Covid-19: indústria canábica é deixada de fora de pacote de estímulo no Canadá

marcha canada bandeiras Covid 19: indústria canábica é deixada de fora de pacote de estímulo no Canadá

Líderes da indústria da cannabis do Canadá estão pedindo ao governo federal por ajuda para conter danos causados ​​pela pandemia; loja de maconha de Ontário observa aumento nas vendas. As informações são do Toronto Sun, com tradução Smoke Buddies

No Canadá, empresas de cannabis foram deixadas de fora do pacote de estímulo de US$ 82 bilhões do governo federal, algo que Rick Savone, vice-presidente sênior de relações governamentais da Aurora Cannabis Inc, espera que mude mais cedo ou mais tarde.

“Essas medidas que o governo anunciou, embora medidas iniciais, ainda parecem não excluir muitas pessoas, mas definitivamente excluem a indústria da cannabis”, disse Savone, acrescentando que a Aurora Cannabis sozinha emprega cerca de 3.000 pessoas.

lazy placeholder Covid 19: indústria canábica é deixada de fora de pacote de estímulo no Canadá

“Estava em uma crise em que não havia mais tempo para deliberar sobre essas coisas”, disse ele.

Uma das medidas que impedem as empresas de cannabis de acessar os fundos no pacote de estímulos envolve algumas empresas com funcionários em excesso para serem consideradas uma pequena empresa. Essa não é a única questão, no entanto.

“Não é apenas uma questão de tamanho da empresa… é apenas que as empresas de cannabis parecem estar completamente excluídas do suporte do Business Development Bank of Canada (BDC), do Export Development Canada (EDC) e agora do Farm Credit Canada (FCC) também”, disse Savone. “A cannabis é o setor de 2020, é o setor do futuro”.

Leia também: Por que o mercado ilegal de maconha continua prosperando no Canadá?

Quanto ao motivo pelo qual as empresas de cannabis foram excluídas do pacote de estímulos, Savone explicou que isso pode estar parcialmente relacionado às antigas regras e regulamentos pelos quais os bancos e outras organizações são governados.

Ele disse que o foco continua em manter os empregados do setor de cannabis seguros e fora do EI.

No entanto, se as coisas não mudarem com relação ao acesso ao financiamento do pacote de estímulos, Savone disse que marcará uma grande vitória para o mercado clandestino de cannabis.

“Se por algum motivo algo acontecer com o setor de cannabis, onde há perdas de empregos ou outras coisas que acontecem com empresas do nosso setor, o aumento desse espaço será entregue diretamente ao mercado negro e todo mundo perde nesse caso”, disse Savone.

Uma carta enviada pela Câmara de Comércio em nome da indústria de cannabis implorou ao governo para incluir o setor de cannabis no pacote de estímulo.

“Nós ainda não estamos no fim do jogo e, como essa crise se torna mais complicada todos os dias, vimos que o governo mostrou uma grande disposição em fornecer o que for necessário para a economia e para a sociedade passar por isso”, disse Savone.

“Só esperamos que eles cheguem até nós mais cedo ou mais tarde.”

Coronavírus: No Canadá, loja de maconha vai distribuir papel higiênico aos cidadãos

Ontario Cannabis Store observa aumento das vendas em meio à pandemia

Os habitantes de Ontário, presos em ambientes fechados tentando coibir a disseminação do COVID-19, têm se reunido na Ontario Cannabis Store (OCS), levando aos mais altos números de vendas de todos os tempos.

“Na última semana e meia, vimos as vendas subindo lentamente até o ponto em que estávamos essencialmente dobrando o número de pedidos nos últimos seis ou sete dias em relação ao que tivemos on-line historicamente“, segundo Daffyd Roderick , da OCS, ao The Toronto Sun.

O número de pedidos atingiu o recorde histórico em 23 de março, com 7.200 pedidos feitos em um período de 24 horas — o mais alto já registrado fora do dia da legalização, explicou Roderick.

Novos visitantes do site e usuários iniciantes que experimentam o que está sendo oferecido na OCS estão alimentando os números recordes.

Leia: Vendas de cannabis atingem novos recordes nos EUA e no Canadá

“Estamos vendo muitos visitantes e compradores iniciantes no site”, disse Roderick. “Estamos vendo pessoas que não acessaram o site que estão comprando e depois vemos um grande volume desses usuários iniciantes que voltam e compram novamente”.

Apesar de o coronavírus causar estragos na sociedade canadense e em sua economia, até agora não há problemas de suprimento.

“Não vimos nenhum impacto nos produtores licenciados, eles conseguiram entregar exatamente o que prometeram e continuam fazendo entregas diariamente”, disse Roderick.

Roderick disse que foram feitas alterações na forma como os produtos de cannabis são entregues.

“Você não precisa tocar em nada”, disse Roderick, explicando que quando um pedido on-line for entregue em sua casa, o agente de entrega estará usando uma máscara e luvas.

“Se você tem uma porta de vidro, pode mostrar (sua identificação) pela porta… o agente não tira o documento da sua mão”, disse Roderick. “A seu pedido, eles entregam o seu produto ou o deixam à sua porta”.

Enquanto a OCS está ocupada atendendo ao número crescente de pedidos, Roderick disse que todos estão sendo processados ​​”rapidamente”.

Leia mais:

Canadá observa aumento nas vendas de cannabis em meio a surto de coronavírus

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra várias bandeiras carregadas durante Marcha da Maconha realizada na cidade de Vancouver, com destaque para duas do Canadá personalizadas com a folha de cannabis e uma com o desenho da face de Marc Emery. Imagem: Cannabis Culture | Flickr.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!