No Canadá, pai é acusado de negligência criminosa após filha de três anos ingerir doces de cannabis

skittles comestivel No Canadá, pai é acusado de negligência criminosa após filha de três anos ingerir doces de cannabis

Segundo os regulamentos estabelecidos pelo governo canadense, o produto é ilegal por conter mais de 10 mg de THC e não possuir embalagem resistente a crianças. As informações são da CBC News

Um homem de 38 anos de Quinte West, Ontário (Canadá), foi acusado depois que sua filha de três anos ingeriu uma “grande quantidade” de comestíveis de cannabis e teve que ser levada às pressas para o hospital.

A polícia provincial de Ontário (OPP) foi chamada para uma residência na rodovia Fish And Game Club, a noroeste da cidade de Belleville, por volta das 18h30 da última sexta-feira.

site sb No Canadá, pai é acusado de negligência criminosa após filha de três anos ingerir doces de cannabis

A menina havia consumido uma “grande quantidade de comestíveis de cannabis” de uma embalagem com o rótulo “Medicated Sour Skittles”, disse a OPP.

Leia mais: Novos produtos de cannabis no Canadá podem colocar anfitriões de festas em risco

“Os comestíveis foram deixados em um local onde a criança pudesse ter acesso e consumi-los”, escreveu o policial Devin Leeworthy em um e-mail.

De acordo com o rótulo, o saco continha 400 miligramas de THC, um dos principais constituintes psicoativos da cannabis, enquanto cada pedaço de doce continha 20 miligramas.

Leeworthy não sabia exatamente quantos doces a criança havia consumido, mas disse que a embalagem era “nova” quando foi deixada sem vigilância e foi encontrada vazia depois que a criança a pegou.

Leia: Poucos consumidores entendem os níveis de THC em comestíveis de maconha, diz estudo

A polícia disse que a menina foi levada ao hospital em condições de risco de vida, mas estáveis. Desde então, ela foi tratada e liberada.

Após uma investigação, o pai foi acusado de negligência criminosa, causando danos corporais. Ele foi solto sob uma promessa e comparecerá no tribunal em Belleville, em 18 de março.

Leeworthy disse que o nome do homem não será divulgado para proteger a identidade da garota de três anos.

Leia mais – Potência ideal de comestíveis de maconha: até 5 mg de THC, diz estudo de empresa canadense

Leeworthy disse que a sacola de comestíveis era ilegal porque continha mais de 10 miligramas de THC e não estava em uma embalagem resistente a crianças.

Embora seja ilegal possuir cannabis ilícita, Leeworthy disse que nenhuma acusação adicional é esperada neste momento.

Em um comunicado à imprensa, Leeworthy observou que para uma criança os comestíveis de cannabis podem parecer guloseimas tentadoras e devem ser armazenados onde não possam ser alcançados.

Leia também:

Mercado de comestíveis de cannabis pode ultrapassar US$ 11,5 bilhões até 2025

#PraCegoVer: foto da embalagem do comestível ingerido pela criança, que é semelhante à do Skittles original, porém com um fundo de cor verde e desenhos da folha da maconha. Imagem: OPP.

smokebuddies logo2 No Canadá, pai é acusado de negligência criminosa após filha de três anos ingerir doces de cannabis

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!