Marcha da Maconha em Medellín reúne 50 mil pessoas

medellin Marcha da Maconha em Medellín reúne 50 mil pessoas

Segundo dados dos organizadores, ato em Medellín reuniu mais de 50 mil pessoas. Ato teve presença do ator hollywoodiano Jim Belushi.

Ao menos 50 mil pessoas participaram da Marcha pela Legalização da Maconha, que avançou pelas ruas do centro de Medellín, neste sábado (04). A concentração teve como objetivo “gerar uma cultura canábica, para romper com a estigmatização que há em torno da planta”, segundo disse, ao periódico El Tiempo, David Ponce, um dos organizadores do evento e líder da Comunidade Canábica Colombiana na cidade.

“Com o novo código da polícia basta ter um baseado no bolso, mesmo não estando fumando, para sermos multados. Isso mostra que eles não estão apenas negando nosso direito ao livre desenvolvimento da personalidade e da liberdade de consciência, mas também o direito à livre mobilidade. Acreditamos que devemos abrir nossos olhos como sociedade. A guerra contra as drogas é o que está causando mais danos”, afirmou Ponce.

A marcha teve como ponto de partida o teatro Pablo Tobón Uribe, onde os primeiros manifestantes começaram a chegar ao meio-dia. Caminhões com equipamento de som tocando música eletrônica marcaram a manifestação. Dezenas de vendedores ambulantes também chegaram com seus carrinhos cheios de mangas, milhos, carne, cerveja e vinho, para aproveitar o alto fluxo de pessoas com larica e aumentar suas vendas.

lazy placeholder Marcha da Maconha em Medellín reúne 50 mil pessoas

#PraCegoVer: fotografia em vista superior de milhares de pessoas que marcham a favor da legalização, em Medellín. Créditos: Guillermo Ossa – El Tiempo.

Às 15 horas, a caravana de manifestantes desceu a avenida La Playa em direção à avenida Oriental. De lá, caminharam até o Parque de las Luces, em frente ao centro administrativo La Alpujarra.

“Eu estou indo para marchar porque eu cultivo cannabis para as pessoas. Eu tenho uma filha de 16 anos que começou a ter convulsões enquanto ainda era bebê e os médicos diagnosticaram com epilepsia refratária. Cinco anos atrás, decidi dar maconha com a recomendação médica e suas convulsões pararam. As sanções são necessárias quando são justas, mas não é o caso”, disse Inés Cano, uma das manifestantes que conduzia um caminhão com várias faixas e um pé de maconha amarrado no teto.

Segundo o El Tiempo, a concentração da marcha foi uma ótima oportunidade para muitos comercializarem várias substâncias psicoativas. De baseados a cocaína, entre outras substâncias, que eram vendidas aos gritos.

Jim Belushi

Com uma foto, em que é possível ver o ator sobre um carro, apontando com as mãos para uma multidão de pessoas, Jim Belushi compartilhou em seu perfil no Instragram sua presença durante o ato em Medellín.

Belushi, 65 anos, famoso por sua participação em filmes e séries, também é proprietário de uma fazenda produtora de maconha, chamada Belushi’s Farm, em Oregon, nos EUA.

Segundo Ponce, organizador da Marcha em Medellín, a presença de Belushi na Colômbia é por conta de um documentário sobre cannabis.

Leia também: Colômbia está pronta para ser o banco global de sementes de cannabis?

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em perfil de um homem fumando um baseado gigante, que segura com as duas mãos, envolto numa nuvem de fumaça.

lazy placeholder Marcha da Maconha em Medellín reúne 50 mil pessoas

Sobre Dave Coutinho

Carioca, Maconheiro, Ativista na Luta pela Legalização da Maconha e outras causas. CEO "faz-tudo" e Co-fundador da Smoke Buddies, um projeto que começou em 2011 e para o qual, desde então, tenho me dedicado exclusivamente.
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário