Miss Canadá veste traje canábico no concurso Miss Universo

miss canada Miss Canadá veste traje canábico no concurso Miss Universo
Newsletter Open Green

Mesmo sabendo do risco de ter o traje avaliado por jurados de países onde a maconha não é necessariamente bem vista, a Miss Canadá Alyssa Boston optou por trazer o assunto ao maior concurso de beleza do mundo para, segundo ela, “aumentar a conscientização”. Com informações do The Growth Op

A imagem do Canadá no cenário mundial está passando por uma transformação nos dias de hoje, cortesia da aceitação da cannabis pelo país e, é claro, do concurso Miss Universo 2019. A representante do Canadá na competição, Alyssa Boston, de Ontário, escolheu incorporar algo próximo e querido ao seu coração para a Competição de Trajes Nacionais, de sábado (7), que faz parte do concurso.

“Sou ‘maconha medicinal’, porque o Canadá foi o segundo país que a legalizou”, disse Boston, de acordo com o GMA News Online.

lazy placeholder Miss Canadá veste traje canábico no concurso Miss Universo

“Foi inspirado pela recente legalização da cannabis no Canadá, mas o mais importante, para acabar com o estigma globalmente, na esperança de gerar mais pesquisas para fins medicinais”, disse Boston em um post no Instagram.

A canadense deixou claro com antecedência que tinha grandes esperanças na competição de fantasias. “É um pouco diferente para uma Miss falar sobre maconha”, disse ela. “É algo que nos orgulha muito aqui no Canadá. É uma indústria totalmente nova e há muito potencial que vemos no futuro”.

Ela reconheceu o possível risco de homenagear a maconha na frente de juízes que podem vir de países onde a posse e as vendas permanecem ilegais. Mas isso não a impediu de chamar a atenção para a erva.

“Eu acho que trazer isso à tona gera conscientização e leva as pessoas a falarem, não apenas no Canadá, mas também internacionalmente”, disse ela. “Quero aumentar a conscientização“.

Os juízes decidiram não optar pela maconha medicinal este ano e, em vez disso, nomearam Miss Filipinas a vencedora do concurso de fantasias. A Miss África do Sul, Zozibini Tunzi, foi coroada a nova Miss Universo.

Não só no Canadá

A Miss Estados Unidos Cheslie Kryst parece compartilhar da opinião de Alyssa Boston sobre a maconha. Em entrevista ao Insider, ela disse que apoia a legalização da maconha. Kryst, que é advogada especializada em litígios complexos, afirmou que inclusive já defendeu, pro bono, pessoas que cumpriram um tempo excessivo por pequenos delitos de drogas.

Leia também: 

Fábio Assunção critica segregação racial por meio das drogas na CCXP 2019

#PraCegoVer: fotografia (de capa) que mostra, em primeiro plano, a Miss Canadá Alyssa Boston vestida com o traje canábico para o concurso de Miss Universo, que assemelha-se a um pomposo traje carnavalesco, ricamente elaborado, com várias plumas e folhas de maconha em diversos tons de verde. Foto: Divulgação.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!