Literatura Sativa: Paz Nas Comunidades

primeira marcha da maconha com bolsonaro Literatura Sativa: Paz Nas Comunidades

Gritamos pelo fim dessa guerra
Já que nenhum lado pode vencer
O silêncio dessa dor encerra
Com toda esperança de viver

Os policiais abandonados
São marionetes do sistema
Doentes e tão despreparados
São descartáveis nesse esquema

Os corpos pretos se acumulam
Nas prisões e em cada viela
Porcos governantes dissimulam
Que tudo é pro bem da favela

Legalizar é uma solução
Vital… Pois nós não aguentamos mais
Depois de tanto gritar “Ele Não”
Uno forças para gritar por paz!

É por todos na sociedade
Pelas “Ágathas” de um amanhã
Pelos PMs mortos pela cidade
Por liberdade para DJ Rennan

Leia também ~Literatura Sativa: A Proibição Mata E O Governador Gosta

#PraCegoVer: fotografia (de capa) frontal da Marcha da Maconha, realizada no Rio de Janeiro. Nela há grandes faixas onde se lê “Paz entre nós guerra aos senhores” e “Marcha das favelas pela legalização, pelo fim do massacre aos pobres”. Foto: Phill Whizzman | Baseado no Cotidiano.

lazy placeholder Literatura Sativa: Paz Nas Comunidades

Sobre Douglas Fortunato

Estudante de Filosofia no Rio de Janeiro, na UERJ, 26 anos e recém chegado na militância da causa canábica.
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!

Deixe seu comentário