Literatura Sativa: Traficante pripri da ganja

saco zip lock maconha Literatura Sativa: Traficante pripri da ganja

Agora você ganhou

uma chance

lazy placeholder Literatura Sativa: Traficante pripri da ganja

para fazer o que

você deseja fazer

sem ser presa

ou preso pra sempre:

piada, minha gente!

 

Agora você ganhou

um jeitinho

de sair de fininho

um nada consta

e ele vai te liberar

por justa causa

então pode sair

e não esqueça:

só desta vez!!

 

A liberdade é fundamental

usuários agora traficantes

consagrados

privilegiados

com a sentença tardia.

E ainda, se brincar,

o homem supremo

quer ouvir: “Obrigado!”

e a vontade de dizer:

“Me deixa ir e vá se mexer!”

 

E mexer era mais embaixo.

 

Ontem você ia

cheia de flagrante

dividir consigo

contigo

comigo

com todos

aí vieram antagonistas

em nome da lei

negaram sua passagem

algemaram a planta

pelos brotos da cannabis

e você se lascou todinha

para ser reconhecida

como traficante de responsa

traficante pripri

de privilegiada,

para que assim

pudesse mostrar a cara

de novo pra sociedade

sem juras de morte!

 

E a turma levou porrada

e pagou a conta calada

saiu por ignorante

humilhada mesmo

presa

agora posta

em liberdade

pelos homens de preto.

 

Ontem você sabia

que estava sob risco

e que a sua planta

também sob riscos

se fumava e se comia

e éramos todos

privilegiados

e isso a lei

não dizia.

Por fim,

vivíamos disfarçadas

e disfarçados.

 

Agora você millennials

não se preocupa

de portar pouca ganja

réu primário desarmado

esconde bons

antecedentes criminais

e pelo visto sai daqui

para não dar mais nunca

vacilo mais, nunca mais.

 

Impossível ou não

vacilar é previsto.

Humano é plantar.

Proibido é comprar

sem os devidos

privilégios.

 

Então, retornaremos

ao chão frio da cela,

em busca de remédios.

Pacifistas desarmados,

nós, réus confessos

de reincidentes desejos

fitoterápicos.

 

Seremos réus primários

usuários condenados

taxados de traficantes

só agora privilegiados

só agora apostos e

postos em liberdade

faremos outras curvas

reacenderemos o fogo

das paixões orgânicas

e soltos pela pista

brotaremos em marchas

e marchas de cannabis

dispostos na avenida.

 

Amanhã presa a você

tenho a última possível

certeza de fato

que o Brasil

há de sobreviver

ao efeito burocrático

que vem soltar

e depois prender

aquelas e aqueles

que perderem

privilégios

de réu primário

chamados por consolo

postos em liberdade

ainda bem

mas e os outros, meu?

 

é uma vergonha isso,

menos a liberdade

e isso é fogo!

 

Fogo! Fogo! Fogo!

Enquanto isso,

a pandemia esconde

outro novo normal

onde cannabis

liberada é mais top

onde maconha

fumada é hobbie

onde ganja

plantada é natural.

Leia também – Literatura Sativa: Um narguilé errante

#PraCegoVer: foto (de capa) que mostra um saco tipo zip lock contendo uma porção de maconha prensada e a fotomontagem de um desenho de folha de cannabis sobre o mesmo. Imagem: Unsplash.

lazy placeholder Literatura Sativa: Traficante pripri da ganja

Sobre Miss Sativa

Estudante do Curso de Fitoterapia Aplicada, professora de literatura e autora do livro de poemas “RecreativaMENTE”. Entre em contato através do e-mail sativamiss420@gmail.com ou através da redação pelo redacao@smokebuddies.com.br .
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!