Enquanto polícia enxuga gelo apreendendo maconha, Bolsonaro amplia uso de cloroquina

policiais milho Enquanto polícia enxuga gelo apreendendo maconha, Bolsonaro amplia uso de cloroquina

Enquanto Jair Bolsonaro empurra cloroquina na população, a polícia continua secando gelo ao apreender uma substância que nunca causará os danos da droga apoiada pelo presidente

Nesta quarta-feira (20), uma operação conjunta da Polícia Federal e da Polícia Rodoviária Federal realizou a maior apreensão de maconha do Brasil, segundo informou a PF.

Em um caminhão com destino à cidade de São Leopoldo (RS), 28 toneladas de cannabis foram apreendidas, entre os municípios de Iguatemi e Tacuru, no estado de Mato Grosso do Sul. O caminhão estava carregado com milho e, em meio à carga, foram encontrados centenas de pacotes de maconha.

lazy placeholder Enquanto polícia enxuga gelo apreendendo maconha, Bolsonaro amplia uso de cloroquina

Leia mais: Produto brasileiro à base de cannabis sai da prateleira virtual de rede de farmácias

No mesmo dia, em um novo protocolo, que admite que não há comprovação de eficácia e assume a possibilidade de riscos colaterais graves da cloroquina, o desgoverno de Bolsonaro mudou a orientação para médicos que tratam pacientes com a Covid-19.

O documento assinado pelo Ministério da Saúde, pasta ainda sem um ministro oficial, afirma que a droga pode ser receitada até no caso de sintomas leves da doença, conforme noticiou o El País. O fato contraria as recomendações da Organização Mundial de Saúde e de especialistas.

Leia também:

Empresa de cannabis medicinal canadense está desenvolvendo vacina contra Covid-19

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra quatro policiais de costas para a câmera e sobre a carga de milho e, ao fundo, os tabletes e fardos de maconha. Foto: divulgação / PRF.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!