantas.

Desta forma, os modos de nutrição variam entre o ‘no till’, estritamente orgânico, e o exclusivamente mineral com substrato inerte – no meio termo, há quem opte pelos dois mundos, no método organo-mineral. Conheça, a seguir, as principais características de cada um:

 Nutrição: entenda as diferenças entre os tipos e os métodos

No till

Também conhecido como plantio direto, o método pressupõe que o solo não precisa de preparo prévio com adubação, ainda que orgânica, já que os restos vegetais e as palhas de plantios anteriores são mantidos na superfície da terra, reproduzindo a maneira como a natureza absorve os nutrientes. É complexo e requer manejo constante.

Orgânico

O método orgânico de nutrição inclui incorporar ao solo produtos de origem animal ou vegetal, como vários tipos de esterco, húmus de minhoca, farinhas (de osso, de peixe, de algas), biofertilizantes e produtos de compostagem, que fornecerão os nutrientes necessários ao desenvolvimento das plantas. Neste método, não são utilizados componentes de origem mineral ou química.

Organo-mineral

Quem prepara o substrato com adubos orgânicos e, ainda assim, faz uso de fertilizantes minerais para equilibrar deficiências pontuais no cultivo segue o método organo-mineral. O modo de nutrição requer experiência e monitoramento para garantir equilíbrio, sem excesso (que também prejudica o resultado).

Mineral

Neste método, toda nutrição que a planta precisa vem dos fertilizantes – o substrato, seja fibra de coco ou turfa, é inerte, ou seja, não contém nutrientes em si. Requer monitoramento e controle para a aplicação correta do complemento mineral, e pode deixar gosto no produto final, que é eliminado com o flush correto.

Vale ressaltar que adubos orgânicos podem conter elementos minerais, resultantes do processo de decomposição do produto, da mesma forma que os ferts podem ter traços orgânicos – o que não muda as classificações gerais de cada método.

Mas, como saber quais nutrientes minha planta precisa? Observe os sinais! E, se precisar, conte com a consultoria da Raiz Cultivo Indoor que, além de oferecer os melhores produtos para todos os métodos de nutrição vegetal, tem profissionais prontos para te atender e tirar suas dúvidas sobre este e outros assuntos.

Leia também:

Outono: quais os cuidados especiais de cultivo na estação?

#PraCegoVer: Fotografia que mostra um pequeno broto de cannabis (maconha) que desponta do solo, desfocado, com cobertura de perlita, e contém, além da casca da semente no caule, folhas no topo, duas serrilhadas e duas lisas, que partem do ponto central da imagem. Foto: THCameraPhoto.

logo raiz cultivo indoor 150x150 Nutrição: entenda as diferenças entre os tipos e os métodos

Sobre Raiz Cultivo

🌱 Growshop fundada em 2010 especializada em cultivo indoor, orgânico, horticultura e hidroponia, com três unidades no Rio de Janeiro. Whatsapp's - Raiz Barra (21) 99262-2456, Raiz Glória (21) 98136-7121 e Raiz Niterói (21) 99613-2999
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!