Nevada (EUA) arrecada US$ 174 mi em impostos sobre venda de maconha no último ano fiscal

baseado bud dolares Nevada (EUA) arrecada US$ 174 mi em impostos sobre venda de maconha no último ano fiscal

Relatório sugere que os dispensários de cannabis de Nevada tiveram um aumento de 20% nas vendas do ano fiscal de 2018 a 2019. As informações são do Ganjapreneur, com tradução pela Smoke Buddies

As vendas de maconha em Nevada tiveram um aumento de 20% no ano fiscal de 2018 a 2019, atingindo US$ 692 milhões, de acordo com um relatório da RCG Economics encomendado pela Nevada Dispensary Association. O estado arrecadou US$ 172 milhões com impostos sobre consumo e vendas derivados da cannabis e taxas de licenciamento da indústria.

O relatório estima que há 8.200 pessoas em Nevada trabalhando diretamente em empresas de cannabis licenciadas e outros 2.000 empregos criados pela indústria auxiliar.

lazy placeholder Nevada (EUA) arrecada US$ 174 mi em impostos sobre venda de maconha no último ano fiscal

Leia também – Republicanos passam a considerar legalização da maconha nos EUA: “É inevitável”

Riana Durrett, diretora executiva da NDA, disse que, embora a pandemia de coronavírus “possa resultar em vendas e cobranças inferiores às projetadas”, os números são “úteis para saber o que a indústria é capaz de realizar e contribuir para o estado, nas condições certas”.

John Restrepo, economista que preparou o relatório, opinou que, no espaço da cannabis, “a oferta e a demanda são menos fatores que as condições regulatórias“.

“O setor de cannabis pode ser bastante impactado pela estrutura tributária e de licenciamento, e erros de ultrapassagem ou excesso de regulamentação podem levar as pessoas ao mercado ilegal e reduzir a receita tributária, ao contrário de muitas outras indústrias”, afirma Restrepo em comunicado.

O relatório estima que, até 2024, as vendas de Nevada poderiam totalizar US$ 956 milhões, levando a arrecadações estaduais de impostos e taxas de US$ 327 milhões nas atuais condições regulatórias.

Os autores observam que o relatório foi preparado — e suas projeções baseadas — em condições pré-coronavírus e as projeções “provavelmente ficariam aquém, especialmente dada a queda no turismo e a perda de vendas em março e abril”, que são “tipicamente meses de grandes vendas para dispensários de Nevada”.

Tanto os dispensários médicos quanto os de uso adulto em Nevada foram autorizados a permanecer abertos durante a ordem de permanência em casa do estado, embora com protocolos de distanciamento social em vigor.

Leia também:

Aumento de impostos após a pandemia pode beneficiar a legalização da maconha

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado que mostra um baseado, deitado sobre uma flor de maconha seca, de pistilos alaranjados, e ambos sobre notas de dólares estadunidenses. Foto: Oscar Yanez | Flickr.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!