MediPharm Labs entra no mercado brasileiro de cannabis medicinal

estuda tratamento de Parkinson com canabidiol MediPharm Labs entra no mercado brasileiro de cannabis medicinal

Acordo firmado com distribuidora sediada no Rio de Janeiro visa o fornecimento de óleo de cannabis para produtos formulados prontos para o paciente. As informações são da GlobeNewswire

A MediPharm Labs, uma líder global especializada em extração, destilação e produtos derivados de cannabis de qualidade farmacêutica orientada para pesquisa, anunciou no último dia 22 que sua subsidiária integral MediPharm Labs Inc. fornecerá óleo de cannabis formulado com certificação GMP premium para a XLR8 Brazil, uma distribuidora de valor agregado sediada no Rio de Janeiro atendendo ao Brasil, o maior mercado de cannabis medicinal da América Latina.

Sob o acordo de dois anos a partir do momento da autorização do produto, a MediPharm Labs fornecerá uma variedade de formatos de concentrado de cannabis para produtos formulados prontos para o paciente que serão distribuídos pela XLR8 às principais farmácias e outros canais autorizados no Brasil. O SKU do produto inicial inclui um produto rico em CBD (20:1) e uma formulação balanceada na proporção 10:10 de THC e CBD. A XLR8 obterá a Autorização Sanitária do produto pela Anvisa e fará o processo de registro do produto final.

lazy placeholder MediPharm Labs entra no mercado brasileiro de cannabis medicinal

“Em virtude de sua grande população, ecossistema legislativo com visão de futuro e força econômica, o Brasil é um dos mercados de cannabis medicinal mais promissores do mundo e o próximo porto de escala para nossa expansão internacional e estratégia de crescimento”, disse Pat McCutcheon, CEO da MediPharm Labs. “Dado o potencial do Brasil como um dos nossos principais mercados-alvo, escolhemos fazer parceria com a XLR8 por causa de seu foco em qualidade e conformidade, seu amplo relacionamento com profissionais de saúde locais e sua dedicação no avanço da validação científica e educação sobre a cannabis medicinal. Eles são o complemento perfeito e a saída para nossa produção de qualidade farmacêutica”.

Leia mais: A indústria da cannabis está criando uma nova força de trabalho em meio à pandemia

Este é o segundo contrato de distribuição da MediPharm Labs na América Latina e a evidência do crescente impulso internacional com sua estratégia de se direcionar a jurisdições emergentes que oferecem excelente oportunidade para expansão sustentável de receita.

“Como primeiros participantes da indústria brasileira de cannabis medicinal, desde seu envolvimento na importação pioneira de óleo de cannabis medicinal para uso em pacientes do Canadá para o Brasil em 2017, a XLR8 está satisfeita por ter celebrado este acordo de fornecimento com um dos únicos fabricantes de derivados de cannabis medicinal com certificação PIC/S GMP”, afirma Mike Dacks da Type 2 Ventures, que atua como consultor estratégico para a XLR8. “Esperamos trazer esses produtos ao mercado e trabalhar com a Anvisa, bem como com nosso ecossistema de parceiros locais, para trazer a validação clínica necessária para registros de produtos finais de acordo com a nova estrutura legislativa brasileira”.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Em nossa opinião, o Brasil está destinado a ser uma potência global em cannabis medicinal”, disse Thiago Callado, fundador e CEO da XLR8. “Para tornar esse futuro empolgante uma realidade, os brasileiros precisam de acesso confiável a formulações que são construídas com metodologias comprovadas que atendem aos mais rigorosos padrões internacionais de atendimento. Ao se alinhar com a MediPharm Labs, uma empresa que possui certificação GMP, o verdadeiro selo de ouro na produção de grau farmacêutico, a XLR8 pode agora começar a cumprir nossa missão de liderança de mercado”.

Leia mais: Como proteger sua marca de cannabis da série de problemas que podem surgir

Sobre o mercado brasileiro

Usando um range de preços, consumo e conjuntos de dados de pacientes, o LATAM Cannabis Report da Prohibition Partners prevê que o mercado latino-americano deverá ultrapassar US$ 12 bilhões até 2028, oferecendo “sério potencial de crescimento para empresas globais de cannabis”. Hoje, o Brasil é o maior mercado endereçável da região, com uma população de quase 210 milhões de pessoas, e, de acordo com a Prohibition Partners, o Brasil poderia ter uma das maiores contagens de pacientes potenciais do mundo.

Em dezembro de 2019, o Brasil estabeleceu um novo ambiente legalizado para a venda e consumo de cannabis para uso medicinal. Como parte do anúncio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil (Anvisa), uma nova classe de produtos de cannabis medicinal pode ser prescrita por médicos e vendida em farmácias, possibilitando o acesso seguro e legal dos pacientes.

O quadro regulamentar, válido por um período inicial de três anos, rege a fabricação e importação de produtos de cannabis medicinal, bem como os requisitos de comercialização, prescrição, dispensação, monitoramento e supervisão. As normas da Anvisa se aplicam a medicamentos cuja indicação terapêutica seja restrita a pacientes com doenças debilitantes graves e/ou fatais e sem terapia alternativa.

Desde 2015, a ANVISA permite a importação de medicamentos à base de canabidiol e outros canabinoides para “uso compassivo”.

As instalações da MediPharm Labs foram recentemente certificadas pela Australian Therapeutic Goods Administration (TGA) como atendendo ao padrão de produção GMP. A TGA é um dos 53 membros do Pharmaceutical Inspection Co-operation Scheme (PIC/S). Muitos membros do PIC/S firmam acordos de reconhecimento mútuo por meio dos quais a autoridade reguladora de cada país participante reconhece especificamente determinados processos e procedimentos do outro país para agilizar o fluxo internacional de mercadorias. Para extratos de cannabis, o Brasil exige a certificação PIC/S GMP para produtos produzidos no exterior e reconhece a certificação TGA GMP da MediPharm Labs. A XLR8 pretende obter sua Autorização Sanitária pela Anvisa e aprovações necessárias para importação.

Leia também:

Plantio de cannabis abre nova possibilidade de receita no agronegócio brasileiro

#PraCegoVer: em destaque, foto de um frasco cilíndrico transparente contendo uma substância amarela e, logo acima, um conta-gotas com o mesmo líquido e parte da mão que o segura; o frasco está sobre uma superfície de madeira e ao lado de flores secas de maconha e um estetoscópio, e, ao fundo desfocado, pode-se ver plantas de cannabis em período vegetativo. Foto: The Thaiger.

lazy placeholder MediPharm Labs entra no mercado brasileiro de cannabis medicinal

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!