Empresas de cannabis de propriedade de pessoas negras que você pode apoiar

al harrington Empresas de cannabis de propriedade de pessoas negras que você pode apoiar

Uma das formas de ajudar causas e pessoas é direcionar as compras para os negócios onde elas se encontram. Confira, a seguir, 20 empresas de cannabis de propriedade de pessoas negras para apoiar. Com informações da Green Entrepreneur e tradução Smoke Buddies

O movimento para mostrar apoio à Black Lives Matter (Vidas Negras Importam) abrangeu os EUA. Surgiram protestos pedindo mudanças sistemáticas, a polícia respondeu com gás lacrimogêneo e balas de borracha, lojas foram saqueadas,  incluindo algumas da indústria de cannabis.

Nós ajudaremos, em parte, começando da maneira mais simples — para onde nosso dinheiro vai.

site sb Empresas de cannabis de propriedade de pessoas negras que você pode apoiar

Nem todo consumidor sabe onde gastar o precioso dinheiro, ou a melhor maneira de contribuir com seu dinheiro para causas e pessoas que deseja apoiar. À medida que nos tornamos consumidores mais conscientes, a Green Entrepreneur está destacando pequenas empresas e empresas de propriedade de negros, equidade social, indígenas e empresas de propriedade de pessoas de cor.

Na cannabis, essas empresas são poucas e distantes. Os empreendedores de equidade social trabalham incansavelmente para receber licenças em seus respectivos mercados. Contra todas as probabilidades, às vezes com enormes desigualdades de financiamento e acesso ao tipo de fluxo de receita que as empresas do setor de cannabis precisam para decolar. Eles merecem patrocínio agora.

Aqui estão 20 empresas de cannabis de propriedade negra que você pode apoiar.

Pure Oasis

O Pure Oasis, em Boston, Massachusetts, passou por isso em 2020. Este é o primeiro dispensário de Massachusetts, bem como o primeiro dispensário de propriedade de negros do estado. Seus fundadores, Kobie Evans e Kevin Hart, conversaram com Hassan Minaj em seu recente episódio do Patriot Act, uma crítica mordaz da indústria da cannabis e seus esforços insuficientes para enfrentar as disparidades de equidade social. Infelizmente, o Boston Globe informou que o Pure Oasis foi saqueado na mesma noite dos protestos no estado em 30 de maio. “Tivemos um grande apoio da comunidade esta manhã”, disse Evans ao The Boston Globe. “Todos sabemos que isso não veio da comunidade. Eram pessoas que estavam passando pela cidade e aproveitando a situação”.

Simply Pure

O primeiro dispensário de cannabis de propriedade negra e feminina no país, aberto em Denver, Colorado, em 2014, o Simply Pure é humilde, mas poderoso. Seus proprietários, Wanda James e Scott Durrah, são veteranos militares e incansáveis ​​defensores dos direitos dos negros. Na indústria de Denver, não havia ninguém mais poderoso na comunidade negra em relação à cannabis do que James, que é ex-consultora política do governo Obama. James também foi uma das 35 mulheres mais influentes em cannabis em 2020.

The Farmacy

Sue Taylor é uma lenda, e a Farmacy é um dos pilares da cannabis de Berkeley. Taylor fundou a iCANN em Berkeley, Califórnia, em 2009, com seu filho e nora. A visão original de Taylor era criar um dispensário comunitário focado em ajudar a comunidade sênior. Hoje, a iCANN evoluiu para a Farmacy, que Taylor cofundou em parceria com o Glass House Group. É um dispensário de uso adulto e um salão de consumo que cresceu enormemente. Taylor também é o fundador da Mama Sue Wellness, sua mais nova marca que fala com esses novos consumidores mais velhos.

Tyson Ranch

Tyson Ranch é uma marca famosa de cannabis, mas vale a pena notar, pois é de propriedade da lenda do boxe Mike Tyson. Disponível com uma parceria que começa no Planet 13 em Las Vegas, Nevada, o Tyson Ranch está agora nas prateleiras de vários varejistas em todo o estado da Califórnia. Também é popular, produzida por cultivadores altamente cobiçados no espaço da cannabis. Tyson fundou seu império da cannabis em 2016 com a Tyson Holistic. A ‘umbrella’ da marca agora inclui uma bebida com infusão de THC chamada Dwink, um tópico para alívio da dor chamado CopperGel Ice e muito mais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Our first strategic alliance within its Viola Cares program kicks-off with @rootandrebound . Root & Rebound is home to lawyers and advocates committed to restoring power and resources to the communities most harmed by mass incarceration and the War on Drugs. Their work combines direct legal services with systems-changing policy advocacy and public education, in an effort to move society toward greater racial and economic equity, justice, collective liberation and intergenerational healing. Their educational resources like the California Roadmap to Reentry, the Reentry Planning Toolkit, the National Fair Chance Housing Toolkit, and others have supported thousands of people as they work to navigate the collateral consequences of an arrest or conviction history. In celebration of the strategic alliance between Viola and Root and Rebound, we hosted a welcome reception and panel discussion in support of the launch of The New Leaf initiative. #ViolaCares

Uma publicação compartilhada por Viola (@viola) em

Viola

A Viola, fundada pela lenda da NBA Al Harrington, é líder no setor de cannabis. A Viola Brands não apenas está disponível em quase todos os mercados legais de cannabis para uso adulto e medicinal em 15 estados, mas sua missão principal é ajudar a capacitar outros proprietários de empresas de cannabis de equidade social. A Viola investe em campanhas de alimentos durante todo o ano e comprometeu mais de US$ 500.000 em parceria, financiamento e orientação de seis candidatos a licenças de cannabis até a Fase 1, bem como 20 candidatos até a Fase 2 do Programa de Equidade Social em Los Angeles.

Mary and Main

Um dispensário de cannabis medicinal que atende em Capitol Heights, Maryland, Mary and Main é outra empresa de veneráveis ​​gigantes da indústria de cannabis. Fundada por Hope Wiseman, Dra. Octavia Wiseman, Dra. Larry Bryant, uma das principais missões de Mary and Main é a educação sobre a cannabis. Eles oferecem aulas Cannabis 101 para pessoas que desejam aprender mais sobre como o sistema endocanabinoide funciona e como a cannabis medicinal pode ajudar com uma longa lista de doenças.

The Peakz Company

Oakland, Califórnia, é o lar de uma voz poderosa em equidade social e cannabis. A Peakz Company foi fundada por Jessie Grundy, que recentemente falou com Jon Small no Green Entrepreneur Podcast sobre seu longo caminho para a Peakz Company hoje. Sua marca está agora nas prateleiras de 40 vitrines de todo o estado da Califórnia. “No começo, era muito mais fácil do que é agora, porque não havia tantas pessoas se inscrevendo”, disse Grundy à Green Entrepreneur sobre o programa de licenciamento de equidade social. “Oakland tem uma lei que declara que, para cada aplicação comercial geral de cannabis, deve haver uma aplicação de equidade. Portanto, ninguém da população em geral pode fazer nada a menos que tenha parceiros de equidade”.

Success Centers

A área da baía de San Francisco é o lar do Success CentersO objetivo da organização é oferecer educação e ferramentas para comunidades carentes, a fim de entrar no espaço da cannabis. “Para criar riqueza dentro da comunidade de equidade, é preciso abrir a porta e criar uma oportunidade que seja intencional”, disse Liz Jackson-Simpson, do Success Centers, à Green Entrepreneur em uma entrevista.

Blunts + Moore

Sediada em Oakland, Califórnia, a Blunts + Moore é a “The Happy Store”. Sua equipe formada por Alphonso (Tucky) Blunt Jr. e Bri Moore conseguiu a façanha de se tornar a primeira licença de equidade social do programa Cannabis Equity de Oakland. A história de Blunt Jr. é a do triunfo. Em 2004, Blunt Jr. foi preso por posse com a intenção de vender e recebeu 10 anos de liberdade condicional. Ele estava determinado a ingressar na indústria legal, e cursou e se formou na Universidade de Oaksterdam em 2008, para então se associar ao especialista em desenvolvimento de negócios e operações de cannabis Moore. A dupla abriu as portas da Blunts + Moore em novembro de 2018.

National Holistic Healing Center e Ilera Holistic Healthcare

A Dra. Chanda Macias, MBA é CEO da Ilera Holistic Healthcare, uma das principais cultivadoras e processadoras de maconha medicinal da Louisiana. Macias também é proprietária do National Holistic Healing Center, uma loja de medicamentos em Washington DC. Macias trabalhou incansavelmente para promover a legislação sobre maconha medicinal no estado, que em 27 de maio de 2020 aprovou a expansão da capacidade de prescrever cannabis medicinal a todos os consultórios médicos. Dra. Macias é outra empreendedora que fez a lista das ’35 mulheres mais influentes em cannabis’ em 2020.

American Cannabinoid Clinic

Esta clínica médica American Cannabinoid Clinic oferece soluções de telessaúde, bem como consultas presenciais em seu escritório em Portland, Oregon, para pacientes que desejam seu cartão de cannabis medicinal. Para os poucos estados que estão permitindo que os cartões de maconha medicinal sejam emitidos tecnologicamente, um avanço devido à pandemia da COVID-19, o uso da telemedicina para marcar consultas médicas é um divisor de águas. A American Cannabinoid Clinic foi fundada por uma família de médicas: a Dra. Jessica Knox, cofundadora e CEO, Dra. Janice Vaugn-Knox, cofundadora e Dra. Rachel Knox, cofundadora, vozes poderosas na defesa dos canabinoides no espaço. Sua equipe de especialistas em medicina de cannabis tem mais de 8 anos de experiência em aconselhar pacientes sobre o uso de cannabis para doenças e distúrbios crônicos.

Gas House Brands

Gas House é outra lendária produtora de cannabis que se tornou uma história de sucesso. Seus fundadores, Felix e Kingston, subiram das ruas de Atlanta para administrar uma marca de cannabis avaliada em US$ 40 milhões. A dupla representa o movimento dos OGs do espaço não licenciado para o espaço licenciado. “Bem, ela volta à cor da pele. Isso remonta ao motivo pelo qual a maconha foi proibida em primeiro lugar”, disse Kingston à VICE“E por que as leis sobre drogas foram postas em prática. Por que havia algo que fez eles acharem que podiam colocar negros e hippies na prisão”. A empresa expandiu sua linha de ofertas para incluir pré-enrolados, vaporizadores e flores. Os consumidores podem encontrar a Gas House em dispensários no norte da Califórnia e Sacramento.

DRO

A marca de cannabis DRO Flower, nascida em Denver, tem influência. O cofundador Jamar Brown tem uma empresa de roupas e estilo de vida, Dro Life, ao lado da empresa de cannabis Dro Flower. “Eu estive em torno da cannabis toda a minha vida desde o primeiro dia. Então, o que estou fazendo hoje é perfeito”, disse Brown a Warren Bobrow, da Forbes. As cepas populares disponíveis em Denver incluem XXX, Gucci OG, Banana Clip e Stallone. A empresa também está perto de lançar uma linha de marca de cannabis com o rapper Waka Flocka Flame.

Ardent

A indústria está entusiasmada com essa nova tecnologia, comparada a um ‘Easy Bake Oven’ para cannabis. Ardent permite que você faça suas próprias tinturas e comestíveis em um pequeno recipiente techEle permite que os consumidores descarboxilem e infundam qualquer tipo de concentrado com cannabis: tópicos, comestíveis, azeite, tintura. Sua fundadora, Shanel Lindsay, começou a usar cannabis medicinalmente como uma alternativa aos produtos farmacêuticos há uma década. Quando Massachusetts legalizou a cannabis medicinal em 2012, Lindsay dedicou sua energia ao advocacy, trabalhando para aumentar o controle e o acesso dos pacientes em todo o estado. Ela é uma forte defensora dos usos médicos da cannabis, dosagem adequada e refino do processo de descarboxilação para consumidores e pacientes.

Roll Up

Um amado dispensário de cannabis para uso adulto e medicinal, localizado em Denver, Colorado, o Roll Up é de propriedade de Sherard Rogers, cofundador. Rogers administra um laboratório, loja, instalação de cultivo e instalações de produção de comestíveis na indústria há três anos, tornando-se coproprietário do Roll Up Dispensary em 2019. O Roll Up fica em uma área cobiçada de Denver, chamada Northside, que foi o historicamente o lar de comunidades negras, de pessoas de cor e de imigrantes, pré-gentrificação. Ter uma fachada de loja pertencente a negros reentrada em um bairro gentrificado destaca a importância do Roll Up na comunidade.

Gentleman Quinns

Famosa por sua “high-class big ass blunt”, a Gentleman Quinns é uma marca sediada no Colorado. Fundada em 2015 e operada por veteranos da indústria de cannabis, incluindo os coproprietários Jarell Wall e Austin Pflumm, a Gentleman Quinns usa uma iteração livre de tabaco da clássica blunt enrolada em cânhamo. A marca Gentleman Quinns é de alto nível. Cada ‘blunt’ vem em uma embalagem de madeira do tipo “caixa de charuto”. A empresa é conhecida por ser uma das primeiras a elevar a blunt, bem como por ser totalmente financiada de forma independente e até mesmo por um investimento externo em declínio.

Solace Meds

Solace Meds é um dos favoritos da comunidade canábica de Denver. Os fundadores e coproprietários Rod Bernstine e Ken Correia operam quatro locais populares de cannabis espalhados pelo Colorado. Também é um negócio familiar raro, dupla de pai e filho, já que o filho de Bernstine, Drick Bernstine, é o gerente geral. Bernstine sênior é um ex-jogador da NFL, que passou o tempo como running back tanto no Denver Broncos quanto no San Diego Chargers antes de entrar no espaço da cannabis. Os consumidores de cannabis encontrarão as fachadas do Solace Meds de Denver a Wheat Ridge e Fort Collins. Fundada em 2009 como dispensário médico, hoje o Solace Meds atende tanto consumidores adultos quanto pacientes médicos, crescendo até se tornar uma empresa interestadual de cannabis com sede em Oklahoma City, Oklahoma (de propriedade de Correia). Retribuindo, a empresa também patrocina uma iniciativa chamada Clean Colorado, onde financiam a limpeza de uma rodovia em sua comunidade.

Aroma & Loud

Gabe Lindsay e Neelein Shead são proprietárias de dois dispensários de cannabis para uso médico e adulto, altamente procurados em Commerce City, Colorado — Loud Dispensary  e Aroma Dispensary. Eles possuem o título de donos da primeira loja de cannabis para uso adulto em Commerce City, um pequeno subúrbio industrial ao norte de Denver. Destacar os produtores locais é primordial, pois Aroma e Loud mantêm cepas frescas nas prateleiras giratórias: de Chem 91 a Lost Tribe, StrawNana, Pamelina e Cocoa Puffs. Os revisores do Weedmaps elogiam de verdade as lojas de Lindsay e Shead, mesmo dirigindo por todo o estado por sua cannabis.

ReLeaf Health

Portland, Oregon, é o lar de outro negócio bem conhecido de cannabis com proprietários negros. A ReLeaf Health pertence aos defensores e empresários espirituosos da cannabis, Leona Latrese Thomas e Jerritt Thomas. A loja familiar abriu suas portas em 2017. A ReLeaf representa outra empresa de cannabis de propriedade negra que não obteve investimento externo. Leona Thomas disse à Williamette Week: “A principal coisa a se descobrir é uma maneira de tornar os empréstimos mais acessíveis. Historicamente, em todas as linhas de negócios, obter financiamento para pessoas negras e pardas sempre foi mais difícil do que para nossos colegas brancos. Em certas áreas, muitas vezes somos contra uns aos outros, sejam mulheres contra mulheres, negros e pardos contra negros e pardos. Mas se existem 5.000 empresas de pão diferentes, pode haver 5.000 empresas de cannabis”.

Leia também:

Conheça os empreendedores negros que estão balançando o mercado da maconha

#PraCegoVer: em destaque, fotografia que mostra Al Harrington sentado, das coxas pra cima, com uma mão sobre a perna e a oura na cabeça, enquanto gargalha, vestindo roupas em tons de cinza, e um fundo branco. Imagem: divulgação.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!