Literatura Sativa: Na ganja criada

bud close Literatura Sativa: Na ganja criada

E, se a hora,

como você bem já sabe,

site sb Literatura Sativa: Na ganja criada

já passa de agora,

por ser tão passageira

pergunto-me ativista

por que não legalizamos.

 

Tudo isso num gesto explícito

te dou uma rápida conclusão

proibir o bem de fluir gera isso

tropeço humano até o caixão.

 

E se as horas brotam do chão,

se eu já estou bem alimentada,

é pelo sabor da planta divina

é pelo poder na ganja criada.

O poema acima é parte de “Cannabis na pele: poemas sobre maconha”, livro de autoria da ativista literária Eva Bárbara. Clique aqui para acessar a obra na íntegra e boa leitura!

Leia também – Literatura Sativa: Baby legalize

#PraCegoVer: fotografia, em close, de um bud de cannabis que exibe cores em tons de marrom e verde, em fundo escuro, que aparece nas laterais do quadro. Foto: THCamera Cannabis Art.

 Literatura Sativa: Na ganja criada

Sobre Eva Bárbara

Estudante e ativista que sonha publicar o seu primeiro e-book de poesia no próximo ano. Responde pelo e-mail evabembarbara@gmail.com ou através da redação pelo redacao@smokebuddies.com.br.
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!