Iniciativa nos EUA visa melhorar os testes de THC em laboratórios

jaleco oleo laboratorio Iniciativa nos EUA visa melhorar os testes de THC em laboratórios

Duas empresas em parceria com o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia desenvolverão ferramentas para verificar se os níveis de THC estão em conformidade com o limite federal de 0,3%. Com informações do HempToday

Duas empresas nos Estados Unidos trabalharão com o Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST) em formas de melhorar os testes de cannabis em laboratórios, sob o Programa de Garantia de Qualidade da Cannabis do Instituto (CannaQAP). Para os produtores de cânhamo, a iniciativa aborda o processo crítico de verificar se os níveis de THC estão em conformidade com o limite federal de 0,3%.

A CV Sciences, com sede em San Diego, e a Alkemist Labs, em Stanton, na Califórnia, afirmam que as ferramentas desenvolvidas por meio do programa darão suporte aos padrões de comércio legal e segurança dos produtos.

site sb Iniciativa nos EUA visa melhorar os testes de THC em laboratórios

Importância dos padrões

A CV Sciences e a Alkemist devem ajudar a desenvolver ferramentas analíticas para matérias-primas e produtos acabados de CBD derivado do cânhamo. Alkemist Labs fará o teste de validação inicial e distribuirá amostras de óleo de cânhamo aos laboratórios participantes do CannaQAP.

Leia mais: Quais as implicações dos limites de THC para o cânhamo industrial?

 Iniciativa nos EUA visa melhorar os testes de THC em laboratórios

As empresas disseram que, embora os testes analíticos de cannabis não sejam mais desafiadores do que a análise de outras plantas, os resultados dos testes podem impactar significativamente os negócios de uma empresa e, portanto, os testes devem seguir padrões rígidos.

A Farm Bill (lei agrícola) de 2018 definiu o cânhamo como cannabis que contenha não mais do que 0,3% de THC e removeu o cânhamo da lista de substâncias controladas. As mudanças exigem que laboratórios em todos os Estados Unidos desenvolvam ferramentas de teste de THC.

Os testes são críticos

As partes interessadas no CBD disseram que testes confiáveis estão entra as ferramentas fundamentais necessárias para classificar um mercado que está lotado de produtos, muitos deles abaixo do padrão e potencialmente perigosos para a saúde.

A iniciativa mais ampla do CannaQAP tem como objetivo beneficiar os laboratórios forenses que estão desenvolvendo métodos analíticos para distinguir o cânhamo da cannabis por meio de medições quantitativas ou limites de triagem; laboratórios de controle de qualidade testando produtos de cannabis para potência e composição; testes de laboratórios regulatórios para conformidade do produto; e pesquisadores conduzindo testes clínicos sobre a segurança e os benefícios dos produtos de cannabis.

O Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST), parte do Departamento de Comércio dos EUA, desenvolve padrões de validações para testes e medições de materiais de todos os tipos. Entre outras diretrizes, o NIST desenvolveu um padrão de validação multivitamínico e, mais recentemente, trabalhou em técnicas de identificação de DNA para ingredientes botânicos como parte de seu trabalho em suplementos dietéticos.

Leia também:

Estudo mostra que o cânhamo é geneticamente maconha em sua maior parte

#PraCegoVer: foto que mostra parte de corpo de uma pessoa de jaleco branco que pinga o óleo de uma pipeta em um tubo, atrás de uma mesa branca onde estão um frasco de óleo e porções de sementes e buds secos de cannabis. Imagem: jcomp | Freepik.

smokebuddies logo2 Iniciativa nos EUA visa melhorar os testes de THC em laboratórios

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!