Ex-NFL Marshawn Lynch entra na indústria canábica com baseados infundidos com THCA

marshawn lynch Ex NFL Marshawn Lynch entra na indústria canábica com baseados infundidos com THCA

Responsável pelo épico touchdown que deu a vitória ao Seahawks, em 2010, o ex-running back entra no mercado da erva com baseados feitos com maconha orgânica e infundidos com diamantes de THCA. As informações são da Forbes

Willie Nelson tem uma. O mesmo acontece com Whoopi Goldberg e Snoop Dogg. Tommy Chong está no jogo com a erva da marca Chong’s Choice, um desafiante à marca Monogram de Jay-Z.

Agora a lista cresce com mais uma marca de cannabis: a Dodi Blunts.

site sb Ex NFL Marshawn Lynch entra na indústria canábica com baseados infundidos com THCA

Esse é o empreendimento comercial do ex-running back da NFL Marshawn Lynch, a última entrada em um mercado de maconha que está se legalizando rapidamente — e com muitas celebridades.

“Dodi sempre fez parte da minha vida”, diz ele. “Se eu fosse ter uma empresa de maconha, queria ter certeza de que faria isso da maneira certa”.

 Ex NFL Marshawn Lynch entra na indústria canábica com baseados infundidos com THCA

O primeiro produto da empresa, os baseados infundidos com diamantes de THCA, estará à venda nos dispensários da Bay Area (San Francisco) no próximo mês e será produzido com uma cepa de maconha cultivada organicamente, a Zkittles, com curadoria de Lynch e seus amigos. Os baseados serão enrolados em uma seda de folha de palmeira, seu método preferido de fumar.

Dodi é o último negócio para Lynch, que se aposentou da NFL pela terceira vez após a temporada de 2019. Suas outras empresas incluem Beast Mode Apparel, uma marca de estilo de vida e roupas que ele lançou em 2014, durante a semana que antecedeu a aparição do Seattle Seahawks no Super Bowl contra o New England Patriots. Ele conquistou os holofotes ao repetir a famosa frase “só estou aqui para não ser multado” 29 vezes consecutivas em uma coletiva de imprensa antes de deixar o palco, tendo oficialmente cumprido suas obrigações com a mídia.

Leia mais: Jay-Z lança fundo para impulsionar negócios de maconha pertencentes a minorias

Lynch possui 100% da Dodi Blunts. A empresa canadense 2nd and Goal fornece infraestrutura e suporte operacional. Lynch diz que ele é mais uma “equipe de rua e rato de laboratório” para encontrar aquela cepa perfeita. Jeff Goldenberg, que está atuando como gerente geral da marca e será aquele que garantirá que Dodi cumpra o mercado de cannabis altamente regulamentado da Califórnia, diz que eles já têm relações estreitas com muitos dispensários e estarão disponíveis em 24 para começar. Mais produtos virão, junto com roupas e acessórios; Dodi tem como meta até US$ 10 milhões em vendas brutas durante os primeiros 12 meses.

A maconha legal na América do Norte tem crescido muito nos últimos anos, com o Canadá sendo o primeiro a legalizar totalmente o uso adulto em 2018. As vendas adultas foram de US$ 1,4 bilhão em 2015 e são projetadas para aumentarem mais de dez vezes este ano na América do Norte. O México deverá legalizar totalmente nos próximos meses e, no momento, 15 estados nos EUA permitem o uso pessoal para adultos, com outros 29 a bordo para uso medicinal.

Lynch estourou no cenário nacional há dez anos com seu touchdown épico no “Beast Quake” que garantiu a vitória do Seahawks na prorrogação do playoff e desencadeou uma celebração de fãs registrada em um sismógrafo próximo. Os fãs se apaixonaram pelo All-Pro amante dos Skittles, que evitou a mídia e falou sobre “galinhas”, também conhecidas como dinheiro, e “sahib”, ou amigo.

O homem de 34 anos diz que tem sido mimado por ter o “melhor dodi” morando na Califórnia, mas não teve oportunidades anteriores de entrar no negócio da maconha, observando também: “Eu teria algumas complicações com meu empregador”. O running back, que ganhou US$ 57 milhões em salário depois de ser convocado em 2007, não tem planos de voltar ao campo, mas não fecha completamente a porta. “Não me entendam mal — se a situação certa surgisse e um Super Bowl estivesse ao alcance, seu garoto ainda poderia entrar e atropelar algumas pessoas”, diz ele.

Ele não é o primeiro atleta a entrar na corrida do ouro da maconha. O ex-running back da NFL Ricky Williams e os jogadores aposentados da NBA John Salley e Al Harrington lançaram negócios focados na cannabis. Harrington investiu US$ 6 milhões de seu dinheiro e levantou outros US$ 26 milhões para a atacadista licenciada Viola, que leva o nome de sua avó, que sofre de glaucoma e encontra alívio com remédios de cannabis. Harrington disse à Forbes que espera que a receita da Viola ultrapasse US$ 30 milhões em 2021.

Da NBA à cannabis: como Al Harrington está mudando a indústria para pessoas negras

Lynch impulsionou seu negócio de vestuário Beast Mode durante a pandemia, tornando-se o primeiro atleta profissional a fazer parceria com a gigante de produtos licenciados Fanatics para operar um negócio autônomo direto ao consumidor. As lojas físicas da marca em Oakland e Seattle foram forçadas a fechar quando a Covid-19 chegou, então Lynch lançou uma loja móvel para entregar mercadorias em Seattle e tem uma nova loja pronta para funcionar em um prédio que ele possui em Oakland quando as condições permitirem. Outro local está em construção no Mandalay Bay, perto da casa do Las Vegas Raiders, o Allegiant Stadium.

Lynch lançou o Beast Mode Marketing no mês passado para trabalhar oficialmente com o running back do Alabama Najee Harris, que Mel Kiper da ESPN espera ser o primeiro a desistir do draft (a agência de longa data de Lynch, Wasserman, representará Harris por seus contratos em campo). Os nativos da área de Oakland se conhecem desde que Harris estava no colégio, e Lynch diz que queria retribuir ao “bruising back”, que tem atraído comparações com Lynch por anos, “um jogo interno”. Lynch está procurando recrutar mais jogadores para sua ramificação de marketing.

Ele deu aos fãs um gostinho de seus conselhos fora de campo para os jogadores da NFL após seu último jogo da liga, uma derrota no playoff de janeiro de 2020 pelos Seahawks para o Green Bay Packers. “Este é um momento vulnerável para muitos desses caras jovens, você me entende? Eles não estão cuidando direito do frango deles… Então, enquanto vocês estão nisso agora, cuidem de seus corpos, cuidem de seus frangos, cuidem da mente de vocês. Por que, olha, não vamos durar tanto”, disse ele. Ele rapidamente aproveitou o clipe viral e lançou uma camiseta “Take Care of Yo’ Chicken” e registrou uma marca para a frase.

Leia mais: Rapper Ralo pede sua liberdade em caso de tráfico de maconha

Outro empreendimento, Beast Mode Productions, tem seis projetos ativos, incluindo contratos para um programa de animação na FX, uma série limitada com a ABC e uma sitcom com a 20th Century Studios. A empresa também lida com a produção de todas as filmagens comerciais de endosso de Lynch. Os negócios da Beast Mode devem gerar de US$ 5 milhões a US$ 7 milhões em 2021 fora o Dodi, endossos e outros empreendimentos comerciais.

Ele também construiu um portfólio com participações acionárias, incluindo investimentos em dinheiro e “sweat equity”, em esportes, bebidas de recuperação, destilados, mobilidade e equipes esportivas (ligas de futebol de nível inferior, IFL e FCFL). A maioria dos negócios tem um componente para beneficiar sua Fam 1st Family Foundation, que ajuda jovens carentes.

Lynch não estará em campo para o Super Bowl no domingo, mas ainda fará parte do dia como narrador em um comercial da Frito-Lay repleto de estrelas. Outros parceiros de endosso ativos incluem Subway, Microsoft, Sports Betting Dime, Zagg e EA Sports, que geram cerca de US$ 2 milhões em ganhos anuais.

Lynch diz que está apenas começando fora do campo. O próximo empreendimento é um fundo de risco, Beast Mode Ventures, para atletas e artistas com a meta de arrecadar US$ 100 milhões a partir do segundo trimestre deste ano. Os objetivos são os investimentos das Séries B e C e alavancar a influência de Lynch e dos membros do fundo. O “Beast Mode Experience” chegará a Las Vegas no segundo semestre de 2021, quando os fãs se reunirão para um fim de semana em Sin City para todas as coisas de Lynch. Ele acrescenta: “Não há limite para conquistar as coisas que quero fazer”.

Leia também:

2021 pode inaugurar uma era de ouro do marketing de cannabis

#PraCegoVer: imagem de capa é uma foto de Marshawn Lynch, onde o ex-jogador, de dreads e gorro e camiseta pretos, aparece acendendo um baseado enquanto protege a chama com a outra mão, em fundo escuro. Crédito: divulgação / Dodi Blunts.

smokebuddies logo2 Ex NFL Marshawn Lynch entra na indústria canábica com baseados infundidos com THCA

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!