Marcha da Maconha reuniu milhares contra a guerra às drogas em Curitiba

 Marcha da Maconha reuniu milhares contra a guerra às drogas em Curitiba

Normalmente realizada no domingo, a marcha desta vez foi feita no sábado para não coincidir com o Enem, conciliando o dia de finados com a questão das pessoas mortas na guerra às drogas. Com informações da Banda B

De acordo com Mauro Leno, um dos organizadores do evento, o ato é pacífico, sem nunca ter tido episódios de vandalismo, e todos os anos a prefeitura é notificada sobre o trajeto que será feito pelos manifestantes. Diferente de outras edições, desta vez a marcha foi marcada para um sábado, por conta do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que acontece neste domingo (3). “A gente normalmente faz no domingo, mas como a amanhã tem o Enem também, não seria legal fazer dois eventos dessa dimensão no mesmo dia, por isso puxamos para o Dia dos Finados. Até mesmo porque nós trabalhamos esse ano com essa questão de todas as pessoas que são mortas na injusta guerra às drogas”, explicou o organizador.

Leia mais: Curitiba terá segunda edição do ano da Marcha da Maconha neste sábado

lazy placeholder Marcha da Maconha reuniu milhares contra a guerra às drogas em Curitiba

“Essa guerra às drogas causa mais danos do que ela pretende minorar. A marcha se propõem então a trazer esse debate sobre segurança pública”, completou Leno.

Já o militante James Kava salienta a importância da marcha para a discussão sobre o uso medicinal da maconha. “A cannabis tem diversos componentes medicinais, um que está sendo bastante discutido na mídia é o canabidiol, que hoje é um medicamento utilizado para diversas doenças, como alzheimer, parkinson e para epilepsia refratária em crianças, por exemplo. E ainda existem tantos outros benefícios da cannabis que poderíamos estar investigando mais a fundo se não houvesse a proibição”, disse Kava que acredita que o Brasil será um dos maiores mercados de maconha medicinal do mundo.

“Não estamos atrasados, o Brasil é hoje um cenário onde se esta debatendo muito a maconha medicinal e vai ser um dos maiores mercados do mundo nesse setor”, afirma o militante.

Kava defende ainda que a melhor forma de lidar com a questão das drogas é tendo informação de qualidade. “As drogas sempre estiveram presentes e temos que entender que essa relação vai acontecer em algum momento da vida. A melhor maneira da pessoa estar atenta a isso é com informação qualificada sobre o assunto”, defendeu ele.

Pela primeira vez a Marcha da Maconha está tendo duas edições no mesmo ano, já que uma outra edição já foi organizada em junho.

#PraCegoVer: fotografia (de capa) de uma multidão nas ruas Curitiba, onde pode-se ver grandes faixas com palavras de protesto como “Legaliza Curitiba”. Foto: Mauro Leno.

lazy placeholder Marcha da Maconha reuniu milhares contra a guerra às drogas em Curitiba

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!