Luzes usadas em estufas de plantio de maconha deixam o céu colorido no Canadá

ceu canada roxo Luzes usadas em estufas de plantio de maconha deixam o céu colorido no Canadá

Roxo, amarelo e laranja são algumas das cores que às vezes podem ser vistas iluminando o céu canadense. Saiba mais, a seguir, sobre o curioso fenômeno

Um deleite para os olhos, o efeito, semelhante a um tipo de aurora, observado no céu noturno de algumas regiões do Canadá é produzido por luzes LED usadas em estufas para o cultivo de diversos tipos de verduras, frutas e, claro, maconha.

Roxo, amarelo e laranja são algumas das cores que às vezes podem ser vistas iluminando o céu noturno das cidades de Leamington e Kingsville, na província de Ontário, por conta das luzes emitidas por um aglomerado de estufas.

lazy placeholder Luzes usadas em estufas de plantio de maconha deixam o céu colorido no Canadá

 

Ver essa foto no Instagram

 

Check out Leamington’s sky this morning!! Alien invasion? Northern lights? You tell me. 🤔

Uma publicação compartilhada por Mix 96.7 (@themix967) em

As estufas, que cultivam de tudo, de morangos, tomates e pimentas a cannabis, usam diferentes tipos de lâmpadas coloridas e brilhantes para produzir durante todo o ano.

O céu auroral pode ser visto do Lago St. Clair até Grosse Pointe (Michigan, EUA), conforme alguns observadores do céu relataram ao Detroit News. Alguns produtores se tornaram agricultores em tempo integral, 24 horas por dia, sete dias por semana, segundo autoridades canadenses.

Em Kingsville, existem regras que determinam que os produtores que usam lâmpadas de cultivo devem instalar cortinas blackout verticais e horizontais para limitar o escape da luz das estufas. O objetivo é minimizar a poluição luminosa.

Leia mais: Dez itens essenciais para cultivar cannabis e onde encontrá-los

Segundo o pesquisador José Laercio Araújo, do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas da USP, os efeitos da poluição luminosa na sociedade são diversos. Na educação e produção de conhecimento, o excesso de iluminação artificial prejudica a área da astronomia, dificultando os estudos e análises feitos do Universo observacionalmente, informou um relatório da AUN.

Na saúde e no meio ambiente, esse tipo de poluição afeta todos os seres. A fauna percebe seus efeitos a partir do momento em que a luz artificial interfere nas dinâmicas das espécies. Os vagalumes, por exemplo, que se utilizam de sua própria bioluminescência, têm sua comunicação impedida. As tartarugas são outro exemplo, guiadas pela luz da Lua para encontrar seu caminho para o mar quando nascem, elas são confundidas pelas luzes do continente, resultando na morte de muitas.

Não é novidade

Luzes de LED usadas em fazendas de maconha já deixavam o céu em tons de roxo e rosa no Arizona, nos Estados Unidos, segundo publicação do Condado de Navajo no Facebook, no início do ano. Uma foto tirada de Snowflake, no Arizona, logo no início da manhã, mostra o céu roxo por quilômetros.

Leia mais:

Luz usada em fazenda de maconha medicinal faz céu ficar roxo nos EUA

#PraCegoVer: em destaque, fotografia registrada em Leamington, no início da noite, que mostra o céu com nuvens iluminadas por luzes de cor roxa, rosa e amarela e dividindo uma linha reta com o horizonte escuro. Foto: Peter Loewen | The Detroit News.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!