Estudo relaciona uso fumado intenso de maconha a bronquite e ‘pulmão de bong’

baseado enorme weed Estudo relaciona uso fumado intenso de maconha a bronquite e ‘pulmão de bong’

Segundo os pesquisadores, fumar um baseado por dia durante um longo período de tempo pode levar a uma doença pulmonar conhecida como “pulmão de bong”. Com informações do NZ Herald e tradução Smoke Buddies

Especialistas em respiração estão pedindo aos legisladores da cannabis que considerem os impactos do fumo da substância depois que uma revisão encontrou links para bronquite e uma doença grave conhecida como “bong lung” (pulmão de bong).

Pesquisadores da Nova Zelândia analisaram a pesquisa internacional disponível sobre os efeitos do consumo fumado de cannabis nos pulmões e descobriram que, embora se comporte de maneira diferente do tabaco, fumar até pequenas quantidades pode levar a problemas respiratórios.

lazy placeholder Estudo relaciona uso fumado intenso de maconha a bronquite e ‘pulmão de bong’

O professor da Universidade de Otago, Bob Hancox, disse que embora grande parte do debate sobre a legalização da cannabis gire em torno dos efeitos sociais e na saúde mental, as políticas em torno da liberalização devem considerar os efeitos mais amplos do fumo na saúde.

“Se a liberalização da disponibilidade levará a novos aumentos no uso de cannabis, ainda não se sabe, mas é provável que os padrões de consumo de cannabis mudem, resultando em consequências para a saúde”, disse Hancox.

A cannabis é a segunda substância mais comumente fumada depois do tabaco e a droga ilícita mais utilizada em todo o mundo.

Embora a cannabis permaneça ilegal na maioria dos países, muitos países — como a Nova Zelândia — estão considerando descriminalizar ou legalizar seu uso.

O professor Hancox disse que ainda há muito a aprender sobre a cannabis, mas há evidências suficientes para mostrar que o fumo não é inofensivo para os pulmões.

“Nossas descobertas foram de que causam danos nos pulmões, embora os efeitos não sejam exatamente os mesmos que o tabaco”.

Em usuários pesados —​ fumar pelo menos um baseado por dia durante um longo período de tempo — isso pode levar a uma forma de destruição pulmonar conhecida como “pulmão de bong”.

Coronavírus x fumo: tabaco, maconha e vape podem aumentar gravidade da Covid-19

“Isso envolve uso muito regular por muitos anos.”

Mas mesmo naqueles que fumam menos de um baseado por dia, pesquisas sugerem que as vias aéreas podem ficar inflamadas e irritadas e levar a problemas como bronquite — uma inflamação do revestimento dos tubos brônquicos, que transportam o ar de e para os pulmões.

Um estudo que eles analisaram indicou que um baseado poderia ser equivalente a fumar 20 cigarros em termos de impactos nos pulmões.

Uma combinação de fumar cannabis e tabaco provavelmente resultaria em resultados de saúde ainda piores.

“Muitas pessoas fumam cannabis e tabaco e provavelmente terão o pior de ambas as substâncias”, disse Hancox.

No entanto, como a cannabis é uma substância ilegal e a maioria dos usuários também fuma tabaco, foi difícil realizar pesquisas sobre seu impacto direto nos pulmões, disse Kathryn Gracie, do Departamento de Respiração do Hospital Waikato.

“Talvez, o mais importante, os indivíduos que são usuários extremamente pesados ​​de cannabis possam não estar bem representados na pesquisa epidemiológica existente”.

“A maioria dos relatos de casos de doença pulmonar destrutiva relacionada à cannabis documenta um consumo muito pesado de cannabis”.

“Apesar dessas limitações, há evidências suficientes de que a cannabis causa sintomas respiratórios e tem o potencial de danificar as vias aéreas e os pulmões”.

A cannabis também pode aumentar o risco de câncer de pulmão, embora ainda não existam evidências suficientes, afirmou Gracie.

Os pesquisadores disseram que, com o referendo sobre a legalização da cannabis para uso recreativo este ano, eles gostariam de ver mais discussões sobre os impactos na saúde respiratória.

“Não estamos aqui para dizer que somos a favor ou contra a legalização, mas apenas que fumar causa efeitos tóxicos nos pulmões e que não gostaríamos de ver um aumento em uma grande quantidade de pessoas fumando muito por um longo período”, Hancox disse.

Outras formas de consumir cannabis, como os comestíveis, obviamente seriam menos prejudiciais para os pulmões, porém a vaporização, onde a substância não é queimada, mas ainda inalada, não foi estudada adequadamente.

“A principal questão para os pulmões aqui é a queima, portanto, obviamente, se você não fuma, ela causará menos danos aos pulmões, embora existam outros problemas de saúde associados à cannabis”, disse Hancox.

Leia também:

Willie Nelson diz que parou de fumar maconha por problemas respiratórios

#PraCegoVer: em destaque, foto em close-up que mostra uma pessoa, com óculos escuros de armação verde, fumando um baseado gigante, com sua ponta no primeiro plano em foco e de onde sai uma fumaça branca densa que se mistura à expelida pela boca. Foto: Weed Streetwear | Flickr.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!