Garota baiana portadora de epilepsia precisa de canabidiol urgente, família denuncia governos

tigela sementes ramo frasco Garota baiana portadora de epilepsia precisa de canabidiol urgente, família denuncia governos

No município de Simões Filho, a Justiça determinou que o Governo do Estado e a Prefeitura fornecessem o medicamento à base de cannabis, porém órgãos descumprem a liminar. As informações são do Bahianoar

O caso da pequena Evany Vitória parece não ter fim. A moradora de Simões Filho (BA), de 13 anos, é portadora da epilepsia parcial refratária. O diagnóstico veio assim que ela nasceu. Desde então, por mais de uma década, Evany faz uso de remédios que não são específicos para seu caso e causam efeitos colaterais graves, agressivos e preocupantes.

O que Evany realmente precisa é fazer uso do canabidiol, remédio à base da cannabis. Em 2017, a pequena participou de um teste clínico que comprovou a eficácia no seu caso, evitando as diversas convulsões diárias. Topiramato, depakote e nitrazepam são algumas das substâncias que Evany já fez uso, e que não têm a eficácia necessária para seu bem-estar.

site sb Garota baiana portadora de epilepsia precisa de canabidiol urgente, família denuncia governos

Leia mais: Maguila faz uso de CBD para tratamento de encefalopatia traumática crônica

A mãe de Evany, Edneia Ferreira, conseguiu uma autorização da Anvisa para importar o medicamento, em 2017, já que na época a fabricação era proibida no Brasil. Porém, o problema maior está no custo. O canabidiol custa em média R$ 3.000 o frasco com apenas 100 ml. Os médicos de Evany indicaram que ela tomasse 40 ml por dia, ou seja, um frasco não dura nem três dias. Em um ano, em média, ela precisa fazer uso de 14.600 ml, o que equivale a 146 fracos de canabidiol por ano, equivalente a R$ 438.000.

Em 11 de outubro de 2018, a juíza da 2ª Vara Criminal e da Infância e Juventude, Ana Gabriela Trindade, deu a sentença para que o Governo do Estado da Bahia e a Prefeitura de Simões Filho fornecessem 37 frascos, inicialmente, do medicamento. A mãe de Evany afirma que desde então só recebeu essa primeira remessa, o que contradiz e descumpre a liminar que não tem data vigente para terminar, ou seja, o fornecimento deve ser contínuo.

Leia mais: Justiça de SP autoriza cultivo de cannabis para tratamento de epilepsia

Por conta do descumprimento dos órgãos, o tratamento de Evany zerou tudo de novo. O uso do canabidiol não pode ser interrompido. A família agora pede à juíza Ana Gabriela Trindade uma petição urgente, para que Evany receba de forma digna e sem interrupções suas medicações.

Aguardamos o retorno dos órgãos competentes, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e Secretaria Municipal de Simões Filho.

Leia também:

Em Assis (SP), paciente com ELA obtém habeas corpus para cultivo de cannabis

#PraCegoVer: fotografia que mostra uma pequenina tigela preta contendo sementes de maconha, próximo a mais algumas destas, além de um ramo de cannabis e um fraco conta-gotas preto, sobre um tecido de juta. Imagem: CBD-Infos-com | Pixabay.

smokebuddies logo2 Garota baiana portadora de epilepsia precisa de canabidiol urgente, família denuncia governos

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!