No Canadá, plataforma conecta empresas a funcionários de cannabis demitidos durante a pandemia

bandeira canada folha No Canadá, plataforma conecta empresas a funcionários de cannabis demitidos durante a pandemia

Uma agência de recrutamento de Toronto, na Canadá, lançou um banco de dados público para conectar profissionais de maconha demitidos durante a pandemia a possíveis empregadores. As informações são do Marijuana Business Daily, traduzidas pela Smoke Buddies

A iniciativa surge quando empresas de maconha dispensaram uma estimativa de 2.700 colaboradores no Canadá nos últimos nove meses — incluindo 910 após o início da pandemia de Covid-19 — de acordo com a agência de empregos Cannabis At Work. Isso representa cerca de 30% da força de trabalho do setor.

Saiba mais: Canadá classifica a cannabis medicinal como essencial em meio à pandemia de Covid-19

lazy placeholder No Canadá, plataforma conecta empresas a funcionários de cannabis demitidos durante a pandemia

A Cannabis At Work lançou o banco de dados de código aberto, Cannabis Talent Help List, para ajudar a conectar empresas em crescimento a profissionais de cannabis que buscam garantir um novo emprego.

“O Cannabis Talent Help List é um recurso para os empregadores do setor da cannabis acessarem grandes talentos que estão no mercado e procuram ativamente por trabalho”, disse a CEO Alison McMahon ao MjBizDaily, por e-mail.

“Há mais talentos de cannabis no mercado de trabalho do que nunca e, sabendo que muitas pessoas estão desempregadas, queríamos servir o setor, facilitando aos empregadores que estão contratando o acesso a ótimos membros da equipe — é um ganha-ganha”.

A lista continha quase 250 nomes em 13 de maio.

Apesar das amplas demissões, os especialistas observam que o setor ainda está crescendo. Isso significa que as empresas precisarão contratar uma ampla gama de trabalhadores.

A CIBC Capital Markets, subsidiária de banco de investimento do Banco Imperial de Comércio do Canadá, prevê que as vendas de cannabis para uso adulto dobrarão este ano para 2,5 bilhões de dólares canadenses (US $1,8 bilhão).

McMahon observou que o setor estava no meio de uma correção de mercado quando a Covid-19 chegou.

“Os empregos já estavam sendo abandonados e a pandemia acelerou mais a perda de empregos”, disse ela.

Dores crescentes — principalmente em grandes produtores que cresceram muito longe e muito rápido — resultaram em perdas significativas de empregos. Antigas empresas de alto desempenho — incluindo Canopy Growth, Aurora Cannabis e Sundial Growers — demitiram centenas de funcionários nos últimos meses, com perdas acumuladas líquidas estendendo-se a bilhões de dólares. Em alguns casos, o fraco desempenho financeiro das empresas já custou seus respectivos CEOs.

Leia também: 

Covid-19: indústria canábica é deixada de fora de pacote de estímulo no Canadá

#PraCegoVer: foto (de capa) que mostra uma bandeira do Canadá personalizada com uma folha de maconha no lugar da de bordô, tremulante, e, logo atrás, partes de outras bandeiras como a arco-íris do movimento LGBTI. Foto: Cannabis Culture | Flickr.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!