Empresas de maconha estão produzindo e doando itens essenciais na luta contra o Covid-19

aloha green laboratorio desinfetante Empresas de maconha estão produzindo e doando itens essenciais na luta contra o Covid 19

Diante do surto de coronavírus, empresas de maconha se mostram solidárias com as comunidades locais, produzindo e doando desinfetante para as mãos. Com informações do MJBizDaily e tradução Smoke Buddies

Muitas autoridades estaduais consideraram as empresas estadunidenses de cannabis negócios “essenciais” durante a pandemia de coronavírus e lhes permitiram manter suas portas abertas — e agora algumas empresas de maconha estão produzindo um produto essencial para ajudar a combater o COVID-19: desinfetante para as mãos.

Do Havaí ao litoral leste, as empresas estão usando processos de produção de maconha para fabricar e doar géis desinfetantes para conter a propagação do coronavírus. E parece que elas são capazes de fazê-lo sem custos significativos ou alterações no processo.

lazy placeholder Empresas de maconha estão produzindo e doando itens essenciais na luta contra o Covid 19

Leia também: Tecnologias da indústria canábica podem ajudar no combate ao Covid-19

É um sinal de que as empresas de maconha estão colocando em mente os interesses de suas comunidades locais em tempos difíceis e, a longo prazo, isso pode ajudar a aumentar os resultados e melhorar a reputação de algumas empresas de cannabis.

Isso porque, conforme as empresas praticam boa cidadania, elas podem atrair mais clientes e funcionários de alta qualidade, de acordo com executivos do setor e especialistas em doações corporativas.

E, no futuro, essas empresas poderiam finalmente trabalhar melhor com os reguladores que podem ter anotado suas contribuições anteriores para suas comunidades.

As empresas de cannabis não são as únicas empresas que estão se preparando para formular desinfetantes para as mãos.

As destilarias de álcool, por exemplo, estão produzindo desinfetantes para as mãos: até 75% dos produtores de bebidas destiladas artesanais o fazem atualmente, segundo a American Craft Spirit Association.

As empresas de maconha também estão pegando emprestada uma página dos manuais de outras empresas tradicionais, para fornecer produtos essenciais para os profissionais de saúde. Por exemplo, o varejista global de roupas The Gap está fabricando equipamentos de proteção, como máscaras, para profissionais de saúde.

Leia – Coronavírus: No Canadá, loja de maconha vai distribuir papel higiênico aos cidadãos

Aqui estão alguns exemplos de empresas de cannabis que estão se intensificando para ajudar suas comunidades durante a pandemia de coronavírus:

A CannaCraft, fabricante de cannabis em Santa Rosa, Califórnia, converteu uma parte do seu espaço de produção para formular e embalar garrafas individuais de desinfetante. “Quando começamos a ouvir relatos de falta de desinfetante para as mãos, sabíamos que poderíamos ajudar sem impactar negativamente nossos funcionários ou nossas operações”, disse Jim Hourigan, CEO da CannaCraft. Os ingredientes já estavam à mão, e a empresa tinha algumas garrafas de bomba manual sobressalentes que não eram mais utilizáveis ​​para produtos de cannabis devido a alterações nas leis de embalagens. Os químicos internos da CannaCraft criaram uma receita e a empresa conseguiu utilizar técnicas e processos semelhantes usados ​​para fazer tópicos.

Em Massachusetts, a Commonwealth Dispensary Association, que representa 36 empresas de maconha em todo o estado, disse que seus membros agora podem começar a produzir desinfetante para as mãos que serão doados para hospitais locais.

A Aloha Green Holdings em Honolulu, proprietária de instalações de cultivo, processamento e varejo no Havaí, disse que está produzindo desinfetante para as mãos para pacientes médicos. O produto é gratuito para pacientes portadores de cartão de maconha medicinal nos dois dispensários da empresa. Atualmente, há um limite de uma garrafa de 1,7 onça por paciente até a produção aumentar.

O produtor canadense de cannabis Organigram anunciou no Twitter que a empresa está doando 500 litros de etanol de sua unidade de produção em New Brunswick para ser reaproveitada em desinfetante para as mãos da comunidade local de saúde.

Leia mais:

Setor da Cannabis se adapta e começa a minimizar danos da pandemia

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra um frasco transparente graduado sendo preenchido com uma substância também transparente, através de um funil, no interior de uma laboratório; na parte esquerda, pode-se ver parte do corpo da pessoa que usa jaleco branco. Imagem: Aloha Green Holdings.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!