FDA adverte empresas que vendem produtos de delta-8 com alegações de benefícios medicinais

goma FDA adverte empresas que vendem produtos de delta 8 com alegações de benefícios medicinais

A Food and Drug Administration, agência sanitária dos EUA, emitiu suas primeiras advertências sobre o comércio supostamente ilegal de produtos contendo o cada vez mais popular isômero do THC

Um primo do delta-9-tetraidrocanabinol, o canabinoide psicoativo mais famoso da cannabis, o delta-8-THC se tornou legal nos Estados Unidos com a promulgação da Lei Agrícola (Farm Bill) de 2018 — apenas o isômero 9-THC foi considerado uma substância controlada na legislação que legalizou a produção de cânhamo no país.

Agora a Food and Drug Administration (FDA) dos EUA emitiu alertas para empresas que vendem produtos contendo delta-8-THC por fazerem alegações não fundamentadas sobre os benefícios para a saúde do canabinoide.

Leia também: Delta-8-THC: a maconha sem a ansiedade

A FDA enviou cinco cartas de advertência a empresas que comercializam produtos com o composto e fazem o que a agência diz serem alegações não autorizadas sobre seu potencial terapêutico.

“Não há drogas aprovadas pela FDA contendo delta-8-THC. Qualquer produto delta-8-THC que alegue diagnosticar, curar, mitigar, tratar ou prevenir doenças é considerado uma nova droga não aprovada”, diz a agência em uma declaração, explicando que não avaliou se esses medicamentos não aprovados são eficazes para os usos que os fabricantes afirmam.

Delta-8-THC é um dos mais de 100 canabinoides produzidos na planta de cannabis, mas não é encontrado naturalmente em quantidades significativas. Quantidades concentradas de delta-8 são tipicamente fabricadas a partir de canabidiol (CBD).

Em uma atualização do consumidor que trata sobre os riscos à saúde representados pelos produtos de delta-8-THC, a FDA diz que são necessários produtos químicos adicionais para converter CBD em delta-8.

“Se consumidos ou inalados, esses produtos químicos, incluindo alguns usados para fazer (sintetizar) o delta-8-THC e os subprodutos criados durante a síntese, podem ser prejudiciais”, alerta a FDA, dizendo que várias pessoas foram hospitalizadas depois de consumir o canabinoide.

Leia mais: Agência antidrogas dos EUA encoraja negócios de Delta-8 ao sinalizar que canabinoide é legal

Os produtos que contêm delta-8-THC estão disponíveis em várias formas nos EUA, incluindo doces, biscoitos, cereais matinais, chocolate, gomas, cartuchos de vape, dabs, cânhamo fumável pulverizado com extrato de delta-8, destilados, tinturas e bebidas infundidas.

“A FDA está muito preocupada com a crescente popularidade dos produtos de delta-8-THC vendidos on-line e em lojas em todo o país”, disse Janet Woodcock, vice-comissária principal da FDA. “É extremamente preocupante que alguns dos produtos alimentícios sejam embalados e rotulados de maneira que possam atrair as crianças.”

O delta-8-THC fornece efeitos inebriantes ao usuário e tornou-se popular nos EUA, inclusive nos estados proibicionistas, enquanto legisladores em muitas jurisdições se moveram para decretar restrições ao comércio do canabinoide nos últimos meses.

A FDA disse que recebeu relatórios de eventos adversos envolvendo produtos contendo delta-8 de consumidores, profissionais de saúde e policiais, alguns dos quais resultaram na necessidade de hospitalização ou tratamento de emergência.

Em um estudo recente conduzido por pesquisadores da Universidade de Buffalo e da Universidade de Michigan com 521 pessoas de 38 estados americanos, metade dos participantes relatou fazer uso do delta-8 para tratar uma série de condições médicas e de saúde, principalmente ansiedade ou ataques de pânico, estresse, depressão ou transtorno bipolar e dor crônica.

As experiências com o canabinoide relatadas no estudo foram caracterizadas predominantemente por relaxamento, alívio da dor e euforia, com a maioria dos participantes dizendo que poderia realizar suas atividades diárias normais sem experimentar os efeitos colaterais adversos associados ao uso de cannabis, como ansiedade ou larica.

“Embora o delta-8-THC pareça ter alguns atributos realmente grandes e positivos, precisamos saber mais e devemos ser cautelosos com qualquer produto que esteja chegando ao mercado não regulamentado e não testado”, disse Jessica Kruger, uma pesquisadora envolvida no estudo. “Mais pesquisas precisam ser feitas porque essa pode ser uma maneira possível de reduzir os danos para quem usa cannabis e para que as pessoas tenham menos reações negativas”.

Leia mais:

Usuários dizem que delta-8 apresenta os mesmos benefícios do delta-9 sem efeitos adversos

#PraTodosVerem: foto mostra uma pessoa em perfil que, usando óculos escuros, segura uma goma de cor laranja-claro à boca, próximo a uma quadra, que aparece ao fundo fora de foco. Imagem: Unsplash | Elsa Olofsson.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!