Especialista responde: a cannabis atua no Coronavírus?

mao folha pikrepo Especialista responde: a cannabis atua no Coronavírus?

Não há estudos mostrando que a cannabis afeta o Covid-19, ou coronavírus. Alegações de ‘curas milagrosas’ podem colocar as vidas de pessoas em risco. Confira, a seguir, o que diz um especialista para a Health Europa

Neste artigo, Dr. Dani Gordon, especialista em medicina integrativa, responde a perguntas sobre se a cannabis e o CBD podem afetar a contração ou a recuperação do COVID-19, do coronavírus.

A pergunta que mais me fazem é sobre como o CBD e a cannabis medicinal podem afetar a contração ou a recuperação do coronavírus e sobre o que mais podemos fazer para ficar bem.

lazy placeholder Especialista responde: a cannabis atua no Coronavírus?

As pessoas estão perguntando se a cannabis e o CBD podem ajudar a proteger o sistema imunológico contra a obtenção do COVID-19, em primeiro lugar, e depois, no caso de se contrair, se o CBD e a cannabis podem ajudar a tratá-lo? E sobre a possibilidade de os medicamentos anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) terem um efeito negativo sobre o vírus quando você estiver infectado e espere — um minuto — o CBD também é um anti-inflamatório, então o que isso significa para o CBD?

Todas essas são questões válidas e até o momento, mesmo em termos de medicamentos anti-inflamatórios e efeitos sobre o coronavírus, ainda não está claro qual é a relação, se houver. Muitos médicos ainda estão recomendando manter o acetaminofeno para a febre por enquanto e evitar os AINEs sem receita até sabermos mais.

Leia – Coronavírus e a maconha: saiba como se prevenir e evitar o contágio

CBD, cannabis e coronavírus

Quanto ao CBD e à cannabis, não temos estudos mostrando que isso afeta o coronavírus, embora existam alguns estudos interessantes sobre o uso de cannabis medicinal e cannabis fumada e a progressão do HIV.

No Facebook e nas mídias sociais, muitos defensores do CBD e da cannabis estão alegando que eles aumentaram sua imunidade com sucesso contra todos os vírus usando a planta e recomendam que outros façam o mesmo.

Como especialista em cannabis e médico formado em medicina natural e medicina ocidental, digo que é importante que as pessoas conheçam os fatos e sejam totalmente honestas sobre o que não sabemos. Também é fundamental não fazer declarações falsas quando todos estivermos compreensivelmente um pouco assustados e, é claro, querendo fazer tudo o que pudermos para proteger a nós mesmos e a nossos entes queridos.

As alegações de ‘cura milagrosa’ que alguns membros da comunidade de bem-estar natural às vezes podem fazer, mesmo quando bem-intencionados, podem ter efeitos prejudiciais no comportamento das pessoas e também manchar a indústria ao promover ‘óleos de cobra’.

Esse efeito pode distanciar nossos colegas de medicina e pesquisa mais ‘convencionais’, que não são versados ​​em medicina botânica, e prejudicar o progresso que a medicina fitoterápica fez nos últimos anos ao obter apoio e credibilidade por meio de pesquisas e investigações acadêmicas, em parceria com a pesquisa e os médicos de mente aberta o suficiente para considerá-la.

Medicamentos fitoterápicos como o CBD e a cannabis medicinal fazem tantas coisas surpreendentes que não há necessidade de aumentar a verdade ou fazer reivindicações que não podem ser suportadas, pelo menos atualmente.

Então, como podemos auxiliar nosso sistema imunológico?

Provavelmente, a melhor maneira de auxiliar nossa imunidade é evitar o álcool, permanecer ativos enquanto ficamos em casa (festas na sala de estar, alguém?) e adotar uma simples prática de relaxamento ou meditação para diminuir os hormônios do estresse.

Se você for suplementar, considere adicionar alguns cogumelos adaptogênicos, juntamente com glutationa lipossômica (não é um impulso imunológico direto, mas pode ajudar no funcionamento do fígado).

Comer uma dieta rica em micronutrientes, zinco, vitamina C e flavonoides como a quercetina (presente na cannabis e na maçã) e dormir bem são coisas boas para começar agora, se você ainda não o fez.

A melatonina, nosso hormônio do sono produzido enquanto dormimos, também pode ajudar a função imunológica saudável. As práticas de respiração profunda e o riso também podem ter um efeito positivo em nosso sistema imunológico. Assim, você pode sentir como se tivesse feito algo colocando um filme engraçado e dando uma boa gargalhada profunda para fazer com que os pulmões funcionem enquanto você se isola.

Mesmo se você fizer tudo certo, ainda poderá receber o coronavírus, mas a boa notícia é que a maioria das pessoas que não pertencem a grupos de alto risco terá um curso leve de doença e se recuperará em casa. Alguns portadores podem até não apresentar nenhum sintoma ou mesmo saber que o tiveram, razão pela qual o distanciamento social é tão importante, uma vez que as taxas de transmissão assintomática são consideradas bastante altas com o coronavírus.

Tradução: Smoke Buddies.

Leia também:

Notícia de que ‘pessoas que usam maconha são imunes ao Covid-19’ é Fake News

#PraCegoVer: em destaque, foto que mostra parte de uma mão, no canto inferior direito, segurando uma folha de maconha com cinco pontas serrilhadas e um fundo desfocado em tons de verde. Imagem: Pikrepo.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!