Enxaguante bucal à base de cannabis pode ajudar a combater a Covid-19

tubos ensaio Enxaguante bucal à base de cannabis pode ajudar a combater a Covid 19

Desenvolvido pelos pesquisadores canadenses Igor e Olga Kovalchuk, o antisséptico oral tem demonstrado resultados positivos no estudo clínico em andamento. As informações são da CTV News Calgary

Igor e Olga Kovalchuk passaram cerca de quatro anos trabalhando com cepas de cannabis de todo o mundo para criar novas híbridas que demonstram certas propriedades terapêuticas.

Com o início da pandemia de Covid-19, os professores de biologia da Universidade de Lethbridge, no Canadá, têm explorado como alguns extratos de cannabis podem ajudar a combater o vírus.

site sb Enxaguante bucal à base de cannabis pode ajudar a combater a Covid 19

Eles investigaram como extratos específicos de cannabis podem ser usados ​​como tratamentos adicionais para ajudar a aliviar alguns dos sintomas e reduzir a propagação do vírus.

Eles divulgaram suas pré-impressões, que foram revisadas por pares e publicadas na Aging, uma das principais revistas biomédicas.

Os estudos, intitulados “Em busca de estratégias preventivas” e “Luta contra a tempestade”, descobriram que certos extratos de cannabis ajudam a prevenir a entrada do vírus nas células de uma pessoa e também podem ajudar a evitar tempestades de citocinas, que podem levar à síndrome da angústia respiratória aguda.

“A revisão por pares é extremamente importante”, disse a Dra. Olga Kovalchuk.

“Reproduzimos nossos achados originais e também comprovamos os impactos dos extratos nos tecidos pulmonares. Esses estudos subsequentes confirmaram ainda mais nossos resultados originais.”

Leia mais: Estudo mostra que a cannabis reduz as “tempestades” inflamatórias causadas pela Covid-19

Quando o vírus SARS-CoV-2 entra nas células de uma pessoa, ele tem como alvo uma proteína específica na superfície da célula chamada ACE2.

Essencialmente, o Dr. Igor Kovalchuk disse que a ACE2 atua como uma porta de entrada para o vírus.

“O vírus reconhece esta célula como infectável pela presença do receptor ACE2”, disse o Dr. Kovalchuk.

“Testamos a aplicação de vários desses extratos [de cannabis] para ver se eles reduziriam o número de receptores na superfície da célula e identificamos uma dúzia de variedades que reduzem a expressão do receptor [ACE2] em até a 80%”.

Reduzindo receptores celulares

Imagine que você tem uma casa com cem portas e, do lado de fora, há milhares de pessoas fazendo fila para entrar a cada minuto.

Reduzir o número de receptores de uma célula é como fechar 80 dessas portas, diminuindo drasticamente o tempo em que as pessoas podem entrar em sua casa.

“É assim que os patógenos funcionam. Principalmente os vírus. Eles precisam entrar em suas células para se replicar e nosso sistema imunológico pode mirá-los”, disse o Dr. Kovalchuk.

“Se o vírus entrar mais lentamente em razão de termos menos receptores, nosso sistema terá muito mais tempo para realmente mirar e eliminar esses vírus.”

O Dr. Kovalchuk acrescenta que o SARS CoV-2 geralmente ataca os pulmões, o intestino e a cavidade oral.

Os professores da Lethbridge fizeram parceria com a americana Good Pharmaceutical Development Company que, com os dados científicos coletados pelos Kovalchuks, desenvolveu um enxaguante bucal terapêutico para combater o vírus.

Extratos de novas linhagens de cannabis podem proteger contra a Covid-19

Estudo clínico em andamento

Um estudo clínico sobre a eficácia do enxaguante bucal está em andamento, mas os resultados até o momento têm sido positivos.

Desenvolvemos um escore clínico que detalha de forma numérica os sintomas dos pacientes no início do estudo, coisas como a presença ou ausência de febre, a intensidade da febre, a presença ou ausência de dor no peito, falta de ar, perda do paladar e do olfato, e demos a eles uma pontuação numérica com base na gravidade”, disse o presidente da empresa, Dr. Larry Good.

“Em uma análise intermediária de nossos dados, encontramos uma redução muito significativa nessa pontuação. A pontuação média na inscrição foi quatro. Após 14 dias de tratamento, a pontuação média foi de 0,4. Então, uma redução notável nos sintomas.”

A empresa também está monitorando o número de dias que leva para que o paladar e o olfato retornem.

O produto desenvolvido é basicamente um tipo de enxaguante bucal que, segundo a empresa, deve ser aplicado vigorosamente por toda a boca e engolido.

A Good Pharma está agora em negociações com um banco de investimento e uma empresa de distribuição nos EUA.

Se o estudo clínico for bem-sucedido, o enxaguante bucal será vendido nos Estados Unidos sem receita.

No entanto, é um processo muito mais complicado obter a aprovação da Health Canada (agência reguladora de saúde canadense).

A Health Canada não permite produtos naturais com ingredientes ativos de cannabis. Eles só permitem a utilização de raízes, sementes e caules da planta no extrato natural e essas partes da planta não podem ter ingredientes ativos. Portanto, é inútil fazer isso”, disse o Dr. Igor Kovalchuk.

Leia mais: Formulação de cannabis foi eficaz na reversão de danos pulmonares relacionados à Covid-19

Para conseguir medicamentos no Canadá, as pessoas precisam passar por uma farmácia ou obter o que é considerado um produto natural.

Qualquer coisa disponível para compra ao balcão é considerada um produto natural.

Quando a cannabis foi legalizada no Canadá, a Health Canada colocou novas regras em torno da cannabis.

“Isso foi um choque para muitas empresas, pois disseram especificamente que as únicas partes da planta que podem ser transformadas em um produto natural são as únicas partes da planta que não têm nenhum ingrediente ativo. Isso desafia completamente o propósito! Por que eu desenvolveria um produto natural que não contém canabinoides ou terpenos?”, disse o Dr. Igor Kovalchuk.

De qualquer forma, como está atualmente, o enxaguante bucal só estará disponível nos Estados Unidos se o estudo clínico for bem-sucedido.

Tanto o Dr. Kovalchuk quanto o Dr. Good enfatizaram a importância de quão específicas são essas cepas de cannabis.

Eles disseram que as pessoas não deveriam simplesmente consumir cannabis pensando que ela ajudaria a combater ou repelir a Covid-19.

Os especialistas também dizem que um programa de imunização bem-sucedido ainda está na frente e no centro da luta contra a propagação do vírus e que o antisséptico bucal não foi projetado para pessoas com sintomas graves de Covid-19.

Leia também:

Pacientes com Parkinson relatam melhoras com o uso de produtos de cannabis

#PraCegoVer: em destaque, foto em vista superior diagonal de vários tubos de ensaio, um deles contendo líquido verde, acondicionados em uma bandeja branca que aparece na parte esquerda do quadro. Crédito: Bill Oxford | Unsplash.

smokebuddies logo2 Enxaguante bucal à base de cannabis pode ajudar a combater a Covid 19

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!