Grupo de reforma da maconha dos EUA quer responsabilizar legisladores pela legalização

flor folhas Grupo de reforma da maconha dos EUA quer responsabilizar legisladores pela legalização

A NORML está criando um banco de dados que mostrará como os legisladores votaram em questões da cannabis para ajudar eleitores a tomarem suas decisões. Com informações do Marijuana Moment e tradução Smoke Buddies

O grupo nacional de defesa da maconha dos EUA NORML está lançando uma ferramenta on-line renovada para ajudar os eleitores a descobrir a posição de seus representantes na política de cannabis. E estão convidando pessoas para ajudar a contribuir para o abrangente banco de dados.

Em um e-mail aos apoiadores na terça-feira, a organização disse que, embora reconheça os desafios apresentados pelo surto de coronavírus, os eleitores não devem perder de vista as eleições de novembro. Isso ocorre porque as consequentes questões de reforma da cannabis devem aparecer nas urnas em todo o país e continua sendo importante responsabilizar os legisladores por suas posições na política de maconha.

Para esse fim, a ferramenta “Smoke the Vote” da NORML — um guia que mostra como as autoridades federais e estaduais votaram em questões de reforma e documentou seus comentários sobre a questão — foi projetada para ajudar os eleitores a tomarem decisões informadas quando chegarem aos locais de votação.

Leia: Propostas de maconha medicinal desafiam Cinturão da Bíblia nos EUA

“Com a eleição de 2020 daqui a apenas sete meses, a NORML está se preparando para ter o banco de dados mais amplo já reunido sobre as posições políticas de cannabis para os candidatos ao cargo legislativo”, disse o diretor político da NORML Justin Strekal ao Marijuana Moment. “Os sucessos dos experimentos de legalização atualmente em operação nos estados de Massachusetts à Califórnia resultam em um forte contraste para os eleitores nos estados com proibição: de que lado estão seus legisladores?“.

Porém, embora o grupo tenha elaborado um guia completo, ainda existem lacunas que podem ser preenchidas. A NORML disse que os apoiadores podem ajudar enviando informações sobre ações legislativas ou comentários de seus representantes por meio de um formulário on-line. Na parte inferior do perfil de um determinado candidato, há uma opção para inserir sua posição e vincular à fonte.

“Estamos pedindo aos apoiadores da reforma que nos ajudem a obter esses dados para criar a wikipedia das posições de maconha dos candidatos”, disse Strekal. “Nosso objetivo é que, assim que o banco de dados estiver completo, possamos educar agressivamente o público em geral sobre suas opções para servidores públicos em relação ao apoio à reforma da maconha”.

Separadamente, o grupo esteve envolvido na promoção de práticas de consumo de cannabis de senso comum para proteger a saúde pública em meio à atual pandemia de COVID-19. Também está instando os parlamentares a garantir que os indivíduos que trabalham na indústria da maconha não sejam discriminados quando se trata de benefícios de desemprego em um momento em que um número crescente de empresas está fechando e o público está sendo incentivado a ficar em casa.

Leia também:

Líderes mundiais da indústria canábica se unem para enfrentar crise do coronavírus

#PraCegoVer: fotografia (de capa) em plano fechado que mostra uma flor de maconha com pistilos marrons e diversas folhas da planta, no primeiro plano e plano do meio, com um fundo branco. Foto: Martin Vorel | Libreshot.

lazy placeholder Grupo de reforma da maconha dos EUA quer responsabilizar legisladores pela legalização

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!