Empresa de cannabis se prepara para as primeiras vendas médicas na Colômbia

flor rosa piqsels Empresa de cannabis se prepara para as primeiras vendas médicas na Colômbia

Atendendo a rigorosas exigências da lei colombiana, empresa é a primeira certificada a vender cannabis medicinal no país. Com informações da PR Newswire e tradução Smoke Buddies

A Khiron Life Sciences, líder de cannabis verticalmente integrada com núcleo operacionais na América Latina, anunciou na última sexta-feira (20) que a companhia recebeu a certificação de Boas Práticas de Elaboração para Preparações Magistrais com Cannabis (GEP). Como resultado, a empresa está agora totalmente autorizada a fabricar preparações magistrais de alto e baixo teor de THC na Colômbia. A empresa antecipa o cumprimento de suas primeiras prescrições de formulações com alto espectro de CBD dentro de dias. A empresa antecipa que também estará totalmente autorizada a cumprir prescrições e distribuir cannabis medicinal psicoativa (alto teor de THC) nas próximas semanas, assim que as farmácias forem autorizadas pelo Fundo Nacional de Narcóticos (FNE).

Hoje é um marco extremamente importante para a Khiron. Com essa certificação GEP, começamos uma nova fase na comercialização de nosso pipeline de produtos para cannabis medicinal e para atingir nosso potencial de mercado. Estamos nos preparando para esse dia há três anos. Temos a capacidade, estabelecida rede de pacientes, e agora autorização total para fabricar preparações magistrais de alto e baixo teor de THC e cumprir prescrições para cannabis medicinal não psicoativa em poucos dias”, comenta Alvaro Torres , CEO e diretor da Khiron. “Desde o primeiro dia, nossa missão sempre foi modelar nossos negócios para atender às necessidades dos pacientes, e agora estamos cumprindo esse foco, visando os milhões de pacientes na Colômbia que têm potencial para se beneficiar da cannabis medicinal”.

Leia também: Empresa na Colômbia recebe luz verde para exportar cannabis à Europa

A Khiron possui uma rede estabelecida de pacientes na Colômbia através de suas instalações médicas no ILANS (Instituto Latino-americano de Neurologia e Sistema Nervoso) que tratam mais de 120.000 pacientes com doenças neurológicas, psiquiátricas, respiratórias, urológicas e ortopédicas, entre outras. Os pacientes do ILANS são atendidos pelo sistema de seguro de saúde colombiano. A empresa também abriu recentemente o Zerenia, uma instalação de 1.400 metros quadrados em Bogotá que aumenta a capacidade de paciente da empresa em 75%, oferecendo um conjunto abrangente de serviços médicos e de saúde, alinhados com os parceiros de companhia de seguros.

De acordo com os regulamentos colombianos, a certificação GEP é uma certificação de fabricação e processamento que é um requisito obrigatório para a comercialização de prescrições personalizadas de cannabis medicinal, conhecidas como Preparações Magistrais. A comercialização de prescrições personalizadas de cannabis medicinal na Colômbia envolve um processo regulatório demorado e rigoroso, em que a Khiron recebe licenças para cultivar cannabis com alto e baixo teor de THC para vendas domésticas e de exportação, cotas para cultivar 9,3 toneladas de cannabis com THC e extrair THC da cannabis na Colômbia. Até o momento, a Khiron é a única empresa na Colômbia a atender a todos esses rígidos requisitos regulamentares e, com a certificação GEP, se torna a primeira empresa autorizada a vender cannabis medicinal na Colômbia.

Atualização corporativa

Como o mundo lida com a expansão do Covid-19, a Khiron fornece a seguinte atualização corporativa sobre outras atividades comerciais e operacionais. Como as condições do mercado global mudaram drasticamente, a empresa está implementando as seguintes medidas para garantir liquidez e aumentar o foco dos recursos da empresa.

  • Uruguai: a empresa decidiu suspender a construção de ativos de cultivo no Uruguai por enquanto.
  • Europa / América do Norte: a empresa está reduzindo significativamente os gastos com vendas e marketing da marca Kuida nos mercados europeu e norte-americano. A empresa pretende continuar seus esforços de marketing atuais na Colômbia.
  • Dixie JV: à luz do anúncio em 9 de março de 2020 da Dixie Brands de fusão com a BR Brands, a empresa e a Dixie concordaram mutuamente em encerrar a joint venture que foi anunciada em 30 de janeiro de 2019 .

“Estamos agora na fase de execução de vendas do nosso plano de negócios e, como tal, é fundamental que continuemos focados nas áreas de nossos negócios que têm maior potencial de receita e são escaláveis ​​em nossos mercados endereçáveis. Tomamos medidas decisivas para proteger nosso balanço e nos concentramos em nossos principais negócios médicos, nos mercados mais promissores”, diz Torres.

Com os esforços mundiais em andamento para gerenciar a disseminação do Covid-19, eu gostaria de acrescentar pessoalmente que a Khiron está em discussões com reguladores na Colômbia com o objetivo de garantir que a empresa esteja fazendo todo o possível para ajudar autoridades e comunidades com os esforços de supressão do Covid-19. Forneceremos atualizações sobre quaisquer iniciativas específicas, conforme apropriado”, comenta Torres. A empresa tomou várias medidas de precaução durante esse período, incluindo a proibição de viagens internacionais e opções de trabalho em casa para seus funcionários.

Leia mais:

Cinco razões pelas quais o momento é perfeito para começar um cultivo de maconha

#PraCegoVer: em destaque, foto em plano fechado da flor de uma planta de maconha, com pistilos rosas e brancos, cálices verdes-escuros repletos de tricomas e folhas serrilhadas. Foto: Piqsels.

Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!