Mercado global de cultivo de cannabis deve ultrapassar os US$ 358 bi em 2027

flor pistilos topo Mercado global de cultivo de cannabis deve ultrapassar os US$ 358 bi em 2027

A aprovação de leis relacionadas à maconha por vários países, entre outros fatores, está impulsionando o crescimento da demanda, segundo novo relatório. As informações são da GlobeNewswire

O “Relatório de Análise de Tendências e Compartilhamento e Tamanho do Mercado de Cultivo de Cannabis por Biomassa (Cânhamo, Maconha), por Aplicação (Consumo Médico, Consumo Adulto), por Região, e Previsões de Segmento 2020–2027” foi adicionado à oferta da Research and Markets.

O tamanho do mercado global de cultivo de cannabis deve chegar a US$ 358,8 bilhões em 2027, expandindo a uma CAGR (taxa de crescimento anual composta) de 14,3% de 2020 a 2027.

lazy placeholder Mercado global de cultivo de cannabis deve ultrapassar os US$ 358 bi em 2027

A crescente legalização e adoção da cannabis para o tratamento de doenças crônicas estão impactando positivamente o crescimento do mercado. Além disso, a liberalização das leis relacionadas ao cânhamo e à maconha por vários países está impulsionando ainda mais o crescimento da receita durante o período de previsão.

Com base na biomassa, o segmento de cânhamo dominou o mercado em 2019. Fatores que contribuíram para o aumento da demanda incluem a crescente adoção do cânhamo e produtos derivados e sua crescente aceitação entre os usuários devido ao seu baixo teor de THC. Ele é usado principalmente por pessoas que pretendem colher os benefícios médicos da planta sem se entorpecerem. Além disso, reformas positivas do governo com relação à utilização do cânhamo em muitos países estão impulsionando ainda mais o crescimento do mercado.

Leia mais: As vendas globais de cannabis para uso adulto devem crescer 376% até 2025

Em 2019, o segmento de consumo industrial foi responsável pela maior participação na receita. Esse crescimento é atribuído à crescente aplicação de maconha e cânhamo em vários setores, como farmacêutico, de cuidados pessoais e cosméticos, nutracêuticos e alimentos e bebidas. Além disso, o uso crescente de cannabis e seus derivados como matéria-prima pelas empresas para a produção de seus produtos está alimentando ainda mais o crescimento. Por exemplo, óleo e tinturas de CBD obtidos da planta são usados ​​por empresas farmacêuticas para a produção de drogas com infusão de cannabis. Assim, seu consumo para diversas aplicações impulsiona o crescimento geral do mercado.

A região Ásia-Pacífico dominou o mercado com uma participação de receita de 41,2% em 2019, devido à presença dos maiores mercados de cultivo da região, como China, Coreia do Sul, Índia e Austrália. Além disso, as condições climáticas favoráveis, o aumento da conscientização sobre a planta e seus benefícios médicos e o aumento do número de pacientes elegíveis para tratamentos com maconha medicinal são outros fatores que impulsionam o crescimento do mercado na região.

Para mais informações sobre o relatório, acesse http://www.researchandmarkets.com/r/i76yzu

Leia também:

2021 promete ser o ano da cannabis na América Latina, segundo relatório

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em plano fechado que mostra o topo de uma planta de cannabis com vários pistilos amarelos concentrados onde será desenvolvida a flor. Imagem: Esteban Lopez | Unsplash.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!