Maioria dos pacientes canadenses acessa a cannabis nos mercados adulto e ilícito

flores buds lata Maioria dos pacientes canadenses acessa a cannabis nos mercados adulto e ilícito

Acesso à cannabis médica é dificultado por empecilhos burocráticos, sujeitando pacientes a fontes alternativas. Saiba mais na tradução pela Smoke Buddies do artigo da Prohibition Partners

A pesquisa exclusiva da Prohibition Partners com consumidores, realizada entre março e maio de 2020, mostra que mais de 15% da população adulta canadense usa cannabis por razões medicinais.

A pesquisa abrangeu pacientes que usavam maconha medicinal seguindo a recomendação de um médico, bem como pacientes que se abasteciam através de dispensários de uso adulto, amigos ou mercado ilícito. Em setembro de 2019, havia 369.614 registros para cannabis medicinal, embora um único paciente possa ter vários registros com diferentes produtores licenciados.

lazy placeholder Maioria dos pacientes canadenses acessa a cannabis nos mercados adulto e ilícito

Canadá: varejistas pedem sinal verde para entregar maconha e competir com mercado ilegal

Os dados mostram que muitos usuários com condições de saúde adquirem cannabis de estabelecimentos recreativos legais, amigos ou mercado ilícito e se tratam com supervisão médica limitada. O acesso desses usuários quase médicos, geralmente empregando cannabis para combater condições leves, é dificultado por obstáculos burocráticos que volvem o acesso para outras fontes mais simplificadas, bem como pela falta de políticas de reembolso que tornam a maconha medicinal uma opção mais cara para pacientes do que os fornecedores para uso adulto, do mercado não regulamentado ou informais.

Leia também:

Tailândia avança lei que permite a produção de cannabis medicinal no setor privado

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra uma latinha cinza-chumbo contendo três buds de maconha de cepas diferentes (Buddha Purple Kush, Green Poison, Gorilla Glue) sobre uma superfície branca lisa. Foto: THCameraphoto.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!