Literatura Sativa: Um traficante diferente

mao baseado ahmed zayan2 Literatura Sativa: Um traficante diferente

Jorge Jamaica amava o amor. E bote amor nisso.

Cheio de vontade de amar, ele vivia grudado em mim com sua maconha afrodisíaca, e olha que ele não tinha celular naquela época e, mesmo assim, a gente conseguia se topar quase sempre.

lazy placeholder Literatura Sativa: Um traficante diferente

Nosso amor virou um hábito.

E tudo dele era comigo.

Eu aguava suas plantas, só que ninguém me viu cair em pecado, ninguém veio e me prendeu. Eu só fazia tudo dentro da lei. Eu era sua base de apoio, meu celular era o seu celular e a gente vivia dividindo o comando da vida. Quase noivos.

Bastante esperto, Jorge fazia, não sei como, render aquele seu apertado e rico dinheirinho.

Não sei como era isso. O que sei é que a polícia, quando chegasse a nós, nunca entenderia aquilo de ele defender a distribuição quase gratuita de maconha recreativa e medicinal.

Eu fui buscar Jorge na cadeia. Ele deixou o Defensor Público que acompanhou o seu Alvará de Soltura e veio ter comigo. Abraçamo-nos e ele me entregou um papel que tinha em mãos.

— Bia, guarde meu Alvará na bolsa.

Ele era um usuário e foi enquadrado como traficante. Agora está solto, “privilegiado” pela justiça brasileira, justiça megera, segundo as leis jurídicas e democráticas e as garantias vindas do machismo daquele nosso velho lugar.

O conto acima é parte do livro “Traficante Privilegiado”, da ativista literária Eva Bárbara. Clique aqui para acessar a obra na íntegra e boa leitura!

Leia também – Literatura Sativa: Correndo perigo

#PraCegoVer: em destaque, fotografia tirada de baixo para cima que mostra a mão de uma pessoa que segura um baseado aceso e parte de seu corpo, ao fundo, fora de foco; detalhe para um anel metálico no dedo médio. Imagem: Ahmed Zayan | Unsplash.

lazy placeholder Literatura Sativa: Um traficante diferente

Sobre Eva Bárbara

Estudante e ativista que sonha publicar o seu primeiro e-book de poesia no próximo ano. Responde pelo e-mail evabembarbara@gmail.com ou através da redação pelo redacao@smokebuddies.com.br.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!