Missouri (EUA) investiga 600 certificações fraudulentas de pacientes de maconha medicinal

flor cultivo dave Missouri (EUA) investiga 600 certificações fraudulentas de pacientes de maconha medicinal

O departamento de saúde notificará os pacientes afetados pela atividade fraudulenta, que terão 30 dias para enviar uma certificação válida. Com informações do St. Louis Post-Dispatch, traduzidas pela Smoke Buddies

O Departamento de Saúde e Serviços Sênior (DHSS) do Missouri, nos EUA, disse sexta-feira (19) que emitiu cerca de 600 licenças de maconha medicinal para pacientes que apresentaram uma “assinatura médica não autorizada” em suas solicitações.

Lisa Cox, porta-voz do departamento de saúde, disse que os pacientes enviaram o nome de um médico que não era a pessoa com quem eles realmente se encontraram durante as consultas de telemedicina.

gravital Missouri (EUA) investiga 600 certificações fraudulentas de pacientes de maconha medicinal

“Pelo que sabemos, eles (os pacientes) pensaram que estavam conversando com um médico real”, disse ela.

“No momento, não há evidências que indiquem que os pacientes afetados estavam cientes de que o médico listado não era o médico que os atendeu”, disse o departamento em um comunicado à imprensa. “No entanto, a certificação médica para esses pacientes não era válida“.

O departamento disse que notificará os pacientes afetados pela “atividade fraudulenta” e que encaminhou o caso ao escritório do procurador-geral e ao Conselho de Artes de Cura do Missouri.

Leia mais – Próxima grande ameaça da indústria da cannabis: cibercrimes e fraudes

Acesse Pufflife.com.br

O departamento disse que os pacientes afetados terão 30 dias para “enviar uma certificação válida” ao estado.

“Nossa principal preocupação é como essa atividade fraudulenta afeta negativamente os pacientes, e estamos trabalhando para minimizar o impacto neles, ao mesmo tempo em que responsabilizamos os responsáveis”, disse o Dr. Randall Williams, diretor do DHSS.

Cox disse que o estado estava ciente de apenas um médico cujo nome e credenciais foram usados ​​indevidamente nas certificações.

Ela disse que o departamento começou a investigar depois de realizar verificações aleatórias de certificações para garantir que o médico no formulário de certificação de um paciente fosse o médico que realmente o certificou.

“Não temos indicação de que este médico esteja envolvido de alguma forma”, disse ela. “Apenas uma vítima inocente, na realidade”.

Cox disse que o departamento, ao certificar um paciente, também verifica se a condição listada pelo paciente é qualificada e se o médico que assinou a licença está licenciado e em boa situação no Missouri.

Ela disse que o estado certificou mais de 52.600 pacientes de maconha medicinal até o momento. As autoridades disseram nesta semana que o estado certificou duas empresas que agora são capazes de cultivar maconha legalmente no Missouri.

Leia também:

Louisiana (EUA) aprova expansão da maconha medicinal a todas as doenças

#PraCegoVer: a imagem de capa traz a fotografia de um cultivo de maconha com flores de pistilos alaranjados e brancos, com foco em uma delas, no primeiro plano. Foto: Dave Coutinho | Smoke Buddies.

smokebuddies logo2 Missouri (EUA) investiga 600 certificações fraudulentas de pacientes de maconha medicinal

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!