Nepal mira a legalização da cannabis medicinal e do cânhamo

plantas montanha neve Nepal mira a legalização da cannabis medicinal e do cânhamo

Proposta que tramita no parlamento visa a regulação desburocratizada do cânhamo e da cannabis medicinal, incluindo a medicina aiurvédica. As informações foram traduzidas pela Smoke Buddies do HempToday

Há muito conhecido como meca da cannabis, o Nepal estabeleceria um programa formal para desenvolver a cannabis medicinal e o setor de cânhamo, de acordo com um projeto de lei proposto no parlamento do país.

O Ato de Cultivo de Cannabis, apresentado pelo membro do parlamento Sher Bahadur Tamang e assinado por 40 legisladores, não exigiria licença para produtores de cânhamo destinados a alimentos, incluindo, entre outros, sementes, mel, óleo e bebidas e uso do caule de cânhamo para fins industriais. As vendas e a distribuição desses produtos também não exigiriam licença especial sob a proposta.

site sb Nepal mira a legalização da cannabis medicinal e do cânhamo

Presumivelmente, a pesquisa e a produção de CBD seriam licenciadas sob as disposições da cannabis medicinal no projeto, mas a medida visa principalmente avançar esse composto para a cura aiurvédica e alopática, de acordo com Nivedita Bansal Shah, COO e cofundadora da Shah Hemp Inno-Ventures (SHIV), com sede em Janakpur, a principal empresa de cânhamo do Nepal.

Leia mais – Made in Kathmandu: tecido de cânhamo do Nepal gera interesse

O limite de THC é problemático

No entanto, o limite de THC recomendado de 0,2% — que segue o padrão europeu atual — desafiaria aqueles que desejam cultivar cânhamo, provavelmente exigindo anos de criação para desenvolver cultivares que se enquadrem nesse padrão.

“Definir limites de THC não é relevante no Nepal, a menos que e até estudarmos a genética de nossas raças nativas”, disse Dhiraj K. Shah, CEO e cofundador da SHIV. “Essa lei levaria à importação de sementes certificadas de 0,2% de THC, destruindo nossa genética antes mesmo que pudéssemos descobrir seu potencial”, disse Shah. “É o que acontece quando países subdesenvolvidos fazem leis sob a influência de países desenvolvidos”.

 

 

 

A definição global e informal de cânhamo é cannabis com menos de 0,3% de THC, mas alguns países da Ásia, África e América Latina estabeleceram seus limites de THC em 1,0%; e até a Europa deverá empurrar sua barreira de THC de 0,2% para 0,3% em breve.

Leia mais: Milhares fumam maconha em festival religioso no Nepal

O que há no cultivo selvagem?

As plantas que crescem na natureza no Nepal — “cultivo selvagem” —, que nunca foram realmente testadas para THC, têm sido colhidas e transformadas em produtos há muito tempo, mas a indústria do cânhamo permaneceu em um estágio primitivo por falta de infraestrutura técnica adequada e leis pouco claras, disse Nivedita Shah.

Apesar das dúvidas sobre o tratamento do THC proposto pela medida, “é muito encorajador que seja apresentado ao governo um projeto de lei para a legalização da cannabis medicinal e do cânhamo”, disse ela. “Esperamos que ainda permaneça na prioridade do governo, mesmo diante dessa pandemia, porque o uso holístico da planta de cannabis pode ser uma solução a longo prazo para as vulnerabilidades econômicas do Nepal“.

Leia também:

Governo das Bermudas divulga projeto de legalização da maconha para comentários públicos

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra algumas plantas de cannabis em período vegetativo que, sob a sombra, contrastam com o azul do céu e o branco das neves da montanha Dhaulagiri, ao fundo. Imagem: Arne Hückelheim | Wikimedia Commons.

smokebuddies logo2 Nepal mira a legalização da cannabis medicinal e do cânhamo

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!