Maconha comestível para uso medicinal agora é legal na Flórida (EUA)

biscoitos cookies buds Maconha comestível para uso medicinal agora é legal na Flórida (EUA)

Quatro anos depois que os eleitores da Flórida ratificaram a legalização da cannabis medicinal e um ano após a aprovação de seu consumo fumado, os comestíveis de maconha entram no mercado. As informações são do Miami Herald

Em 2015, um pequeno grupo de funcionários do Departamento de Saúde, incluindo o chefe de regulação da maconha medicinal da Flórida, Christian Bax, e a então cirurgiã-geral Celeste Philip, embarcaram em um avião para Denver.

Eles se uniram ao Departamento de Saúde Pública do Colorado para visitar instalações de produção de cannabis e ver o que uma indústria nascente de maconha poderia alcançar. Produtos comestíveis dignos de um status culinário de primeira linha saíam das linhas de produção e entravam em embalagens, às vezes patrocinados por celebridades como Snoop Dogg.

lazy placeholder Maconha comestível para uso medicinal agora é legal na Flórida (EUA)

Esses não eram os brownies de maconha do passado.

“Sempre fico impressionado com a sofisticação dessas coisas e com a quantidade de tecnologia usada nessas instalações”, disse Bax ao Miami Herald na quarta-feira. “Lembro que era muito autêntico, ver essas coisas pessoalmente, sabendo que aqueles produtos iriam chegar à Flórida. Acho que é um dos produtos de cannabis mais criativos”.

 

 

Na quarta-feira à noite, quatro anos depois que os eleitores da Flórida aprovaram a legalização da maconha medicinal e um ano depois que a legislatura permitiu que os pacientes a fumassem, os produtos comestíveis de maconha entraram no mercado.

O Departamento de Saúde da Flórida, que supervisiona o Escritório de Uso de Maconha Medicinal, publicou discretamente as regras de emergência para a maconha medicinal comestível na noite de quarta-feira (26). Bax prevê que variações serão emitidas para Centros de Tratamento de Maconha Medicinal licenciados esta semana e os produtos chegarão às prateleiras logo depois.

Leia mais: Coronavírus faz consumidores optarem por comestíveis e extratos de maconha

As regras, que entram em vigor imediatamente, são bastante básicas para uma condição de maconha medicinal: os comestíveis não podem ter cores primárias ou brilhantes para minimizar a atração por crianças, não devem se parecer com nenhum doce comercialmente disponível e devem ser embalados de forma adequada.

Embora as regras tenham levado alguns anos para serem finalizadas, grande parte da espera teve a ver com o estabelecimento de uma infraestrutura de teste confiável, que foi construída à medida que o setor cresceu.

As principais empresas de maconha da Flórida vêm se preparando para esse momento há anos. Elas têm enormes instalações de produção em todo o estado e lideram a produção nacional para atender seus quase 400.000 pacientes. De acordo com o estatuto atual, todas as empresas que irão produzir ou fabricar comestíveis serão obrigadas a obter uma licença anual de alimentação, que pode custar até US$ 650.

Na preparação para a concessão de alimentos, alguns já fizeram parceria com empresas em todos os Estados Unidos para trazê-las para o mercado da Flórida. A maior empresa de maconha medicinal da Flórida, Trulieve, anunciou em 2018 que fez parceria com a Binske, uma empresa sofisticada do Colorado que ostenta seu chocolate, barras de granola, frutas secas, mel, óleo de oliva e até doces tipo patê de fruit de inspiração francesa, tudo de cannabis. A Liberty Health Sciences também anunciou em 2018 que estava em parceria com a Incredibles, outra confeitaria de cannabis.

Outras empresas como Curaleaf, MedMen e MUV estão todas estabelecidas em estados que já têm diretrizes em vigor para comestíveis, portanto, é provável que tragam parceiros existentes para os dispensários da Flórida.

Leia também:

EUA: demanda por maconha para uso adulto é muito maior do que para fins medicinais

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra alguns cookies de nozes e buds de maconha sobre um prato amarelo, como o fundo. Imagem: THCameraphoto.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!