Literatura Sativa: Uma Artista

uma artista Literatura Sativa: Uma Artista

Ela passa a língua devagar

E aperta delicadamente

Sussurro: Assim, preta, sem parar!

E ela me olha sorridente

 

Eu de joelhos ao chão pra ela

Treinando a sua concentração

Olhando cada expressão dela

Enquanto ela usa sua mão

 

Sorrindo, ela diz: Seu safado!

De boca cheia eu respondo: Sim!

Criamos algo compartilhado

O prazer na fumaça sem ter fim

 

O que ela faz é uma arte

Fico quase com pena de fumar

Eu… De boca molhada… Faz parte

É a hora que posso levantar

 

Fico perplexo com tanto prazer

Posso me dizer abençoado

Ela, na minha boca, a tremer

Enquanto bola um baseado

 

Leia também 

Literatura Sativa: O Que Nos Faz?

#PraCegoVer: Fotografia de capa mostra um casal de costas onde vemos as mãos de um deles na cabeça e costas do outro. Ambos estão envoltos numa nuvem de fumaça que forma corações.

lazy placeholder Literatura Sativa: Uma Artista

Sobre Douglas Fortunato

Estudante de Filosofia no Rio de Janeiro, na UERJ, 23 anos e recém chegado na militância da causa canábica.
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!
[mailpoet_form id="2"]
Deixe seu comentário