Embaixada da Argentina em Israel avança na troca de conhecimentos sobre cannabis

folha close mao Embaixada da Argentina em Israel avança na troca de conhecimentos sobre cannabis

O propósito é gerar ações que mirem a absorção do conhecimento de Israel, país líder em pesquisa, desenvolvimento e legislação sobre o tema. As informações são da rádio Maxima

O embaixador argentino em Israel, Sergio Urribarri, tem mantido uma série de reuniões de trabalho com autoridades de Jujuy e Entre Ríos e com legisladores nacionais que promovem o desenvolvimento da indústria da cannabis medicinal na Argentina. O objetivo é gerar ações que visem a transferência de conhecimento de Israel, país líder mundial em pesquisa, desenvolvimento e legislação sobre o assunto.

O ex-governador de Entre Ríos conduziu um encontro com Gastón Morales, presidente da Cannabis Avatara, sociedade estatal que promove a pesquisa e o desenvolvimento de lavouras na província de Jujuy, e com Jorge Gerard, secretário de Ciência e Tecnologia do Governo de Entre Ríos. A deputada nacional Carolina Gaillard, promotora da lei da cannabis, que atualmente está trabalhando no Congresso na elaboração do regulamento, também participou.

lazy placeholder Embaixada da Argentina em Israel avança na troca de conhecimentos sobre cannabis

 “Israel é um dos países mais avançados do mundo em termos de pesquisa, legislação, treinamento e desenvolvimento da indústria da cannabis medicinal e queremos facilitar a transferência de todo esse conhecimento para o nosso país”, explicou Urribarri durante o encontro.

O embaixador indicou também que vai convidar outras províncias a participar, uma vez que “Israel está muito interessado e está a olhar para a investigação e desenvolvimento que cresce na Argentina nesta matéria”.

Uma das atividades que estão sendo organizadas consiste em um programa de treinamento para médicos e outros profissionais que trabalham com a cannabis medicinal, ministrado por especialistas de Yissum, que é o centro de transferência de tecnologia da Universidade Hebraica de Jerusalém.

Leia mais: Governo da Argentina permitirá o cultivo pessoal e venda de cannabis nas farmácias

Além disso, a Embaixada está em contato com a Agência de Cannabis Medicinal de Israel, vinculada ao Ministério da Saúde, e com especialistas do Instituto Volcani, órgão semelhante ao INTA argentino. Com essas instituições, busca-se avançar em diferentes iniciativas de trabalho, entre elas a possibilidade de estabelecer um intercâmbio com legisladores e autoridades argentinas sobre os avanços no desenvolvimento institucional e regulatório ocorridos em Israel em relação à indústria da cannabis.

De Jujuy, Gastón Morales descreveu a experiência realizada em sua província com o objetivo de traçar uma política de Estado voltada para a satisfação da necessidade de saúde pública de fornecer medicamentos derivados da cannabis a pessoas que sofrem de diferentes doenças. Ao mesmo tempo, mencionou a importância de desdobrar o potencial produtivo e de desenvolvimento representado pelo cultivo e processamento da cannabis.

“É um desafio que vivemos desde Jujuy e consideramos muito valioso poder conhecer em primeira mão a experiência de Israel, que o levou a ser um dos mais destacados no assunto”, explicou Morales.

“É um assunto que nos apaixona porque, como o embaixador Urribarri entende por sua trajetória política, esse trabalho muda muito a qualidade de vida das pessoas e não há satisfação maior do que isso”, disse ele posteriormente.

Laboratórios provinciais

Gerard, de Entre Ríos, destacou que muitos pacientes já estão usando produtos derivados da cannabis feitos sem supervisão. Diante disso, ele valorizou a possibilidade de conhecer a experiência israelense e treinar os diversos profissionais que já trabalham com o tema em Entre Ríos, a fim de instalar laboratórios que possam controlar a produção.

O governante de Entre Ríos foi durante muitos anos reitor da Universidade Nacional de Entre Ríos (UNER) e já avançou nas negociações para a eventual assinatura de um convênio com a universidade para enquadrar as formações que se planejam em sua estrutura acadêmica.

Gerard disse ainda que em Entre Ríos estão a ser realizadas várias formações, mas alertou que “não são incompatíveis, mas sim complementares a este conhecimento internacional que poderemos aceder”. Em seguida, ele destacou o nível e a possibilidade de os profissionais acessarem as certificações internacionais que o trabalho em conjunto com a Universidade Hebraica de Jerusalém representa.

A deputada Gaillard, por sua vez, destacou a importância dessas ações “que ajudarão mais estados provinciais a se abrirem a esta questão”. No que se refere às questões legais, alertou que para o trabalho no Congresso é fundamental ter informações sobre a experiência realizada por Israel, que, “de longe, é o país que mais avançou nessa questão, por isso são muitas as questões que podem ser aproveitadas, especialmente para ver como eles resolveram os obstáculos regulatórios que surgiram”.

O grupo de trabalho — que também é composto pelo chefe da Chancelaria da Embaixada, Francisco Tropepi, e pela chefe da Seção Comercial, Lucila Caviglia — se reunirá novamente esta semana para continuar avançando no desenho das diferentes ações e compartilhar os resultados dos passos dados.

Leia também:

Israel passa a Alemanha como maior importador mundial de flores de cannabis medicinal

#PraCegoVer: em destaque, fotografia em plano fechado de uma folha de maconha que é segurada com um dos folíolos apontados para a câmera, que foca na base deste, onde vê-se uma teia de aranha. Imagem: David M. Busto | Flickr.

lazy placeholder Embaixada da Argentina em Israel avança na troca de conhecimentos sobre cannabis

Sobre Smoke Buddies

A Smoke Buddies é a sua referência sobre maconha no Brasil e no mundo. Aperte e fique por dentro do que acontece no Mundo da Maconha. https://www.smokebuddies.com.br
Deixe seu comentário
Assine a nossa newsletter e receba as melhores matérias diretamente no seu email!